Lição 5 - ELE TEM PODER SOBRE OS DEMÔNIOS (Classe: Juvenis) - Subsídios Dominical

Breaking

Home Top Ad

Post Top Ad

Novos Subsídios Bíblicos para as lições  O corpo de Cristo, 1° trimestre de 2024


Lição 5 - ELE TEM PODER SOBRE OS DEMÔNIOS (Classe: Juvenis)

Lições Bíblicas Juvenis 2º Trimestre 2023 – CPAD

Revista: O que Cristo fez por nós e o que podemos fazer pelo Reino de Deus

LEITURA DIÁRIA

Mt 28.18 Jesus tem todo o poder nos céus e na Terra

Mc 5.1-20 O poder de Jesus e o endemoninhado gadareno

Lc 13.10-13 O poder de Jesus sobre o espírito de enfermidade

  Mt 4.1-11 O poder de Jesus sobre o Inimigo

Lc 4.34 Os demônios reconhecem a autoridade de Jesus

Ap 20.10 A derrota final do Diabo

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE

Lucas 431-36

31 E desceu a Cafarnaum, cidade da Galileia, e os ensinava nos sábados.

32 E admiravam-se da sua doutrina, porque a sua palavra era com autoridade.

33 E estava na sinagoga um homem que tinha um espirito de um demônio imundo, e este exclamou em alta voz.

34 Dizendo: Ah! Que temos nós contigo, Jesus Nazareno? Vieste a destruirmos?

Bem sei quem és: o Santo de Deus.

35 E Jesus o repreendeu, dizendo: Cala-te e sai dele. E o demônio, lançando-o por terra no meio do povo, saiu dele, sem lhe fazer mal.

36 E veio espanto sobre todos, e falavam uns e outros, dizendo: Que palavra é esta, que até aos espíritos imundos manda com autoridade e poder, e eles saem?

 

CONECTADO COM DEUS

Jesus Cristo veio ao mundo com uma Missão, um propósito especifico que lhe foi conferido pelo Pai: "buscar e salvar 0 que se havia perdido" (Lc 19,10) e “desfazer as obras do diabo’ (1 Jo 3 8). Encontramos em toda a Palavra de Deus vários registros a respeito da atuação das forças do mal (At 5.16:19.12). Ninguém está livre das investidas satânicas, pois até mesmo o Filho de Deus foi levado ao deserto e ali foi tentado por Satanás (Mt 4.1-11) Ao tentar Jesus, o Diabo tinha como objetivo fazer com que o Filho de Deus desobedecesse à vontade do Pai. Satanás é um dos nossos inimigos e precisamos de discernimento e sabedoria para não sermos enganados e confundidos por sua atuação nesse mundo tenebroso.

 

OBJETIVOS

1. APRESENTAR algumas evidências sobre a atuação dos demônios no Antigo Testamento;

2. SABER que a vinda de Cristo ao mundo e o cumprimento de sua missão significaram a derrota do Inimigo;

3. CONSCIENTIZAR a respeito da superioridade do Reino de Deus sobre o Império das Trevas.

 

1. EVIDÊNCIAS SOBRE A ATUAÇÃO DOS DEMÔNIOS NO ANTIGO TESTAMENTO

1.1. A realidade do império das trevas

Jesus veio ao mundo com uma missão especifica, um propósito, e assim também acontece com o império das trevas. Como o ladrão, Satanás tem como missão: matar, roubar e destruir (Jo 10.10).

 

Nas Sagradas Escrituras encontramos várias evidências bíblicas da existência de demônios.

 

A primeira referência está registrada no livro de Gênesis, no capítulo 3 em que Satanás entra na serpente e induz Adão e Eva a pecarem, pois acreditava que a obra-prima do Criador seria arruinada para sempre. Entretanto, Deus, em seu infinito amor, já tinha, desde a fundação do mundo, um plano de Salvação para resgatara humanidade do pecado. A Queda de Adão haveria de ser revertida por Jesus Cristo através de sua morte na cruz.

 

1.2. Exemplos bíblicos da atuação do mal

Ainda no Éden, Deus confirmou que não deve haver aliança entre o Diabo e a humanidade: "E porei inimizade entre ti e a mulher e entre a tua semente e a sua semente: esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar" (Gn 3.15). Mediante o relato de Jó 1.6 sabemos que Satanás, na Antiga Aliança, tinha acesso ao trono de Deus e o propósito do maligno era, e é, somente levar o homem a pecar e se rebelar contra o Criador.

 

No livro dos Salmos, as práticas idólatras dos israelitas, como os sacrifícios, são atribuídas aos demônios (Sl 106.36,37). Já no livro de Daniel, vemos uma batalha espiritual travada entre “o príncipe do reino da Pérsia" e Miguel, o príncipe de Israel (Dn 10.21), enviado de Deus com uma mensagem especial para o profeta (Dn 10.13). Segundo a Bíblia de Estudo Pentecostal o "príncipe da Pérsia não era um potentado humano, mas um anjo satânico," Nessa luta, fica evidente a superioridade de Miguel e do Reino de Deus sobre o reino das trevas.

 

Em Zacarias 3, o Sumo Sacerdote Josué, que representava a nação de Israel, é acusado por Satanás e justificado por Deus. Então fica evidente a atuação de espíritos e forças malignas no Antigo Testamento. Entretanto, o enfoque principal do Antigo Testamento era mostrar a vinda do Filho de Deus ao mundo para remissão dos pecados da humanidade. Também precisamos ressaltar o fato de que os hebreus viviam cercados de povos politeístas. No Egito, o povo de Deus teve contato com vários deuses e certamente deve ter presenciado a atuação das forças do mal. Basta uma leitura de todo o Antigo Testamento para percebermos que o enfoque era ressaltar o fato de que só o Senhor é Deus e que Israel jamais deveria adorar ou invocar nenhum outro deus das nações vizinhas (Êx 20.3,4).

 

1.3. A chegada de Jesus

A chegada de Jesus trouxe luz ao mundo. Ele é a única fonte de verdade espiritual que trouxe salvação para os que andavam perdidos sem conhecer o caminho para o Céu (Jo 8.12). Por isso, no ministério de Jesus e na Igreja do primeiro século, veremos vários milagres referentes à libertação de pessoas oprimidas pelo Diabo e a atuação do mal tentando impedir o avanço do Reino de Deus. Somente estudando de forma sistemática os Evangelhos, compreendemos melhor o poder e o senhorio de Jesus sobre o Maligno e as forças do mal.

 


CURSOS BÍBLICOS PARA VOCÊ:

1) CURSO BÁSICO EM TEOLOGIA Clique Aqui
2) CURSO MÉDIO EM TEOLOGIAClique Aqui
3) Formação de Professores da Escola Dominical Clique Aqui
5) CURSO OBREIRO APROVADO - Clique Aqui


Matricule-se já ! 

2. CARACTERÍSTICAS DOS DEMÔNIOS NO NOVO TESTAMENTO

2.1 A vinda de Jesus e a derrota do Inimigo

A vinda do Rei dos reis revelou a derrota do reino das trevas. Por isso, no Novo Testamento, a atuação do Maligno se torna mais evidente.

 

Satanás tentou e continua tentando, de todas as formas, destruir a humanidade, pois não suporta ver em nós a imagem de Deus. Ele também não suportou o fato de Jesus assumir a forma humana, revelando assim a imagem e semelhança do Criador. Por isso, quando Jesus veio ao mundo, Herodes planejou matá-lo (Mt 2.13). Satanás estava por trás dos planos do perverso rei. Mas os intentos do inimigo fracassaram mais uma vez. Jesus veio ao mundo e cumpriu com a sua missão salvadora e “andou fazendo o bem e curando a todos os oprimidos do Diabo, porque Deus era com ele" (At 10.38).

 

3. A SUPERIORIDADE DO REINO DE DEUS SOBRE O IMPÉRIO DAS TREVAS

3.1. O Inimigo

Muitos crentes sentem medo de pronunciar o nome de Satanás e acreditam na ideia do Diabo de chifre e tridente na mão. Ele foi um anjo criado pelo Senhor, que o criou perfeito e bom, porém ele rebelou-se contra o Todo-Poderoso (Ez 28.12-15).

 

Na sua rebelião, ele arrastou consigo muitos anjos. Juntamente com os anjos caídos, Satanás foi lançado para a Terra, onde tem operado para levar muitos ao Inferno. Ele não tem atributos como onipresença, onipotência e onipresença, e delega a maior parte de suas atividades aos inúmeros demônios (Mt 8.28; Ap 16.13).

 

3.2. O poder de Jesus é inigualável

O Inimigo é astuto, não podemos subestimá-lo. Contudo, precisamos estar conscientes de que o poder de Jesus Cristo é superior ao poderio das trevas. Jesus não somente revelou seu poder libertando os oprimidos do Diabo, curando os enfermos e repreendendo as forças da natureza, más Ele também outorgou aos seus discípulos poder e autoridade sobre o reino das trevas (Lc 10.19). Apenas o nome de Jesus tem poder para expulsar demônios (Mc 16.17,18).

 

3.3. Possessão maligna

Quando lemos o episódio do endemoninhado de Cafarnaum relatado em Lucas 4 31-36, não conhecemos a causa dessa possessão. Mas podemos afirmar que a presença de Jesus foi suficiente para agitar o espírito mal e a autoridade de Jesus expulsou o demônio, deixando o homem liberto.

 

Embora não conheçamos a razão pela qual acontece a possessão demoníaca nos indivíduos, podemos afirmar que os espíritos malignos prejudicam a pessoa, trazendo doenças, roubando as esperanças e afastando-a de um relacionamento com Deus e com o próximo, Muitas vezes a possessão demoníaca leva as pessoas a um quadro de insanidade como aconteceu com o gadareno (Mt 4.24; 17.15) ou à perda de sua capacidade de falar, ouvir e até mesmo de ver (Mt 9.32).

 

Sabemos que Jesus é poderoso, no entanto não podemos nos esquecer de que os demônios são destruidores. Segundo a Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal, “embora seja importante reconhecer a atividade maligna, devemos evitar qualquer curiosidade a seu respeito e envolvimento com forças demoníacas ou ocultas (Dt 18.10-12). Basta resistirmos ao Diabo e à sua influência, e ele fugirá de nós (Tg 4.7)".

 

PARA CONCLUIR

Encontramos a atuação dos demônios tanto no Antigo Testamento como no Novo. Satanás é real, tem atuado na sociedade e deseja destruir o ser humano. Mas Jesus Cristo veio ao mundo para desfazer as obras do Diabo. Seu poder é infinitamente maior do que o poder do Inimigo. O dia da sua derrocada final está próximo. Durante o Milênio, suas ações serão impedidas por um período de mil anos. pois estará aprisionado no abismo. Depois desse período ele vai para o seu destino final, o Lago de Fogo (Ap 20.10). Sua derrota final já nos está garantida.

 

SUBSÍDIO

“A libertação de um homem possesso Muitas vezes, Marcos enfatizou a luta sobrenatural entre Jesus e Satanás. O objetivo era controlar os seres humanos em quem habitavam; o objetivo de Jesus era libertar as pessoas do pecado e do controle de Satanás. Os demônios sabiam que não tinham poder sobre Jesus, por isso, quando o viam, imploravam para não serem enviados para lugares distantes (o abismo, descrito em Lucas 8.31). Então, pediram a Jesus que lhes concedesse entrar na vara de porcos (Mc 513).

 

Ele permitiu, mas colocou um ponto final em sua obra destruidora na vida daquele homem e de muitas outras pessoas. Talvez Jesus tenha permitido que os demônios destruíssem os porcos para demostrar que seu poder era muito superior à força destrutiva dos espíritos malignos. Ele poderia ter enviado os demônios para o inferno, mas não o fez, porque o dia do Juízo ainda não tinha chegado. No final, o Diabo e todos os seus anjos serão enviados ao fogo eterno" (Mt 25.41)" (Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal. Rio de Janeiro: CPAD, p.1300).

 

HORA DA REVISÃO

1. Qual a missão do império das trevas no mundo?

2. Cite a primeira referência à existência de demônios nas Escrituras.

3. O que a chegada de Jesus trouxe ao mundo?

4. O que a vinda de Jesus revelou?

5. O Inimigo tem atributos como onipresença, onipotência e onisciência?

 

Este E-book é uma verdadeira fonte informativa para os novos e os veteranos professores de Escola Bíblica.


Post Bottom Ad