FECHAR <==

SUBSÍDIO LIÇÃO 4: ELIAS E OS PROFETAS DE ASERÁ E BAAL

Subsídios Bíblicos para a Lição dos Adultos (CPAD).  3° Trimestre de 2021

🔥 Subsídios Bíblicos Completos Aqui

🔥 Lições Bíblicas Completas Aqui

Assim como Salomão, que contribuiu para as práticas idólatras das esposas pagãs (11.1-8), Acabe cedeu aos desejos de Jezabel e até construiu para ela um templo particular de adoração a Baal (16.32, 33). O plano da rainha era exterminar os adoradores de Jeová e levar todo o povo de Israel a servir a Baal.

1. ELIAS E O DUELO ESPIRITUAL COM OS PROFETAS DE JEZABEL

Elias Ele desafia todos os profetas de Jezabel a um duelo espiritual. O desafio é fazer descer fogo do céu para queimar um touro como sacrifício. Essa é a área de Baal, o deus que, algumas vezes, é retratado com raios nas mãos. Como deus da fertilidade da família, dos rebanhos e campos, ele é considerado a fonte das chuvas que mantêm tudo vivo.

 

Os profetas de Jezabel oram o dia todo. Dançaram, gritaram e até mesmo se cortaram para receber a atenção do seu deus. “Quem sabe está meditando, ou ocupado”, Elias zomba, “ou viajando” (1 Rs. 18.27).

 

Por fim, os profetas de Baal desistem ao anoitecer. Na vez de Elias, ele ensopa o altar de água e, em seguida, faz uma breve oração: “O Senhor, Deus de Abraão, Isaque e de Israel, que hoje fique conhecido que tu és Deus em Israel e que sou o teu servo” (1 Rs 18.36). Fogo desceu dos céus, queimando até as pedras do altar.


a) Sobre Baal (1Rs 18.19).

Baal significa “senhor”. O nome Baal às vezes era seguido do nome da cidade ou da região onde era adorado (Números 25.5). Em honra a Baal eram levantadas colunas de pedra, que serviam como objeto de adoração (2Reis 3.2).

 

Ele era o principal deus masculino dos fenícios e era muitas vezes usado no plural, baalins (Jz 2.11; 10.10; 1 Rs 18.18; Jr 2.23; Os 2.17). Os fenícios pensavam que seu falso deus era quem enviava chuvas e colheitas abundantes, e os rituais associados à sua adoração eram indescritivelmente imorais.

 

Baal era conhecido dos israelitas como Baal-Peor (Nm 25.3; Dt 4.3), era cultuado nos dias de Samuel (1 Sm 7.4) e, depois, tornou-se a religião das dez tribos dos dias de Acabe (1 Rs 16.31-33; 18.19,22). O deus-sol, sob o título de Baal, ou “senhor”, era cultuado pelos cananeus.

 

Para os cananeus, Baal era o deus da fertilidade (1Reis 18.1-40; Jeremias 7.9; 11.13). Era adorado em culto imoral juntamente com ASERÁ, a sua companheira (Juízes 6.25).

 

b) Sobre Aserá (1Rs 18.19).

Aserá era adorada como a deusa da fertilidade representada por um poste (tronco), às vezes esculpido (2Reis 21.7). Era adorada pelos cananeus em culto imoral. Seu companheiro era Baal.

 


Observa-se que não podemos confundir a deusa Aserá (16.33;18.19) com a outra deusa de nome Astarote. De acordo como 1 Reis 11.5, entre os falsos deus adorados pelo rei Salomão está a deusa Astarote. Ela era considerada a deusa da fertilidade e da guerra, adorada em culto imoral por vários povos do mundo bíblico (1Samuel 7.3). Também era conhecida pelos nomes de Astarte e Astorete.

 

O Manual Bíblico Unger, observa que “os sacerdotes e profetas de Baal eram assassinos oficiais de criancinhas, e por isso mereceram a morte” (1Rs 18.40).

🛑 Obs. A continuação deste conteúdo está na Revista Cristão Alerta.

👉Clique Aqui

CONHEÇA AS EDIÇÕES DA REVISTA EVANGÉLICA DIGITAL CRISTÃO ALERTA.

***

Revista Cristão Alerta: 3° trimestre de 2021: O Plano Divino para Israel em meio à infidelidade da Nação

Informações Aqui

***

Revista Cristão Alerta: 2° trimestre de 2021: DONS ESPIRITUAIS E MINISTERIAIS

Informações Aqui

***

Revista Cristão Alerta: 1° trimestre de 2021 – O Verdadeiro Pentecostalismo

Informações Aqui

***

Revista Cristão Alerta com Estudos Bíblicos no Livro de

(4° trimestre de 2020)

Informações Aqui

***

Revista Cristão Alerta com Estudos Bíblicos nos Livros de Neemias e Esdras

Informações Aqui

***

Revista Cristão Alerta com Estudos Escatológicos

 Informações Aqui

***