Featured

 


FECHAR<===



O comportamento na adolescência apresenta uma etapa evolutiva peculiar ao ser humano. É um período contraditório, confuso, ambivalente, doloroso, que culmina todo o processo biopsicossocial do indivíduo. O corpo cresce, novas funções sexuais surgem, a mente se desenvolve, o ambiente se modifica, a qualidade das sensações afetivas e sexuais se transforma.

Tudo isso provoca no jovem uma série de crises que vão sendo superadas uma a uma, com maior ou menor dificuldade, sem que o desenvolvimento natural seja afetado.
VEJA TAMBÉM:
·      Princípios de ensino e aprendizado para Adolescentes – Aqui
·      A Escola Dominical e sua Influência na Vida do Adolescente – Aqui
·      O Adolescente e a Sociedade - Aqui

Não podemos compreender a adolescência estudando separadamente os aspectos biológicos, psicológicos, sociais ou culturais, pois o jovem em crise num determinado aspecto, compromete também outros papéis de sua vida, prejudicando assim, não só seu rendimento intelectual (escolar), mas também, o psicoafetivo, representado por seus relacionamentos em quaisquer ambientes que frequente.

As mudanças no pré-adolescente são desordenadas.
Ora sucessivas, ora simultâneas e, mal a psiquê se readapta, tem novamente de se redimensionar, numa contínua alteração. Ele vive em constantes desequilíbrios entre o que se passa na sua mente e no seu corpo. E um período de instabilidades, inseguranças, temores e muita preocupação buscando no exterior parâmetros de suposta normalidade.

O grande acontecimento físico deste período é a aceleração do crescimento, é a passagem progressiva da infância à adolescência, o propalado estirão que culmina com a maturação sexual ou puberdade.

O adolescente é o filho enjeitado da medicina.
Tão logo evidencie sinais de que a puberdade chegou, o pediatra, alegando que em breve não caberá mais em sua mesa de exames, trata de encaminhá-lo ao especialista que, por ainda não tê-lo na conta de um paciente adulto resiste em aceitá-lo como cliente.

É nesta etapa evolutiva quando se cristaliza o processo de aquisição da individualidade com todos os comemorativos que assinalam o esforço pessoal para se diferençar da matriz sócio familiar de origem e criar seu próprio universo.

É nesse período, sob a regência da constelação endócrina que ocorrem acentuadas modificações somáticas, transformações físicas e de comportamento, determinadas pela entrada em circulação de novas entidades hormonais, exercendo profundos e importantes efeitos metabólicos com finalidades reguladoras sobre o organismo.

No adolescente masculino, o psiquismo é influenciado aumentando a agressividade. Com isso, tendem a ficar aterrorizados por agressões ambientais e, altamente vulneráveis à tensão emocional estando sujeitos a alterações por condicionamentos negativos.

Portanto, a crise vital do adolescente, caracterizada por mudanças biológicas, conflitos intrapsíquicos, fantasias, ansiedade, depressão, rebeldia, estão dentro dos critérios de normalidades e, podemos atribuir essa crise basicamente à ação e surgimento dos hormônios estrógeno e progesterona nas meninas e testosterona nos meninos. Para que nessa crise haja um equilíbrio, é necessário utilizarmos o ensino da Palavra de Deus.

O adolescente é um produto histórico da infância. Tudo o que a infância manifestou ou omitiu, poderá aparecer neste período.

No entanto, com a marca dos primeiros anos dentro de si, tendo sido este odre formado à luz da Palavra de Deus, ainda que experimente mudanças qualitativas do empurrão da natureza, o ensino da Palavra formará uma muralha contra o pecado, pois ela tem uma atuação maravilhosa em nossas vidas. E como o martelo que esmiúça a penha, espada de dois gumes, lâmpada para os nossos pés.

Se essa palavra é cumprida e exercitada. Se nos encarregarmos de ensinar nossos filhos pautados por ela, estaremos modulando vidas nos preceitos divinos e, consequentemente, firmando um ambiente circundante na estrutura de base, a Palavra de Deus.

APROFUNDE SEU CONHECIMENTO – VEJA:
·       Criando Adolescente pelo método de Deus – Aqui
·       Aspectos do desenvolvimento social e emocional dos adolescentes - Aqui
·       O ensino para adolescentes - Aqui

As transformações corporais no adolescente, correspondem às transformações psicológicas que o levam a uma nova relação com os pais, com o mundo e consigo mesmo.

É importante nessa relação trinitária (pai - mãe - filho), o ensino e a preservação da Palavra, pois será ele quem livrará nossos adolescentes do comportamento rebelde e exacerbado, da literatura pornográfica, daninha à vida espiritual, da virtualidade indecorosa, despersonificadora da conduta do adolescente.

Precisamos sedimentar a personalidade do nosso adolescente cumprindo à risca a Palavra de Deus para que as dificuldades sejam atenuadas no Senhor. Talvez estejamos ensinando a Palavra aos nossos filhos somente o deitarem-se ou ao levantarem - esquecendo-nos, todavia, da perseverança, no transcurso de suas vidas pelo caminho.
Texto: Ediva Maria Daniel | Divulgação: Subsídios EBD
 
Top