FECHAR <----

Parte 2. Veja Aqui a parte 1 desse estudo.
1. O caráter influenciado pelo meio social
"E não vos conformeis com este mundo". É aí onde surge o perigo para muitos pais, quando começam a abrir mão de muitas situações, tornando-se permissivos para as coisas que são do mundo, coisas corruptíveis. Às vezes aderem a determinadas coisas porque são bem divulgadas pela mídia. Acham bonito, elegante etc.
·        O que seu ouvido pode ouvir para lhe deixar sadio no Espírito Santo?
·        O que seus olhos podem ver para que deixem sua alma sadia?
·        O que sua boca pode falar para agradar ao Espírito Santo?
·        Onde seus pés podem ir para que seu espírito permaneça na presença de Deus?
·        O que tuas mãos podem pegar que o Senhor poder permitir?
"Portanto se a tua mão ou o teu pé te escandalizar, corta-o, e atira-o para longe de ti: melhor te é entrar na vida coxo, ou aleijado do que, tendo duas mãos ou dois pés, seres lançado no fogo eterno. E, se teu olho te escandalizar, arranca-o, e atira-o para longe de ti. Melhor, te-é entrar na vida com um só olho, do que, tendo dois olhos seres lançado no fogo do inferno".
"Procuramos agradar a homens ou a Deus? Se estivesse ainda agradando aos homens, não seria servo de Cristo", Gn 11.10.
Veja também:

·          A importância da Psicologia
·          Conhecendo nossa Personalidade


2. O caráter influenciado pela escola
Estudar é uma necessidade de cada pessoa, de cada criança. Porém, há determinadas situações em que a criança é colocada na escola numa idade muito precoce; antes do desabrochar da linguagem veicular falada, e da motricidade controlada. Momento em que sua necessidade maior é estar em seu lar, no sadio relacionamento pessoal com a família, ao lado de sua mãe, onde o processo do desenvolvimento é mais favorável e importante para a criança. Muitas crianças são levadas à escola porque é a única opção para que a mãe possa trabalhar.

Há escolas que possuem regime rígido, onde há carência pública educacional. São escolas onde se falseia o sentimento da verdade do sujeito e o desejo do indivíduo não se comanda. Por outro lado, as tarefas exorbitantes deixam as crianças submetidas a engrenagens anônimas de uma máquina administrativa. Quantas energias sufocadas inutilmente? Determinados regimes atrapalham a aquisição da autonomia da criança podendo prejudicar na formação do seu caráter.

As escolas secundárias e faculdades estão sendo inundadas pela invasão das vãs filosofias, onde o objetivo de suas mensagens é afastar-nos de Deus, de uma maneira muito sutil e enganosa, como fez a serpente no Éden, procurando atingir a mente de nossos jovens. "Tende cuidado, para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas", Cl 2.8. "Porque nos tornamos participantes de Cristo, se retivermos firmemente o princípio da nossa confiança até o fim", Hb 3.14. Esta firmeza em Cristo Jesus solidifica nosso caráter cristão.


CURSOS BÍBLICOS PARA VOCÊ:


1) CURSO BÁSICO EM TEOLOGIA Clique Aqui
2) CURSO MÉDIO EM TEOLOGIAClique Aqui
3) Curso de Secretariado para Igrejas Clique Aqui
4) Formação de Professores da Escola Dominical Clique Aqui
7) CURSO OBREIRO APROVADO - Clique Aqui
Matricule-se já ! 

3. O caráter influenciado pela igreja
A igreja, o convívio com os irmãos, nosso relacionamento com eles, nossas orações juntas ao Pai, nosso louvor para Ele nos dão o sentimento forte de amor, de desejo ardente para servi-lo melhor. Até mesmo o próprio ambiente, desde o mais requintado ao mais humilde, nos transmitem satisfação, bem-estar e felicidade. "Quão amáveis são os teus tabernáculos, Senhor dos Exércitos! A minha alma está anelante e desfalece pelos átrios do Senhor; o meu coração e a minha carne clamam pelo Deus vivo. Até o pardal encontrou casa, e a andorinha ninho para si e para a sua prole, junto aos teus altares, Senhor dos Exércitos, Rei meu e Deus meu", SI 84.1-3. Esta harmonia de estarmos na casa do Senhor cultuando-o, nos proporciona comunhão e nos dá condições de sermos influenciados por seu grande amor, permitindo que nosso caráter seja fortalecido.

4. O caráter influenciado pelo espírito santo
O pecado deixou o homem distante de Deus com seu caráter prejudicado. Porém o Espírito Santo, com sua ação poderosa, convence o homem do pecado, da justiça e do juízo (Jo 16.8), como já mencionamos. Temos o exemplo de Saulo de Tarso que respirava ameaças contra os discípulos do Senhor.

Apesar de um caráter perverso, habitado pelo ódio deparou-se com o Senhor Jesus que o jogou por terra, chamou-o pelo nome e se identificou anunciando-lhe a mudança de vida. Portanto, agora não mais seria o Saulo com o caráter corrompido, mas seria o Paulo transformado, portador de um caráter amoroso.

Sabemos que o homem é influenciado pelo meio, porém, o Espírito Santo tem uma ação eficaz e restauradora na dele.

A vontade de Deus é soberana. Samuel viveu com sua mãe, Ana, até a idade do desmame. Ela havia feito um voto ao Senhor "...ao Senhor o darei por todos os dias da sua vida", 1 Sm 1.11. Deus honrou a oração, o voto de Ana. O Senhor guardou o caráter de Samuel, preservando-o do pecado, apesar de ele viver em contato com os rebeldes filhos de Eli.

O caráter de Deus é Santo e puro, por isso, nos elegeu Nele antes da fundação do mundo para que fôssemos santos e irrepreensíveis diante dele em caridade", Ef 1.4.
O caráter cristão é santo e o amor sua essência. O desejo e a exigência do Senhor é que reconheçamos o seu tão grande amor em nos colocar numa posição sublime e mais elevada que há, de sermos santos, e através desse reconhecimento em amor, possamos nos dispor em atendermos sua exigência. " Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver; porque escrito está: Sede santos, porque Eu Sou Santo", 1 Pe 1.15-16.


5. Construindo o caráter do adolescente
Cabe aos pais se conscientizarem de que seus filhos adolescentes estão passando por uma fase "crucial", um processo de desenvolvimento biológico, onde ocorre mudanças no corpo. O psiquismo do adolescente, ora pode estar bem, ora pode sofre alterações, prejudicando o humor, apresentando mudanças no comportamento. O adolescente passa pelas fantasias, perdas e complexos e, cabe aos pais nesta fase, compreenderem, serem mais flexíveis, a fim de saberem observar, lidar e, sobretudo manejar bem essas situações. Cabe aos pais não deterem o adolescente, isto é, não privá-lo de efetuar tarefas, atividades que lhe são próprias, bem como, não acelerá-los em determinada situação que não lhe é permitida efetuar, resolver, realizar. Atualmente, observamos pais que oferecem a seus filhos adolescentes um caráter frio, narcisista, pouco afetivo, voltado para o culto transitório do efêmero e a busca obsessiva do status material, utilizando-se de fontes de prazer evasivas e danosas.

A ética que o mundo moderno transmite aos adolescentes não é uma ética de reflexão, alicerçada na responsabilidade e sim, de ação, inspirada na oportunidade, onde meio e fins estão confundidos, e onde a violência e o hedonismo encontram seu habitat ideal.

Utilize-se do diálogo com seu filho adolescente, você terá oportunidade de ouvi-lo também e o aconselhamento baseado na palavra de Deus é uma forma de disciplinar seu filho. Esta disciplina inclui tanto o cultivo como a restrição. Dois elementos necessários para a vida. Uma pessoa sábia cultiva e poda suas plantas a fim de obter bons frutos. E, neste equilíbrio você trabalha na construção do caráter do seu adolescente.

6. Construindo o caráter do jovem/adulto

"Eu vos escrevi jovens porque sois fortes e já tendes vencido o maligno", 1 Jo 2.14. É peculiar aos jovens terem qualidades atléticas, força, coragem, inteligência, capacidade. É neles que a sociedade se apoia para que seus ideais sejam alcançados.

A mídia investe neles e usa-os para enriquecer sua economia. O homem caminha em direção ao aniquilamento de nosso mundo e à perversão de todos os valores. Quanto à questão existencial, agem com uma crescente vocação para a violência e a negação de que a vida é a maior riqueza que possuímos. Banalização do sexo, violência, ódio racial, desvalorização dos valores e desprezo pelas relações afetivas. Estas tendências tornam o caráter destrutivo. Entretanto, se as forças dos jovens, forem canalizadas para o engrandecimento do Reino de Deus, Ele lhes dará poder para vencer, quaisquer que forem as obras das trevas.

O caráter do mancebo Daniel era santo, nele não se encontrou defeito algum. "E assentou em seu coração, não se contaminar com o manjar do rei", Dn 1.4-8.

O jovem precisa relacionar-se bem, gostar de lazer, desenvolver atividades sociais, no entanto, é bom frisar que "As más conversações corrompem os bons costumes". Jesus nos deixou exemplo para que sigamos suas pisadas (1 Pe 2.21) "Sede pois imitadores de Deus como filhos amados", Ef 5.1). Cada pedrinha posta na construção desta casa, com amor, cuidado e firmeza resultará num castelo inabalável, ou seja, num caráter inabalável (Rm 8.34-39).
 Veja também:

·          A importância da Psicologia
·          Conhecendo nossa Personalidade

Texto: Ediva Maria Daniel | Divulgação: Subsídios EBD

Auxílios para a Escola Dominical
Receba Lições, Artigos, Vídeos e Subsídios! É Grátis. Digite seu E-mail e em seguida abra o seu e-mail e clique em nosso link de confirmação:

 
Top