FECHAR




Lição 12 - O Movimento Pentecostal no Brasil


Classe: Adolescentes – 3° Trimestre de 2018 - Lição da revista do Professor
TEXTO BÍBLICO
Atos 10.44-48
Destaque
"O Senhor diz ao seu povo: Depois disso, eu derramarei o meu Espírito sobre todas as pessoas: os filhos e as filhas de vocês anunciarão a minha mensagem; os velhos sonharão, e os moços terão visões” (Joel 2.28).
LEITURA DEVOCIONAL
SEG.................................................... Mt 3.11
TER..................................................... At 2.1-4
QUA................................................... 1 Co 12.4-11
QUI.................................................... At 8.15-17
SEX.................................................... 1 Co 14.1
SAB..................................................... At 19.1-6
DOM.................................................... Tt 3.6

OBJETIVOS
Narrar o avivamento da Rua Azusa;
Relatar a fundação da Assembleia de Deus no Brasil;
Descrever as três fases do Movimento Pentecostal Brasileiro.

Material Didático
Fotos que mostrem como a sociedade está afastada de Deus. Exemplo: Bares lotados, carnaval, passeatas em favor do aborto, casamento homossexual, etc.
QUEBRANDO A ROTINA
Comece a aula apresentando aos seus alunos as fotos que mostram . a triste realidade da sociedade em que vivemos. Pergunte a opinião deles a respeito da sociedade atual. Ouça as respostas com atenção. Depois que responderem a questão, leia o seguinte versículo: "Porém, quando o Espírito Santo descer sobre vocês, vocês receberão poder e , serão minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judeia e Samaria e até nos lugares mais distantes da Terra” (At 1.8). Mostre que é nossa responsabilidade sermos testemunhas de Cristo nesta sociedade cada vez mais distante de Deus, mas para que façamos isso de forma eficaz devemos estar revestidos de poder, ou seja, batizados com o Espírito Santo.

Termine aula orando para Deus batizar aqueles que ainda não receberam o dom do Espírito Santo.

ESTUDANDO A BÍBLIA
Todos os seus alunos ja são batizados com o Espírito Santo? Infelizmente, a busca por essa promessa feita por Jesus anda meio esquecida até mesmo no meio pentecostal.

O Batismo com o Espírito Santo é resultado da busca feita por um coração que ardentemente desejou esse revestimento de poder. Então, não adianta você somente orar para que seus alunos sejam batizados, se eles não buscarem essa dádiva celestial.

Comece despertando em seus alunos o interesse sobre o assunto, incentive-os para que busquem ser batizados. Ore para que seus alunos sejam despertados sobre a necessidade de receberem este revestimento de poder. Quando eles estiverem buscando o batismo, não ore somente por eles, mas junto deles. Busquem juntos, e você verá o avivamento pelo qual sua classe passará.
 
Clique e acesse
A palavra "pentecostal” vem do termo "pentecostes”, uma palavra grega usada para designar a festa da colheita (Dt 16.9-12). Nessa época, após Jesus ser levado ao céu, os discípulos foram batizados com o Espírito Santo e começaram a falar em outras Iínguas (At 2.1-4). A partir desse momento, Deus concedeu a sua Igreja os dons espirituais (1 Co 12.1-11), objetivando o crescimento espiritual de seu povo (1Co 14.2). Durante um período da História da Igreja, essa verdade foi negligenciada por muitos cristãos, mas essa realidade começaria a mudar por intermédio de uma pequena igreja americana no início do século XX.

O Avivamento Pentecostal da rua Azusa

O Movimento Pentecostal moderno iniciou-se nos Estados Unidos. Em 1901, alunos da Escola Bíblica Betei, localizada no estado do Kansas, após horas de oração e estudo bíblico começaram a falar em outras línguas. Após esse acontecimento eles se convenceram que falar em outras línguas era a evidência inicial do batismo com o Espírito Santo (At 10.44-47).

Charles Fox Parham, evangelista e professor dessa escola, começou a dar aulas bíblicas sobre convicção, arrependimento, santificação, cura, as diferentes operações do Espírito Santo, profecias e sobre o livro do Apocalipse. Um de seus alunos mais assíduos era Willian Seymour, que levou esses ensinamentos para a igreja que pastoreava.

Apesar de Seymour não ser batizado com o Espírito Santo, ele pregava essa realidade com muito fervor. Devido a sua dedicação, em 1906 foi convidado para viajar a Califórnia onde pregou em uma igreja local. Seu ensinamento foi rejeitado, pois Seymour ainda não vivenciava aquilo que pregava, mas alguns irmãos o seguiram e o pequeno grupo passou a se reunir em oração. Numa dessas reuniões, ele foi batizado no Espírito Santo.

0 grupo reunia-se em casa, porém, como ele crescia cada vez mais, se mudou para um prédio que estava abandonado na Rua Azusa, em Los Angeles. A igreja ficou conhecida como Missão de Fé Apostólica, e a realização de sinais e maravilhas era comum no culto, onde a glória de Deus se manifestava e as pessoas passavam horas falando e louvando em outras línguas. Em poucos meses, A Missão de Fé Apostólica se tornou a maior igreja da cidade com 1300 membros (número impressionante para a época) e sua influência se espalhou por todos Estados Unidos, alcançando dois imigrantes suecos: Gunnar Vingren e Daniel Berg.


AUXÍLIO HISTÓRICO
Louvores sobre o sangue precioso e purificador de Jesus brotavam de nossos lábios. Entre os hinos, músicas celestiais enchiam o templo e nós irrompíamos em lágrimas. De repente a multidão parecia esquecer como cantarem inglês. De suas bocas saíam novas línguas e graciosa harmonia que nenhum ser humano podia ter aprendido.

Cristo e o evangelho completo ajudou a acender o fogo da renovação espiritual nos Estados Unidos e no mundo. Hoje, cerca de meio bilhão de crentes pentecostais por todo o mundo são o testemunho do impacto central que as reuniões de Azusa Street tivera sob o cristianismo. Consequentemente, o avivamento de Azusa Street tem sido considerado como um dos maiores eventos mundiais do século XX. É evidente que William Seymour foi um vaso disponível e dedicado ao Senhor, e que Deus usou-o de uma maneira poderosa para ajudar a espalhar a mensagem de Jesus Cristo a todas as nações da terra (ARAÚJO, Isael de. (trad.) História do Avivamento Pentecostal de Azusa Street. Rio de Janeiro: CPAD, 2006, p.24).

Pará: um lugar desconhecido

Daniel Berg chegou aos Estados Unidos em 1902 com dezoito anos de idade, fugindo da pobreza na Suécia. No ano seguinte chegou Gunnar Vingren, seis anos mais velho que Berg. Durante certo período, suas vidas tomaram caminhos distintos. Vingren foi estudar Teologia e pastoreara Igreja Batista de Menominee, em Michigan, Berg começou a trabalhar em uma loja em Chicago.

Durante uma visita à Primeira Igreja Batista Sueca em Chicago, que era fortemente influenciada pelo avivamento da rua Azusa, Vingren foi batizado com o Espírito Santo e começou a falar em línguas. Ele tentou levar igreja, mas acabou sendo expulso de seu posto, então assumiu outra Igreja Batista, localizada em South Bend, onde encontrou Daniel Berg.

Algum tempo depois, em 1910, um membro da igreja de South Bend chamado Adolfo Uldin, que possuía o dom de profecia (Am 3.7), havia sonhado com Vingren e Berg em um lugar chamado Pará. Ninguém sabia onde este lugar ficava, nem mesmo Uldin; foi revelado também que os dois deveriam partir de Nova York, no dia 5 de novembro.

Como ninguém sabia onde ficava o Pará, eles foram para a biblioteca consultar os mapas e descobriram que no norte do Bra¬sil havia um estado com esse nome. Eles viajaram para Nova York e descobriram que um navio, o Clement, estaria partindo para o Pará exatamente no dia 5 de novembro! Compraram duas passagens na classe econômica e duas semanas depois estavam chegando ao Brasil, com apenas 90 dólares no bolso e sem saber falar uma única palavra em português! Será que teríamos essa coragem de mudar radical mente a nossa vida, ir para um lugar totalmente estranho, somente para cumprir a vontade de Deus?

Deus abençoou e, no Pará, logo encontraram algumas pessoas que falavam o inglês, e que os ajudaram a rapidamente aprender o português. Ficaram morando na casa de um pastor batista de Belém, que lhes dava oportunidade de falarem nos cultos. Mas logo o pastor começou a questionar o ensino dos dois missionários, e o resultado foi a expulsão da igreja. Então, os dois suecos e alguns irmãos fundaram a Missão da Fé Apostólica, em junho de 1911.

Nesta mesma época, nos Estados Unidos, algumas pessoas que foram alcançadas pelo avivamento da rua Azusa, resolveram fundar uma igreja em 1914 chamada Assembleia de Deus, nos Estados Unidos. No Brasil, em 191:, a Missão da Fé Apostólica, alterou seu nome para Assembleia de Deus e estabelece, vínculos de amizade com a jovem denominação americana.

Durante os primeiros anos o crescimento foi lento, e entre 1911 e 1914, menos de 400 pessoas foram batizadas. Em 1920, a Assembleia de Deus estava em todos os Estados do Norte e Nordeste do Brasil , sendo que em 1944 estava em todos os estados do país. Em 1950 contava com quase 100 mil membros. Atualmente a Assembleia de Deus e maior denominação evangélica do país e uma das maiores do mundo.

AUXILIO HISTORICO
Excluídos pela minoria inimiga do reavivamento, os crentes sob a liderança de Vingren e Berg, estavam atônitos. Não era seu propósito fundar uma nova igreja. Em se tratando, porém de fato consumado, era imperioso decidir sobre o destino a tomar.

Os excluídos no dia 18 de junho já se organizavam em sua própria comunidade [...]. A história nada registra sobre a escolha do nome, e sobre quem o propôs. Informa, tão-somente, que foi escolhido o de Missão da Fé Apostólica. [...]
Gunnar Vingren foi aclamado pastor da nova igreja e Daniel Berg seu auxiliar, com a responsabilidade pela colportagem, mister que tanto o apaixonava. [...].

Quanto à denominação Assembleia de Deus, o pioneiro Manoel Rodrigues lembrava, em fins dos anos setenta, sobre a primeira vez que se ventilou o assunto. Um grupo de irmãos saía da congregação Vila Coroa e se encontrava na parada do bonde de Bernal do Couto. Vingren indagou a respeito da questão e informou que nos Estados Unidos haviam adotado o nome Assembleia de Deus ou Igreja Pentecostal. Houve unanimidade em torno do primeiro nome mencionado.

Em 11 de janeiro de 1918, o título Assembleia de Deus foi oficialmente registrado. Não se tratava, portanto, de igreja filiada a alguma missão estrangeira; ela nascia genuinamente nacional, característica que sempre primou em manter (OLIVEIRA, Joanyr  de. As Assembleias de Deus no Brasil, Sumário Histórico Ilustrado. Rio de Janeiro: CPAD, 1998, pp.51,59).

O Movimento Pentecostal no Brasil

Os estudiosos dividem o movimento pentecostal brasileiro em três fases diferentes onde o foco da mensagem variou com o passar do tempo:

1ª fase (1910 - 1950): Começou com a vinda do missionário italiano Louis Francescon, que fundou a Congregação Cristã no Brasil (1910) e trabalhou entre os italianos nos Estados do Sul e Sudeste brasileiro, e com Daniel Berg e Gunnar Vingren, que fundaram a Assembleia de Deus (1911) nos Estados do Norte e Nordeste.

Neste período o mensagem era centrada no Batismo com o Espírito Santo, em uma separação total do mundo (Rm 12.2) e na prática de uma vida moral e espiritual.

2ª fase (1950 - 1970): Começou na década de 1950 com a chegada de dois missionários norte americanos que fundaram a Igreja do Evangelho Quadrangular (1951), pois tinham por objetivo alcançar o maior número de pessoas possível, usando o rádio para este fim.


Neste período, também foram fundadas a Igreja Evangélica Pentecostal o Brasil para Cristo (1955) e a Igreja Pentecostal Deus é Amor (1962), sendo que a mensagem principal deste período era a cura divina.

3ª fase (1970 - dias atuais): Esta fase também é chamada de neopentecostalismo, e seus principais representantes são a Igreja Universal do Reino de Deus (1977), Igreja Internacional da Graça de Deus (1980), Igreja Apostólica Renascerem Cristo (1986) e Igreja Mundial do Poder de Deus (1998), onde a mensagem enfatizada é a expulsão de demônios e, principalmente, a prosperidade financeira.

AUXILIO HISTORICO
Surgido em meados do século XX, o neopentecostaIismo foi recebido como a esperada alternativa dos evangélicos que, apesar de não se sentirem bem nas denominações históricas, achavam-se pouco à vontade no pentecostalismo clássico.

Embora não empreste tanta ênfase ao batismo no Espanto Santo e aos dons espirituais, o neoaenaecostalismo faz questão de dinamizar sua liturgia. Na década de 1990, grande parte ae seus pregadores começaram a incluir, em suas mensagens, elementos da Teologia da Prosperidade, Confissão Positiva e Triunfalismo. Durante essas rechaçadas energicamente pelo pentecostalismo bíblico e ortodoxo'' (ANDRADE, Claudionor Corrêa de. [Dicionário Teológico. Rio de Janeiro: CPAD, 2006, p.213).

Conclusão
Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje e sempre” (Hb 13.8). Da mesma forma que Ele batizou os cristãos primitivos com o Espírito Santo no passado. Ele batiza hoje a todos os creem. Por isso podemos receber esta maravilha divina.

RECAPITULANDO
Pentecostal é aquele que acredita na atualidade do batismo com o Espirito Santo com a evidência inicial de falar em outras línguas. Durante um tempo essa verdade foi negligenciada por muitos cristãos, mas no início do século XX a igreja passa por um grande avivamento nesse sentido.

Em 1906 a igreja Missão de Fé Apostólica, localizada na rua Azusa, Califórnia, e pastoreada por Willian Seymour, começou a influenciar todo os Estados Unidos com sua mensagem pentecostal, inclusive dois imigrantes suecos: Daniel Berg e Gunnar Vingren.
Berg e Vingren chegaram ao Brasil em 1910, onde em 1911 fundaram a Missão da Fé Apostólica que mais tarde se chamaria Assembleia de Deus e que viria a ser a maior denominação evangélica do Brasil.

O pentecostalismo brasileiro pode ser dividido em três fases onde o foco da mensagem variou durante o tempo: 1ª fase (1910 - 1950), ênfase no Batismo com o Espírito; 2ª fase (1950 -1970), ênfase em cura divina; 3ª  fase (1970 - dias atuais), ênfase em expulsão de demônios.

Refletindo
1. Você crê na atualidade dos dons espirituais?
Resposta Pessoal.
2. Você já recebeu o batismo com o Espírito Santo?
Resposta Pessoal.
3. Você teria coragem de ir para uma terra estranha para fazer a obra missionária?
Resposta Pessoal.

Lição Bíblica de Adolescentes
Trimestre: 3° de 2018
Editora: CPAD
Revista do Professor
Reverberação: Subsídios EBD
Outras Lições: Acesse Aqui
Fonte: Lições Bíblicas de Adolescentes – 3° trimestre de 2018, CPAD – Divulgação: Subsídios EBD