Além do Visível: Entendendo as Forças Espirituais em Efésios 6:12 - Subsídios Dominical

Breaking

Home Top Ad

Post Top Ad

Novos Subsídios Bíblicos para as lições  O corpo de Cristo, 1° trimestre de 2024


Além do Visível: Entendendo as Forças Espirituais em Efésios 6:12

Introdução

A compreensão da hierarquia espiritual é essencial para os cristãos que desejam enfrentar as batalhas espirituais com discernimento.

📝Versículo chave

Efésios 6:12:  "Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas sim contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais."


Vamos analisar, à luz destas palavras, a hierarquia de Satanás nas Escrituras, buscando discernimento para resistir aos estratagemas do inimigo.


1. Os Principados (τ ρχς)

A palavra grega "ρχς" (archas) refere-se a "principados" ou "principados governantes". Esta palavra sugere uma forma de liderança ou governo nas esferas espirituais. Pode indicar entidades que exercem autoridade ou influência em níveis elevados na hierarquia espiritual.

Esses são os chefes dos demônios, que correspondem aos arcanjos entre os santos anjos. Esses príncipes têm domínio sobre as almas das pessoas (Ef 2:1-3), e um principado é o que designa os espíritos demoníacos que operam a desobediência. Tais príncipes também governam sobre os continentes e nações.


Em Daniel 10:12-13, Gabriel diz ao profeta que um principado da Pérsia o impediu por três semanas de chegar ao seu destino, e ele precisou convocar o arcanjo Miguel para lutar contra aquele demônio da Pérsia.


Esses demônios estão sujeitos a Cristo (Ef 1:20-22), e também estão sujeitos aos cristãos cheios do Espírito, como lemos em Efésios 2:6; esse trecho nos revela que Cristo “nos ressuscitou juntamente com ele e nos fez assentar nos lugares celestiais”.


2. As Potestades (τ ξουσας)

A expressão grega "ξουσας" (exousias) traduzida como "potestades" refere-se a autoridades ou poderes. Essas potestades podem indicar entidades espirituais que possuem certo grau de autoridade ou controle em suas esferas designadas.


Os próximos na escala de comando das trevas são chamados de “potestades”, que se originou da palavra grega exousia, que significa “autoridade delegada”, como a de um policial.


Esses demônios parecem operar de forma invisível em centros governamentais, como em governos nacionais. Essas potestades não podem nos separar do amor de Deus (Rm 8:38), e tais poderes serão abalados no final dos tempos (Mt 24:29). Esses poderes, as- sim como os principados, estão sujeitos a Cristo (lPe 3:22).


3. Os Príncipes das Trevas (τος κοσμοκρτορας το σκτους)

A frase “tous kosmokratoras tou skotous”, traduzida como "os príncipes das trevas", sugere governantes ou líderes que exercem autoridade nas regiões obscuras ou espirituais do mundo. "Kosmokratoras" implica uma influência sobre o cosmos ou mundo.


Esses príncipes querem dominar os órgãos do governo, as leis, e as cortes.


4. As Hostes Espirituais da Maldade (τ πνευματικ τς πονηρας ν τος πουρανοις)

A expressão “ta pneumatika tes ponerias en tois epouraniois”, traduzida como "as hostes espirituais da maldade nos lugares celestiais", refere-se a entidades espirituais malignas que operam nas esferas celestiais ou nos lugares elevados.

Esses espíritos de menor autoridade são aqueles que enfrentamos diariamente.


A história de Jesus expulsando demônios, como em Lucas 8:30-33, ilustra a presença dessas hostes malignas na vida terrena.


Conclusão

Efésios 6:12 destaca a natureza espiritual da batalha cristã, indicando que os crentes não estão em guerra contra o tangível, mas contra entidades espirituais malignas que exercem autoridade e influência em diversas esferas. Este versículo destaca a necessidade de os cristãos estarem equipados com a armadura de Deus para resistir a essas forças espirituais.


Post Bottom Ad