FECHAR <-----
  • Postagens com o marcador "Educação":
  • Educação Formal e Informal



    Procedente do vocábulo latino educatione, a palavra “educação” significa etimologicamente: extrair. Em termos pedagógicos, educar pressupõe o desenvolvimento pleno das faculdades físicas, intelectuais, morais e espirituais do ser humano, implicando mudanças de comportamento no educando em virtude da educação recebida.

    Como era A Docência na Igreja Primitiva?

    A nascente comunidade cristã prolonga o ministério docente da Igreja, agora à luz da morte e ressurreição de Cristo e o advento do Espírito (At 2; 9.31; 20.28).

    A Igreja Primitiva, em todas as suas formas, era sustentada e impregnada pela consciência de ser o Corpo em que habita o Espírito (1 Co 12.27). E o ministério docente da Igreja participa plenamente desta identificação. Paulo, por exemplo, esperava que seu ensino fosse acatado e posto em prática pelas comunidades por onde passava (1 Co 2.13; Cl 1.28-29; 2 Ts 2.15; 1 Tm 4.6-11).

    APROFUNDE SEU CONHECIMENTO
    1) A organização e administração da Escola Dominical - Aqui
    2) O superintendente da Escola DominicalAqui
    3) A História da Escola DominicalAqui
    4) Definindo a Escola Dominical - Aqui

    A Formação Continuada – Condição para uma Educação Cristã de Qualidade

    Quando analisamos o processo pelo qual a aprendizagem se dá, observamos que este tem se desenvolvido continuamente ao longo de diferentes épocas históricas, desde as mais longínquas civilizações judaicas, egípcias, gregas, persas, até as mais modernas sociedades contemporâneas.

    Deus fez o ser humano inteligente, não somente para internalizar como para gerar conhecimentos. O conhecimento inicialmente foi transmitido de geração a geração, em especial por meio da observação e da oralidade.

    Com o passar do tempo, novas manifestações acerca do registro do conhecimento e do desenvolvimento humano possibilitaram que a educação passasse a ter um caráter formal, qualitativo e diferenciado entre as classes sociais. Até hoje, mesmo os que não frequentam os bancos escolares recebem informações por diversas mídias e obtém a formação educacional.

    Quando falamos em formação, vale ressaltar que entendemos o processo de construção e promoção do conhecimento, compactuado pelo educador (professor) e pelo educando (aluno). Por professor, conceituamos a pessoa-educador que tem a tarefa de organizar, construir e transmitir conhecimentos, atuando junto com o educando no prazer da descoberta de aprender – sempre ciente de que o aluno participa de forma pessoal e ativa.

    Lição 9- A Missão Ensinadora da Igreja

    Classe: Jovens
    Trimestre: 1° de 2017
    Revista: Professor
    Fonte: Lições Bíblicas de Jovens, CPAD
    Reverberação: †Subsídios EBD – www.sub ebd.blogspot.com
    TEXTO DO DIA
    E o que de mim, entre muitas testemunhas, ouviste, confia-o a homens fiéis, que sejam idôneos para também ensinarem os outros. (2Tm 2.2)
    SÍNTESE
    O ensino da Palavra faz com que a Igreja cresça, se fortaleça e possa resistir aos ataques do mundo e de Satanás.

    O mandato para o ensino cristão

    O ensino cristão remonta suas raízes aos primeiros dias do homem na Terra. Deus começou a ensinar quando colocou uma restrição no comportamento do homem no jardim do Éden. Depois da queda, a necessidade de ensino aumentou. Pais piedosos passaram de uma geração para outra cruciais informações espirituais até que Deus formalizou a responsabilidade dos pais ao ordenar-lhes que ensinassem os filhos (Dt 6).

    O hábito de ler para os filhos contribuem para um bom desempenho escolar

    Na Alemanha, pelo menos um em cada três casais de pais lê, mais de uma vez por semana, para crianças que ainda não sabem ler e escrever. É o que aponta o estudo da fundação Lesen (Ler, em português) divulgado nesta semana. Segundo o estudo, mais que um simples ritual antes de dormir, ler para os filhos regularmente tem um efeito positivo sobre o desempenho escolar deles.


    Dos entrevistados, 18% leem um livro por dia para seus filhos. Outros 15% leem menos de uma vez por semana, e 15% simplesmente nunca leem. Já em 2014, o estudo constatou que aproximadamente 30% de todos os pais raramente ou nunca leem para seus filhos na Alemanha.

    No Brasil, uma pesquisa de 2012, encomenda pela Fundação Itaú Social ao Datafolha, constatou que 96% dos adultos acreditam que ler para as crianças é importante, mas apenas 37% deles colocam isso em prática. Dos mais de 2 mil entrevistados, 63% não leem para crianças, enquanto apenas 7% leem todos ou quase todos os dias da semana.

    Desempenho escolar

    De acordo com o estudo da Lesen, a nota média na disciplina Alemão para crianças de oito a 12 anos cujos pais liam diariamente foi sete décimos mais elevada do que entre as crianças cujos pais raramente ou nunca liam. Também em outras disciplinas, como Biologia e Artes, o desempenho do primeiro grupo foi melhor.

    Dos adultos leitores assíduos, 84%afirmaram que o filho ia bem na escola. Entre os raros ou não leitores, esse número foi de apenas 33%. Um em cada dois filhos de "pais leitores" considerou seu desempenho na escola bom, contra apenas 12% das crianças que não tinham esse hábito.
    As diferenças nas notas não dependem do nível de educação dos filhos, segundo o estudo. As proporções de crianças com notas boas ou muito boas em alemão foram semelhantes em todos os níveis de ensino dos pais. De acordo com as conclusões do estudo, todas as correlações entre leitura e comportamento das crianças nada têm a ver com o grau de formação dos pais.

    Responsabilidade

    Os livros podem preparar as crianças desde cedo para "o lado sério" da vida. Entre as crianças de oito a 12 anos alfabetizadas, 80% acreditam que seus colegas as consideram "muito confiáveis" ou como alguém que "normalmente nunca se atrasa". "Essas crianças são vigorosas e ativas", diz Simone Ehmig, diretora do Instituto de Pesquisa para Leitura e Mídia, na Alemanha.
    "Essas crianças estão mais dispostas, no futuro, a assumir responsabilidades na vida profissional e realizar as coisas de forma criativa", afirma. Entre as crianças que não recebem o estímulo da leitura pelos pais, nem metade se considera confiável e pontual.

    Vida social

    Além disso, a leitura também tem um efeito positivo sobre a vida social da criança, segundo a avaliação de pais e filhos. Cerca de 90% dos leitores frequentes disseram que o filho "gosta de brincar com outras crianças" e "constrói rapidamente novas amizades". Os pais não leitores disseram que isso é mais raro entre seus filhos.

    Os pesquisadores cruzaram dados para verificar se as características positivas são mesmo efeito da leitura. Eles determinaram as experiências sociais das crianças que poderiam ter influenciado de forma similarmente positiva o seu comportamento. O resultado: mesmo as crianças mais isoladas socialmente mostraram características positivas quando tiveram muito contato com a leitura.

    O estudo não especificou um conteúdo específico de leitura para cada faixa etária. "Acredito que não dependa tanto do conteúdo", diz Jörg Maas, chefe da fundação Lesen. No ano anterior, a equipe explorou se o tipo de livro importava, e o resultado foi que o tipo de mídia não tem um papel significativo. Pode ser um livro infantil clássico, mas também um tablet ou computador – bom para os pais fãs de tecnologia.

    12/11/2015, Subsídios ebd, com informações AF/dpa/DW

    Blog: Subsídios ebd
    A ferramenta de Pesquisas e Estudos dos Professores e Alunos da Palavra de Deus" (sub-ebd.blogspot.com.br). 
    ATENÇÃO! Todos os artigos aqui postados podem ser reproduzidos, desde que a fonte seja citada com link para o site (sub-ebd.blogspot.com.br).

    A necessidade e os fundamentos da Filosofia da Educação Cristã

    Ao discorrer sobre o panorama da educação do mundo ocidental, John D. Redden não é nada otimista: "O pensamento e ação educacionais modernos caracterizam-se pela confusão e indecisão".

    A filosofia na Educação

    Não é difícil definir a Filosofia da Educação Cristã. Afinal, sobre esta refletimos todos os dias, mesmo quando não frequentamos a ED ou deixamos de assomar o púlpito. Faz-se ela presente em cada uma de nossas devoções, na leitura da Bíblia e no serviço cristão. Vejamos, em primeiro lugar, o que é a Filosofia.

    1. O que é a Filosofia.
    Etimologicamente, a palavra Filosofia, oriunda do grego, significa amor pela sabedoria. Logo, o filósofo, como bem o acentuou Pitágoras, não é propriamente um sábio, mas um amigo do saber.