Subsídios Bíblicos para a Escola Dominical 👇👇

Mostrando postagens com marcador Profetas. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Profetas. Mostrar todas as postagens

Lição 8 - Edificados sobre o Fundamento dos Apóstolos e dos Profetas

Lições Bíblicas do 2° trimestre de 2020 - CPAD | Classe: Adultos | Comentarista: Pr. Douglas Baptista | Data da Aula: 24 de Maio de 2020
TEXTO ÁUREO
“Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina.” (Ef 2.20)

VERDADE PRÁTICA
Jesus Cristo é a pedra basilar da Igreja, que está edificada por meio dos ensinamentos dos apóstolos e do testemunho dos profetas.

Subsídio Lição 8: Edificados sobre o Fundamento dos Apóstolos e dos Profetas

Subsídios EBD,  Apóstolos, Profetas, Escola Dominical...
Subsídio Bíblico para a Lição dos Adultos (CPAD). Lição: 8 | 2° Trimestre de 2020
***

O alicerce da Igreja foi lançado pelos apóstolos e pelos profetas do Novo Testamento. Jesus Cristo é o Fundamento (1 Co 3.11) e a Pedra Angular [1](SI 118.22; Is 8.14). A pedra angular é responsável pela integração da estrutura; Jesus Cristo uniu judeus e gentios na Igreja.

Os apóstolos e profetas NÃO eram o fundamento da igreja. Cristo é o fundamento da igreja. Porém, foram eles que lançaram o fundamento através das doutrinas que ensinaram sobre a pessoa e obra do Senhor Jesus. A igreja é fundada sobre Cristo no sentido de que ele foi revelado através do testemunho e dos ensinamentos dos apóstolos e profetas. Quando Pedro confessou-o como Cristo, o Filho do Deus vivo, Jesus anunciou que a sua igreja seria edificada sobre esta pedra, a saber, sobre a verdade sólida de que Jesus era o ungido de Deus e o seu Filho único (Mt 16.18).

1) Apóstolos

O termo grego apóstolos é usado para “enviado” ou “mensageiro”. Todo o apostolado é centrado em Cristo, que foi enviado para ser o salvador do mundo (Hb 3.1; 1 Jo 4.14). Mateus, Marcos e Lucas usam o termo quando se referem aos 12 escolhidos por Cristo (Mt 10.2-5; Mc 6.30; Lc 6.13). Paulo, Tiago e, possivelmente, Barnabé também foram comissionados como apóstolos (At 14.14; 15.13; 1 Co 9.1-6; 15.8-9). Aos apóstolos foi confiado o ministério da Palavra para instruírem a Igreja (At 6.2-4).

2) Profetas

A palavra grega prophetes significa proclamador e intérprete da revelação divina. A expressão “edificado sobre o fundamento dos apóstolos e profetas (Ef 2.20)”, trata-se dos apóstolos e profetas do Novo Testamento. De forma alguma o texto faz referência aos profetas do Antigo Testamento porque esses nada sabiam acerca da igreja (William MacDonald). “Em Efésios, as duas ocorrências onde apóstolos e profetas foram mencionados em conjunto (Ef 3.5; 4.11) a referência é claramente aos profetas cristãos como líderes da Igreja”.[2]


3) A doutrina dos Apóstolos
No Dia de Pentecostes, quase três mil almas converteram-se ao Senhor (At 2.14-39). Apesar de um crescimento tão surpreendente, os discípulos “perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações” (At 2.42).

Os apóstolos do Novo Testamento foram os mensageiros originais, testemunhas e representantes autorizados do Senhor crucificado e ressurreto (Ef 2.20). Foram as pedras fundamentais da igreja, e sua mensagem encontra-se nos escritos do Novo Testamento, como o testemunho original e fundamental do evangelho de Cristo, válido para todas as épocas.

Todos os crentes e igrejas locais dependem das palavras, da mensagem e da fé dos primeiros apóstolos, conforme estão registradas historicamente em Atos e nos seus escritos. A autoridade deles é conservada no Novo Testamento. As gerações posteriores da igreja têm o dever de obedecer à revelação apostólica e dar testemunho da sua verdade.

Todos os crentes e igrejas serão verdadeiros somente à medida em que fizerem o seguinte:

a) Aceitar o ensino e revelação originais dos apóstolos a respeito do evangelho, conforme o NT registra, e procurar manter-se fiéis a eles (At 2.42). Rejeitar os ensinos dos apóstolos é rejeitar o próprio Senhor (Jo 16.13-15; 1 Co 14.36-38; Gl 1.9-11).

b) Continuar a missão e ministério apostólicos, comunicando continuamente sua mensagem ao mundo e à igreja, através da proclamação e ensino fiéis, no poder do Espírito (At 1.8; 2 Tm 1.8-14; Tt 1.7-9).

(c) Não somente crer na mensagem apostólica, mas também defendê-la e guardá-la contra todas as distorções ou alterações. A revelação dos apóstolos, conforme temos no NT, nunca poderá ser substituída ou anulada por revelação, testemunho ou profecia posterior (At 20.27-31; 1 Tm 6.20).
👉 ATENÇÃO!
Peça a Continuação deste Subsídio Clique Aqui!


👍 Sugestão de Leitura – Clique e veja:




[1] A Igreja que Deus está edificando tem uma “pedra da esquina” (ou pedra angular) que é o próprio Senhor Jesus Cristo (2.20b). Qual é a importância desta pedra angular? Esta palavra, tanto aqui como em 1 Pedro 2.6, foi extraída de Isaías 28.16, “Portanto, assim diz o Senhor Jeová. Eis que eu assentei em Sião uma pedra, uma pedra já provada, pedra preciosa de esquina, que está bem firme e fundada...” Essa pedra é “uma parte essencial da fundação” (Stott, 107) e serve para manter toda a estrutura unida (2.21a). A partir daí, todo o restante da fundação será colocado ao longo da linha dos muros futuros; e a partir dela, como um ponto fixo de referência, os muros se levantarão em linha reta, com o ângulo exterior da fundação assegurando que os demais ângulos sejam verdadeiros. A pedra de esquina ocupa um lugar proeminente em toda a estrutura. Antigamente, muitas vezes o nome do rei era inscrito nesta. A Igreja, como templo de Deus, está sendo completamente edificada a partir da revelação de Cristo, elaborada e comunicada através do ministério de apóstolos e profetas (Comentário Bíblico Pentecostal – Novo Testamento, CPAD).
[2] ARRINGTON, French (Ed.). Comentário Bíblico Pentecostal do Novo Testamento. Rio de Janeiro: CPAD, 2003

Subsídios EBD: Lição 3 - O Ministério de Jesus

Além do ministério terreno, o Senhor Jesus Cristo exerceu o chamado munus triplex, ou seja, “o tríplice ofício”, de profeta, sacerdote e rei.

Observação: Subsídio Bíblico para a lição 3 – Classe: Jovens. 1° Trimestre de 2020.
Além do ministério terreno, o Senhor Jesus Cristo exerceu o chamado munus triplex, ou seja, “o tríplice ofício”, de profeta, sacerdote e rei. Esses três ofícios eram os mais importantes em Israel nos tempos do Antigo Testamento e constituem o ministério messiânico de Cristo.
SUGESTÃO DE LEITURA:

👉 Subsídios para a Classe de Adultos: Clique Aqui
👉 Subsídios para a Classe de JovensClique Aqui
👉 VÍDEO AULAS - Classe de Adultos - Clique Aqui
🎯  Estudos para Professores EBD - Clique Aqui
👉 LIÇÕES Completas ADULTOS EM ÁUDIO AQUI

Lição 1 - Conhecendo os Dois Livros de Samuel

Lições Bíblicas do 4° trimestre de 2019 - CPAD | Classe: Adultos | Data da Aula: 6 de Outubro de 2019.

Áudio Lição Aqui | Subsídios Bíblicos aqui | Auxílio - Professores Aqui

Confira o Áudio Lição


TEXTO ÁUREO
"E disse ela: Ache a tua serva graça em teus olhos. Assim, a mulher se foi seu caminho e comeu, e o seu semblante já não era triste." (1Sm 1.18)
VERDADE PRÁTICA
Nos livros de Samuel, aprendemos a servir, a adorar e a amar a Deus de todo o coração, apesar das circunstâncias adversas.

LEITURA DIÁRIA
Segunda - 2 Tm 3.16: A Bíblia, por ser inspirada por Deus, fala-nos à alma
Terça - Gn 18.12: Deus abençoa homens e mulheres imperfeitos
Quarta -1 Sm 13: Sempre há bênçãos para quem vai à Casa de Deus
Quinta - Rm 12.19: Não reajamos às provocações
Sexta - 1 Sm 2.12-18: Mantenhamos a fidelidade a Deus, apesar da apostasia reinante
Sábado - Dt 28.1,2: A obediência a Deus é a chave para o verdadeiro sucesso

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
1 Samuel 1.1-8

Lição 2: O Nascimento de um Líder Profético em Israel

Lições Bíblicas do 4° trimestre de 2019 - CPAD | Classe: Adultos | Data da Aula: 13 de Outubro de 2019.

Áudio Lição Aqui | Subsídios Bíblicos aqui | Auxílio - Professores Aqui

Confira o Áudio Lição


VEJA O SUBSÍDIO BÍBLICO 2

TEXTO ÁUREO
“E sucedeu que, passado algum tempo, Ana concebeu, e teve um filho, e chamou o seu nome Samuel, porque, dizia ela, o tenho pedido ao Senhor.” (1 Sm 1.20)
VERDADE PRÁTICA
O surgimento de pessoas vocacionadas, como Samuel, pode ser o resultado da oração, consagração e ensino dos pais no lar.

LEITURA DIÁRIA
Segunda – Mt 7.7: Devemos perseverar em oração
Terça – Rm 12.1: Devemos oferecer sacrifício vivo a Deus
Quarta – 1 Pe 3.7: O marido deve conviver com entendimento com sua esposa
Quinta – Sl 50.14: Devemos cumprir os votos que fazemos a Deus
Sexta – Sl 103.1-3: Agradeçamos a Deus por tudo o que Ele nos dá
Sábado – Sl 127.3: Os filhos são herança do Senhor


Lição 8 - A Profecia na Experiência Pentecostal (Subsídios)

Subsídio para a classe de Jovens. Lição 8 – 4° trimestre de 2018
A profecia, em particular, tem sido alvo de estudos em todos os seguimentos cristãos. Por meio dela, é possível ver o plano de Deus ao longo da história, não apenas o ato de profetizar e o momento em que a profecia foi falada, mas igualmente o seu cumprimento e o contexto em que ela foi cumprida. O Senhor levantou Moisés, Samuel, Elias, Eliseu, Isaías, Daniel e tantos outros no Antigo Testamento para que fossem usados por Ele, além de Jesus, Paulo, Pedro, Agabo e tantos outros no Novo Testamento. Esses são nomes que aparecem nas Escrituras, mas havia muitos outros profetas que a Palavra não menciona os nomes, mas que foram grandemente usados por Deus.

A Bíblia é repleta de profecias. Tendo ela sido escrita, entre outros motivos, com o objetivo de orientar todos os que desejam ter comunhão com o Eterno, surge a pergunta: Deus, que usou a profecia para revelar a sua vontade, teria o desejo de que a profecia fosse corrente em nossos dias? Seria possível haver em nossos dias pessoas que poderíam profetizar da mesma forma que os profetas descritos nas Escrituras? A profecia seria, então, um dom do Espírito Santo para os nossos dias, ou tal dom estaria sepultado na História da Igreja?

Como Interpretar a Profecia

Milhares de pregadores e professores de Bíblia insistem na afirmação de que a profecia é difícil entender. Sem dúvida, é difícil entender se tentarmos harmonizar as muitas especulações e interpretações sobre o assunto. Mas graças a Deus não é difícil entender se seguirmos as poucas regras de bom senso enumeradas abaixo:
1. Dê às palavras da profecia a mesma significação dada às palavras da história, isto é, aplique às palavras encontradas no texto da Bíblia a mesma significação que é dada a essas palavras fora dela. 

Lição 11- Os Falsos Profetas e os Seus Frutos

                   Classe: Jovens
Trimestre: 2° de 2017
Revista: do Professor
Data da Lição: 11/06/2017
Editora: CPAD
Comentarista: César Moisés Carvalho
Reverberação: Subsídios EBD
TEXTO DO DIA
"Porque se Levantarão falsos cristos e falsos profetas e farão sinais e prodígios, para enganarem, se for possível, até os escolhidos." (Mc 13.22)
SÍNTESE
Os frutos, e não a retórica, são os sinais de que alguém é, ou não, profeta de Deus.

Tesbita chamado Elias

Deus tira um homem desconhecido do meio do nada e lhe dar o ministério profético e o torna em um dos heróis mais famosos de Israel. Ele se tornou uma lenda. Este é o profeta Elias.
I. Seu nome
A palavra hebraica para “Deus” no Antigo Testamento é Elohim, usada em alguns momentos na forma abreviada de El. A palavra Jah é o termo usado para “Jeová”. Assim, no nome de Elias (Elijah) encontramos as palavras usadas para “Deus” e “Jeová” . Entre elas existe um pequeno “i” que, em hebraico, é uma referência ao pronome pessoal “meu”.
Colocando as palavras juntas, descobrimos que o significado do nome Elias é “Meu Deus é Jeová” ou “o Senhor é o meu Deus”.

Lição 7 - A chamada e Purificação do Profeta

14/08/2016
Obs. Lição Bíblica do 3° trimestre de 2016 – classe de Jovens.
TEXTO DO DIA
Então disse eu: Ai de mim! Pois estou perdido; porque sou um homem de lábios impuros, e habito no meio de um povo de impuros lábios; os meus olhos viram o Rei, o SENHOR dos Exércitos (Is 6.5).

SÍNTESE
O profeta tem a visão extraordinária da glória de Deus, deixa de lado sua autossuficiência e experimenta o perdão amoroso do Pai.