FECHAR <----

1. Doutrina Maçônica

Satanás, como inimigo de Deus e do seu Reino, como um poder maligno que procura tentar, enganar e destruir, não existe. A humanidade simplesmente “supõe” isso. A percepção cristã usual é, meramente, uma distorção da verdade a respeito de Lúcifer, o “Portador da Luz”, que, na verdade, é bom e é o instrumento de liberdade, mas que, de modo geral, é mal interpretado e difamado.

(1) “O verdadeiro nome de Satanás, dizem os cabalistas, é o de Yahveh invertido, pois Satanás não é um deus negro... para os iniciados, não é uma Pessoa, mas, sim, uma Força criada para o bem, mas que também pode servir para o mal. É o instrumento de Liberdade ou de Livre-Arbítrio” (Albert Pike, Morals and Dogma, Mestre Maçom /3° Grau, pág. 102).

(2) “Lúcifer, o Portador da Luz! Nome estranho e misterioso para dar ao espírito das Trevas! Lúcifer, o Filho da Manhã! É ele que traz a Luz e, com todo o seu esplendor intolerável, cega as almas débeis, sensuais ou egoístas? Não duvideis!” (Albert Pike, Morals and Dogma, 19° Grau, pág. 321).



(3) “A convicção de todos os homens de que Deus é bom resultou na crença em um diabo [...]” (Albert Pike, Morals and Dogma, 19° Grau, pág. 324).

(4) “Toda a antiguidade solucionou o enigma da existência do mal, pressupondo a existência de um Príncipe do Mal, de demônios, de anjos caídos... um Satanás...” (Kentucky Monitor, “The Spirit of Masonry”, pág. xiv).

(5) “... não há nenhum demônio rebelde do Mal, nem Príncipe das Trevas que coexista e esteja em eterna controvérsia com Deus, ou o Príncipe da Luz...” (Albert Pike, Morals and Dogma, 32° Grau, pág. 859).


2. A Verdadeira Doutrina Cristã sobre Satanás

Satanás é um anjo soberbo e rebelde, criado por Deus, porém caído, o pai da mentira, acusador dos irmãos, enganador, tentador e governante do Reino das Trevas. Ele cega os perdidos para a luz gloriosa do evangelho e procura ser adorado, mas também age para roubar, matar e destruir. Ele é o inimigo a quem devemos resistir e também aquele cujas obras Jesus veio destruir.

(1) “Como caíste do céu, ó estrela da manhã, filha da alva! Como foste lançado por terra, tu que debilitavas as nações! E tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu, e, acima das estrelas de Deus, exaltarei o meu trono, e, no monte da congregação, me assentarei, da banda dos lados do Norte.

Subirei acima das mais altas nuvens e serei semelhante ao Altíssimo. E, contudo, levado serás ao inferno, ao mais profundo do abismo” (Is 14.12-15).

(2) “Tu eras querubim ungido para proteger, e te estabeleci; no monte santo de Deus estavas, no meio das pedras afogueadas andavas. [...] Elevou-se o teu coração por causa da tua formosura, corrompeste a tua sabedoria por causa do teu resplendor; por terra te lancei [...]” (Ez 28.14-17).

(3) “Vós tendes por pai ao diabo [...] é mentiroso e pai da mentira” (Jo 8.44).

(4) “E foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente, chamada o diabo e Satanás, que engana todo o mundo; ele foi precipitado na terra, e os seus anjos foram lançados com ele. [...] já o acusador de nossos irmãos é derribado [...]” (Ap 12.9,10).

(5) “E Jesus, cheio do Espírito Santo, voltou do Jordão e foi levado pelo Espírito ao deserto. E quarenta dias foi tentado pelo diabo [...]” (Lc 4.1,2).

(6) “E, se Satanás expulsa a Satanás [...] como subsistirá, pois, o seu reino?”
(Mt 12.26).

(7) “Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo; porque [...] temos que lutar [...] contra os príncipes das trevas [...]” (Ef 6.11,12).

(8) “[...] o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que não lhes resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo” (2 Co 4.4).

(9) “O ladrão [Satanás] não vem senão a roubar, a matar e a destruir” (Jo 10.10).

(10) “[...] resisti ao diabo, e ele fugirá de vós” (Tg 4.7).

(11) “[...] Para isto o Filho de Deus se manifestou: para desfazer as obras do diabo” (1 Jo 3.8).

(12) “[...] o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar” (1 Pe 5.8).

3. O satanismo na maçonaria


Nem todos os maçons são satanista, porém muitos satanistas são maçons. Sendo assim o verdadeiro cristão não poder compactuar com a maçonaria.
Fazer parte da maçonaria para o evangélico é o mesmo que está debaixo de um julgo desigual.
Fazer parte da maçonaria é o mesmo que ser conivente com as obras infrutuosas das trevas.
Pois a maçonaria é conivente com todo e qualquer obras das trevas expressas na vida dos participantes dos membros da maçonaria, os quis advém das mais variadas religiões pagãs.

a) Provas do satanismo na maçonaria

Sebastião Faure diz que a comissão presidida por Octaviano Bastos chegou à conclusão que o G.A.D.U., é Satã ou Lúcifer (portador da luz) são para a maçonaria uma e mesma coisa.

Num de seus discursos, aos 23 Conselhos Supremos da Maçonaria no Mundo, Albert Pike disse: à multidão devemos afirmar: Nós adoramos um Deus, mas é um Deus que se adora em superstição.


A vós soberanos Grandes Imperadores Gerais, nós afirmamos que podeis repetir aos irmãos dos graus 32°, 31° e 30°, que todos nós iniciantes dos graus superiores devemos preservar a religião maçônica na pureza da doutrina Luciferiana.

Se Lúcifer não fosse Deus, será que Adonai, o Deus dos cristãos, cujas ações provam a sua crueldade, perfídia e ódio aos homens, seu barbarismo e repulsa à ciência; será que Adonai e seus sacerdotes o caluniaram? Sim, Satanás é Deus, e infelizmente, Adonai também é Deus. Porque a lei eterna mostra que não há luz sem sombra; não há beleza sem lealdade; não há preto sem branco; porque o absoluto só pode existir como dois deuses. Assim sendo, a doutrina do satanismo é uma verdadeira heresia, e a verdadeira e pura religião filosófica é crer em Lúcifer como igual a Adonai; mas Lúcifer, Deus de luz e bondade, está lutando pela humanidade contra Adonai, o Deus das Trevas e do Mal.

O Soberano Grande Inspetor Geral, grau 33, Manly P. Hall, escreveu: o verdadeiro discípulo da antiga Maçonaria abriu mão para sempre de adorar personalidade /.../ ele se curva perante todos os altares, seja um templo, mesquita, catedral ou templo oriental. Nenhum maçom verdadeiro pode ter uma mente estreita. As comprovadas - energias de Lúcifer estão em suas mãos (nas mãos dos maçons) e antes que ele possa prosseguir adiante e além, ele deve provar sua habilidade em aplicar essa energia corretamente.

Este mesmo Lúcifer comprovado por Albert Pike, como o verdadeiro deus. E na verdade um enganador, o qual tem enganado Albert Pike.
Sobre o caráter deste que a maçonaria chama de Lúcifer a Bíblia diz:
“...Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele (João 8.44)”.

A finalidade do Diabo, o qual é chamado acima de Lúcifer, é destruir os filhos de Deus.

“Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar (1 Pedro 5.8)”.

Caro evangélico se você faz parte da maçonaria é pensa que o que está escrito acima é um absurdo, então isto significa para mim, claramente que você não chegou aos graus 30°, 31°, 32° ou 33°.
A final de contas isto é segredo que somente aos irmãos (os maçons) dos graus 31°, 32° e 33°, podem conhecer.

💻 Adaptação/Reverberaçãowww.subsidiosdominical.com
📝 Referências:
 MCKENNEY, Tom, C. 33 Graus de Decepção: A Maçonaria Exposta em Sua Essência, 1ª EDIÇÃO/2018 – CPAD
• ALVES, Jair. Maçonaria uma Religião Não Cristã, 1ª ed. 2014, Editora Koinonia.

Estudo Publicado em Subsídios EBD – Site de Auxílios Bíblicos e Teológicos para Professores e Alunos da Escola Dominical.

 
Top