FECHAR <==

Lição 4 Legislação das drogas, uma ideia maligna

- Lições Bíblicas Juvenis – CPAD

-Tema do Trimestre: Questões Difíceis do nosso Tempo

LEITURA DIÁRIA

SEG. St 119.133: A Palavra nos ensina o que é certo

TER. Pv 1.33: Proteção contra o mal

QUA. 1 Co 6.18: Fuja da prostituição

QUI. 1 Ts 4.3: Deus deseja que sejamos santos

SEX. Sl 119.9: Deus deseja que sejamos exemplo de pureza

SÁB. Sl 119.11: Como se tornar puro?

OBJETIVOS

Saber o que são drogas

Compreender que a legalização das drogas é um projeto do inimigo.

LEITURA BÍBLIA EM CLASSE

1 João 2.17

SINTETIZANDO

Na lição de hoje abordaremos um tema considerado polêmico por algumas pessoas: “a legalização das drogas”. O governo brasileiro e de algumas outras nações vêm discutindo essa possibilidade. Nós crentes, que temos o compromisso com Deus e com a sua Palavra, não concordamos com tal prática pecaminosa, que fere os princípios bíblicos e causa tantos males.

INTRODUÇÃO

A legalização das drogas vem sendo discutida em alguns países do mundo. No ano de 2013, o Uruguai aprovou a produção, distribuição e a venda da maconha. Isso confirma que de fato os dias são extremamente maus. A questão da legalização das drogas está na pauta das discussões de alguns partidos políticos. Enquanto alguns grupos defendem abertamente a legalização, a Igreja do Senhor Jesus, que é luz do mundo e sal da terra, na sua mensagem, deve assumir uma posição contrária, pois não podemos concordar com o modo de pensar deste mundo que jaz no maligno (1 Jo 5.19).

 

A AULA VAI COMEÇAR!

Para a aula de hoje, sugerimos que você escreva no quadro as principais razoes, segundo a Organização Mundial de Saúde, que atraem os jovens às drogas: Sentirem-se adulto, serem populares; relaxar-se e sentir-se bem; desejo de correr risco e curiosidade. Discuta com os alunos essas razões. Ressalte que as drogas causam enormes prejuízos para a saúde física e mental e já destruíram o sonho de milhões de adolescentes e jovens. Famílias inteiras despedaçadas. Temos que orar pelo Brasil, pelas autoridades, pois não podemos jamais aceitar a legalização das drogas.

 

1. É MELHOR OBEDECER A DEUS

 O mundo está pior a cada dia. As pessoas estão longe de Deus e completamente entorpecidas pelo pecado. A mente e a consciência de muitos já estão cauterizadas pela iniquidade: "Pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência" (1Tm 4.2). Em consequência disto, as sociedades estão ficando cada vez mais liberais no que diz respeito às drogas.

 

Nos EUA, mesmo com médicos alertando para dependência e piora em casos psiquiátricos de depressão, ansiedade e esquizofrenia, oito estados americanos já adotaram a descriminalização da maconha. O mesmo movimento acontece na Alemanha, Canadá e Suíça. Em 2013, o Uruguai, país que faz fronteira com o Rio Grande do Sul, também legalizou a produção, distribuição e venda. E essa questão vem sendo discutida, com um número cada vez maior de políticos, intelectuais e artistas brasileiros defendendo a Legalização do uso recreativo da maconha também em nossa nação. Como podemos perceber, os dias em que estamos vivendo são realmente trabalhosos (2 Tm 3.1).

 

 

Diante de um mundo que vem aceitando com tranquilidade o uso de drogas maléficas e trabalhando para sua legalização, a Igreja deve continuar dizendo NÃO a tal Liberação. Não podemos compactuar com o pecado. Ainda que as autoridades venham legalizar o uso de algum tipo de entorpecente, temos de nos manter contrários a essa prática. Pois precisamos respeitar as leis do nosso país e ainda mais respeitar as Leis de Deus.

 

Certa vez, as autoridades proibiram Pedro e João de pregar o Evangelho de Cristo: “E, trazendo-os, os apresentaram ao conselho. E o sumo sacerdote os interrogou, dizendo: Não vos admoestamos nós expressamente que não ensinásseis nesse nome? E eis que enchestes Jerusalém dessa vossa doutrina e quereis lançar sobre nós o sangue desse homem. Porém, respondendo Pedro e os apóstolos, disseram: Mais importa obedecer a Deus do que aos homens” (At 5.27-29).

 

Os apóstolos não se intimidaram e prosseguiram fazendo o que era certo, e que o Senhor os havia ordenado, pois o que importa é obedecer a Deus em qualquer circunstância. O uso de drogas é pecado porque destrói o nosso corpo, que é templo do Espírito Santo (1 Co 6.19). Muitos erroneamente pensam que podem fazer o que quiserem com seus corpos. Estes estão enganados e escravizados por seus próprios desejos.

2. O QUE SÃO DROGAS?

Você já sabe que o uso de drogas é pecado. Mas você sabe o que são drogas? Vejamos o que o dicionário Houaiss nos diz: “Qualquer produto alucinógeno que leve à dependência química e qualquer substância ou produto tóxico (fumo, álcool, etc.) de uso excessivo.” Não basta saber a definição, precisamos ter consciência de que as drogas têm matado e destruído a vida de milhares de jovens no Brasil e no mundo. Infelizmente, segundo alguns especialistas, as pessoas começam a usar drogas cada vez mais cedo: cerca de 13% iniciaram com menos de 14 anos. Tenha cuidado! Pois talvez muitos de seus colegas na escola já fazem uso de algum tipo de droga.

 

No Brasil, o consumo de bebida alcoólica é amplamente difundido, porém o álcool é também uma droga. Sabia que no Brasil o consumo de bebida alcoólica chega a ser superior ao consumo do leite? O alcoolismo já destruiu muitas famílias e levou muita gente para o inferno. Na Bíblia, encontramos várias referências contra o uso de bebidas alcoólicas: “O vinho é escarnecedor, e a bebida forte, alvoroçadora; e todo aquele que neles errar nunca será sábio” (Pv 20.1). “E não vos embriagueis com vinho, que leva à devassidão, mas deixai-vos encher pelo Espírito" (Ef 5.18).

 

Jesus veio ao mundo para nos salvar e nos libertar. Mas, infelizmente, muitas pessoas estão vivendo no cativeiro das drogas e do pecado. As drogas trazem prejuízos terríveis. Elas estão associadas ao suicídio, ao tráfico, à desestruturação familiar, ao desemprego, ao aumento da violência e vários outros problemas psicológicos e sociais.

 

3. DIGA NÃO!

Um dos argumentos mais mentirosos e perversos utilizados pelos defensores da legalização das drogas é que ao legalizá-las, o tráfico com o passar do tempo pode acabar. Mas os fatos mostram outra realidade. Sabemos que o Diabo é o pai da mentira (Jo 8.44). Em Portugal e em alguns estados americanos, por exemplo, após a liberação do uso de drogas, o número de pessoas que experimentavam pela primeira vez cresceu consideravelmente. Com isso, evidentemente o consumo aumentou muito. É um incentivo ao vício. E depois de viciada, a pessoa começa a viver uma vida de escravidão. Para sustentar seu vício, vai usar o dinheiro indevidamente, vender seus bens, roupas, calçados, e se for o caso, até mesmo roubar e matar. Por isso, a legalização das drogas é maléfica e causa prejuízos ao ser humano.

 

A pior das consequências da legalização e do uso das drogas é que milhares de pessoas não vão herdar o Reino de Deus. Além do sofrimento que está reservado para o pecador nesta vida, há também o castigo eterno reservado para o Diabo e seus seguidores (Mt 24.41). Os que se deixam dominar pelos vícios, pela carne, não herdarão o Reino de Deus (Gl5.21b). A Bíblia declara que “todo aquele que comete pecado é escravo do pecado” (Jo 8.34).

 

4. UM PROJETO DO INIMIGO

A legalização das drogas é um projeto de Satanás para destruir os sonhos de muitos jovens, desestruturar as famílias e causar transtornos à sociedade. Afinal, ele veio para matar, roubar e destruir (Jo 10.10), mas o Senhor Jesus veio para dar vida e vida com abundância. O nosso Senhor deseja que você viva com saúde. alegria e muita paz. Se o adversário mata, rouba e destrói os sonhos dos seres humanos através das drogas, Jesus, através do seu Evangelho, quer que você tenha felicidade plena e completa, que você realize seus sonhos, se forme, tenha um excelente casamento e uma vida maravilhosa e jamais venha a se conformar com o pecado, caindo nas astutas ciladas do Diabo.

SUBSÍDIO 1

“Ao Lado do fumo, da bebida alcoólica e de outras substâncias, as drogas são agentes utilizados pelo Diabo para a destruição de vidas, principalmente de vidas de adolescentes e jovens. Há, no país, uma pressão para que as chamadas ‘drogas leves', como a maconha, sejam descriminalizadas, com o argumento de que se diminuiria o tráfico, e se saberia quem eram as vítimas desse mal. Entretanto, médicos abalizados afirmam que o uso da maconha é a porta para as drogas mais pesadas, como a cocaína, a heroína, o LSD, o crack, e outras.

 

O cristão não deve concordar com o uso de drogas, nem contribuir direta ou indiretamente para seu tráfico. É importante que se saiba que os motivos que levam um jovem a drogar-se são vários, tais como curiosidade, influência do grupo, aventura, mas, principalmente, o desajuste familiar. O melhor preventivo contra o vício da droga é o amor cristão entre pais e filhos, o diálogo, o bom relacionamento, o culto doméstico, desde cedo" (LIMA, Elinaldo Renovato de. Ética Cristã. Rio de Janeiro. CPAD. 2002, pp. 187,188).

 

SUBSÍDIOS 2

“Por que os adolescentes abusam das drogas e do álcool? Drogas e álcool proporcionam uma falsa sensação de alívio. Na maioria das vezes são usados para sufocar mágoas. Segundo drogas e álcool são atraentes aos jovens (e adultos) porque estes trabalham o tempo todo. Drogas e álcool são dignos de confiança enquanto famílias e amigos, infelizmente, nem sempre são fidedignos. Se um jovem está em conflito, preocupado com a família, com uma classificação, com o rompimento de um namoro ou outro problema qualquer, pode usar, temporariamente, drogas ou álcool. É simplesmente isto: drogas os fazem sentir-se bem, e elas agitam. Estes dois fatos são absolutamente indispensáveis para se entender a inacreditável atração por algo tão nocivo e o grande número de viciados e dependentes.

 

O que acontecem quando adolescentes usam drogas ou álcool? Perdem o domínio sobre stress. A partir do momento em passam a ingerir substâncias químicas, interrompem o aprendizado de como combater convenientemente o estresse. Facilmente se tornam alcoólatras ou usuários de drogas. A parte mais difícil é ajudá-los a readquirir o controle sobre o estresse e ensiná-los a lidar com seus problemas de um modo que não seja bebendo ou se drogando” (BURNS, J. Uma Palavra Sobre Sexo, Drogas & Rock’nroll Rio de Janeiro: CPAD, 1997, p. 75).

 

CARO PROFESSOR, a baixa autoestima tem sido a causa de muitos males. Ela faz com que um adolescente possa negar os princípios de sua família para fazer parte e ser aceito em um grupo" (CRUZ, Elaine. Amor e Disciplina para Criar Filhos Felizes. 1 ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2006, p. 142).

 

PARA CONCLUIR

Sabemos que muitos membros da Igreja sofrem com algum parente não crente que está preso nos vícios. Com frequência, vemos mães pedindo oração por algum filho que vive afundado nas drogas. Por isso, vamos nos unir em oração para que no Brasil o uso de drogas jamais seja legalizado. Vamos clamar em favor dos familiares que vivem uma vida de dependência. Jesus pode libertá-los.

 

HORA DA REVISÃO

1. Cite o exemplo de um país da América do Sul onde o uso da maconha foi liberado.

R: Uruguai.

2.Por que a igreja é contra o uso das drogas?

R: Porque é pecado e vai levar muitos para o inferno.

3. Qual é o principal argumento, mentiroso, utilizado pelos defensores da legalização das drogas?

R: “A legalização vai acabar com o tráfico.”

4. Quem está por trás do projeto de legalização das drogas?

R: O Diabo e seus demônios.

5. Você é contra a legalização do uso das drogas?

R: De certa forma a resposta é pessoal, mas como crentes não podemos concordar com a legalização das drogas.     

🔍PÁGINAS👇INDICADAS🔍

  • ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
  • SUBSÍDIOS BÍBLICOS
  • ESTUDOS BÍBLICOS
  • CURIOSIDADES BÍBLICAS
  • AUXÍLIOS PARA PROFESSORES EBD
  • FAZER PESQUISAS
  • Bem Vindo (a) a nossa Loja de E-books e Apostilas

    Informações Aqui
    ***
    ***
    ***

    Informações Aqui

    ***

    Informações Aqui

    ***

    Informações Aqui

    ***

    Informações Aqui

    ***

    Informações Aqui