Como preparar uma boa aula de escola dominical?

Charles Swindoll, em seu livro “Falando Bem - Toque Pessoas com Suas Palavras” (CPAD, 2021), conseguiu ser original ao abordar um tema t√£o conhecido: a arte de falar em p√ļblico.

Quem l√™ a obra imagina encontrar um conjunto de t√©cnicas de orat√≥ria. Afinal, √© comum que esta seja a abordagem quando o assunto √© a express√£o verbal. Swindoll, entretanto, surpreende ao destacar em sua obra o que considera ser essencial para quem deseja comunicar bem uma mensagem. Diz ele: “Saiba quem voc√™ √©. Aceite quem voc√™ √©. Seja quem voc√™ √©”.


√Č isso que tamb√©m se busca acentuar neste artigo: autenticidade, destacando-se fatores subjetivos, de natureza espiritual, indispens√°veis para a fluidez da mensagem da Palavra de Deus que comunicamos periodicamente, como acontece na Escola Dominical.


Antes de se preocupar com técnicas, o professor da ED precisa cuidar de si mesmo. Foi esse o conselho que Paulo deu a Timóteo, o jovem pastor que tinha a missão de ensinar continuamente a igreja que estava sob seus cuidados (1 Tm 4.16).


O professor de EBD tem uma classe que o espera todos os domingos; uma oportunidade √≠mpar de comunicar uma mensagem divina a cora√ß√Ķes que precisam de um alimento espiritual verdadeiramente sadio. Uma vida de comunh√£o com Deus – o cuidar de si mesmo – √© o fundamento de um minist√©rio de ensino vigoroso e eficaz.

1) O conhecimento da doutrina

Ainda antes da preparação específica da aula há outro fator fundamental para o êxito do professor: conhecimento das Escrituras. Esse é o cuidar da doutrina de que fala Paulo.


O professor precisa ter uma vida dedicada ao estudo da B√≠blia Sagrada. √Č preciso familiarizar-se com ela; l√™-la por inteiro e conhecer cada livro em sua particularidade. √Č importante, tamb√©m, dedicar-se ao estudo da teologia sistem√°tica, a fim de conhecer as bases teol√≥gicas de sua confiss√£o de f√©.

Al√©m de grandes obras de teologia sistem√°tica e bons coment√°rios b√≠blicos pentecostais, a CPAD publicou, em 2017, a “Declara√ß√£o de F√© das Assembleias de Deus”, uma obra riqu√≠ssima, na qual o professor encontrar√° os fundamentos da doutrina pentecostal cl√°ssica, com s√≥lida base b√≠blica.

Desfrutando de comunhão com Deus e com Sua Palavra no coração, o professor encontrará a virtude da autenticidade de que fala Swindoll:

Não conheço nada mais valioso quando se trata da importante virtude da autenticidade, que é ser quem você é. Quando se sente à vontade, você experimenta uma fluidez natural, que sai dos seus lábios.

√Č muito temer√°rio e impr√≥prio tentar ensinar sem o necess√°rio conhecimento do conte√ļdo, da mensagem que se pretende transmitir. Quando conhecemos e vivemos a Palavra de Deus, h√° essa “fluidez natural”, que deve ser aperfei√ßoada com o estudo espec√≠fico do assunto da li√ß√£o, como veremos adiante.

2) Quando se inicia o trimestre

Um professor autêntico terá maior facilidade para preparar-se a cada trimestre que se inicia. A partir do conhecimento geral que tem das Escrituras, dedicar-se-á, agora, a um estudo metódico do tema da nova lição. Primeiro, buscará ter uma visão ampla da revista, selecionando o material de estudo para a preparação das aulas.

Se a tem√°tica a ser desenvolvida est√° baseada em um livro espec√≠fico da B√≠blia, √© importante que o professor fa√ßa a leitura de todo o conte√ļdo b√≠blico, estudando as caracter√≠sticas gerais e o prop√≥sito da obra: autoria, data, contexto hist√≥rico, pol√≠tico, geogr√°fico e cultural, pano de fundo espiritual e mensagem do livro.

Um recurso important√≠ssimo, tamb√©m, √© a obra que acompanha a li√ß√£o b√≠blica (o livro de apoio), que traz essas informa√ß√Ķes de forma detalhada.


3) De domingo a domingo

O m√©todo aqui proposto representa o que geralmente se considera ideal para a prepara√ß√£o de uma boa aula, sendo razo√°vel dizer, contudo, que nem sempre o professor ter√° condi√ß√Ķes de manter essa disciplina, podendo adaptar-se √† sua realidade.


Se possível for, o melhor é que faça uma leitura geral da lição logo no início da semana.

Nessa primeira leitura ser√° poss√≠vel conhecer o conte√ļdo e o prop√≥sito da pr√≥xima aula. Da√≠ podem surgir as primeiras anota√ß√Ķes para o aprofundamento da reflex√£o b√≠blica e teol√≥gica nos pr√≥ximos dias da semana. Uma sugest√£o √© estudar um t√≥pico da li√ß√£o a cada dia, deixando os dois √ļltimos dias (sexta e s√°bado) para a conclus√£o e revis√£o.

Em seu tempo di√°rio de estudo ao longo da semana, √© importante que o professor se dedique √† leitura de cada t√≥pico da li√ß√£o considerando as refer√™ncias b√≠blicas e atentando tamb√©m para as informa√ß√Ķes de cunho hist√≥rico, geogr√°fico ou cultural. Todo esse conte√ļdo precisa ser compreendido, valendo-se, conforme necess√°rio, de fontes auxiliares, como dicion√°rios, enciclop√©dias e coment√°rios b√≠blicos. Contar com boa literatura √© fundamental.

Todo o processo de estudo e prepara√ß√£o da aula deve ser feito em ora√ß√£o. Assim fazendo, o professor ser√° dirigido pelo Esp√≠rito Santo para destacar pontos mais importantes e fazer anota√ß√Ķes complementares, que ser√£o √ļteis para a melhor aplica√ß√£o da aula, parte essencial de sua miss√£o.


Estando sempre atento à voz do Espírito Santo, que conhece muito bem todos os alunos, o professor terá a inspiração necessária para a transmissão de uma mensagem que os edifique na fé, levando-os a um crescimento espiritual constante.

VEJA TAMB√ČM:

ūüĎČ Formando educadores crist√£os para influenciar a educa√ß√£o secular - Aqui

ūüĎČ Como o professor se Prepara idealmente para aula na Escola Dominical? Aqui

ūüĎČ O Aprendizado Significativo em Sala de Aula - Aqui

ūüé¨ ASSISTA ūüĎá

Artigo: Pastor Silas Queiroz | Revista Ensinador Crist√£o N¬ļ 90