Subsídio JOVENS lição 9: Fé para crer na Salvação - Subsídios Dominical

Breaking

Home Top Ad

Post Top Ad

Novos Subsídios Bíblicos para as lições  O corpo de Cristo, 1° trimestre de 2024


Subsídio JOVENS lição 9: Fé para crer na Salvação

Subsídios lição 9 do 3° trimestre de 2023.

Este artigo tem por objetivo auxiliar os professores da escola bíblica dominical da classe Jovens.

I - Teorias Ateístas 

1. Marxismo e a Abolição da Religião

Marx propõe que a felicidade real só é alcançada ao abolir a religião, considerada uma ilusão que mascara as questões econômicas e sociais.

• Contraponto bíblico: A Bíblia (João 14:6) ensina que a verdadeira alegria e salvação vêm pela fé em Deus e aceitação do sacrifício de Jesus.


2. Existencialismo e a Imposição da Morte

Heidegger inicia o existencialismo, enfatizando a compreensão do tempo como necessário para perceber o fim na morte.

• Contraponto bíblico: Apesar da iminência da morte, a Bíblia (Jeremias 29:11) oferece esperança, garantindo um plano de bem e não de mal.

Martin Heidegger foi um filósofo alemão nascido em 1889 e falecido em 1976, conhecido por suas contribuições significativas para a filosofia existencial e fenomenologia. Ele é amplamente considerado um dos pensadores mais influentes do século XX. No entanto, Heidegger também foi uma figura controversa devido ao seu envolvimento temporário com o partido nazista na década de 1930, o que gerou críticas e debates sobre sua postura política e ética.


3. Desesperança Existencialista de Sartre

Jean-Paul Sartre (1905-1980) foi um filósofo, escritor e dramaturgo francês, uma figura central no movimento existencialista do século XX. Nascido em Paris, Sartre influenciou profundamente a filosofia, a literatura e o pensamento político.


Sartre descreve a vida como uma situação absurda e desprovida de sentido, sem oferecer orientação diante da incerteza do futuro.


• Contraponto bíblico: A Bíblia (Mateus 22:37-39) guia a encontrar significado no relacionamento com Deus e no serviço aos outros.


PENSE NISSO:

• Ao considerar essas teorias ateístas, é essencial contrastá-las com a mensagem bíblica, que oferece esperança, propósito e salvação através da fé em Cristo.

• A Bíblia, em sua sabedoria, convida a uma jornada de significado e alegria, superando as limitações das teorias que negam a espiritualidade e a redenção.


II - A Perspectiva Cristã sobre Morte e Ressurreição

1. Fé como Certeza do Invisível

A Bíblia destaca que a fé é a certeza daquilo que ainda não se vê (Hebreus 11:1).

Contrapondo as perspectivas existencialistas e materialistas, a fé cristã oferece uma esperança sólida baseada na confiança em Deus e nas promessas bíblicas.


2. Ruptura entre o Natural e o Mortal

O apóstolo Paulo, em suas epístolas, destaca a diferença entre as existências natural e finita. Pela fé, a crença na transformação do mortal para a vida (2 Coríntios 5:4) reflete a promessa bíblica da vida eterna.


3. A Natureza da Morte

A morte é apresentada como a cessação da vida terrena, resultado de diversos fatores como envelhecimento, doenças, guerras, e violência.


A Bíblia aborda a separação entre a parte material e imaterial (Alma e espírito) do ser humano no momento da morte, refletindo em versículos como 1 Timóteo 6:7.


4. A Morte como Consequência da Queda

A teologia cristã ensina que a morte não fazia parte do plano original de Deus para a humanidade. A morte é apresentada como uma consequência da Queda, como descrito em Romanos 6:23.


5. A Ressurreição como Característica Distintiva

A ressurreição é considerada a mais notável característica da mensagem cristã. Os primeiros pregadores cristãos, confiantes na ressurreição de Cristo, também acreditavam na sua própria ressurreição, diferenciando-se de outros mestres do Mundo Antigo.


6. Diferença da Ideia Cristã de Ressurreição

A perspectiva cristã contrasta com as ideias gregas que viam o corpo como um obstáculo à verdadeira vida.


Também se distingue das ideias judaicas sobre a ressurreição, defendendo a transformação do corpo ressurreto, como indicado em 1 Coríntios 15:42.


Para os cristãos, a ressurreição implica na transformação do corpo, não apenas na sua ressurreição. A visão bíblica destaca um corpo glorificado capaz de habitar um mundo completamente diferente da era presente (1 Coríntios 15:42).

III - Compreendendo a Salvação

1. O Significado da Salvação

No grego, "salvação" é "soteria", indicando o livramento de um perigo iminente. A salvação é uma dádiva divina que nos liberta da maldição do pecado.


Referência Bíblica: Efésios 2:8-11


2. Os Três Tempos da Salvação

Passado: A salvação é obtida pela graça, um dom gratuito recebido pela fé em Jesus Cristo.

Presente: A pessoa está sendo salva através da obra santificadora do Espírito Santo, identificando a vida cristã.

Futuro: A plenitude da salvação será realizada no futuro, indicando a segurança da salvação eterna.

Referências Bíblicas: Efésios 2:8; Romanos 5:9-10; 1 Coríntios 1:18; Filipenses 2:12; 1 Pedro 1:5


3. Habitar com Deus na Eternidade

O Cristianismo destaca a salvação como o privilégio de habitar com Deus, desfrutando de sua presença pessoal.


As promessas para os salvos incluem um lugar perfeito, livre das aflições deste mundo, onde Deus e o Cordeiro estarão presentes.

Referências Bíblicas: Apocalipse 21:9-27; Apocalipse 22:3


4. O Livramento da Maldição

Na eternidade, os salvos não mais enfrentarão as mazelas deste mundo, pois estarão livres de toda maldição. A redenção em Cristo removeu a maldição do pecado, permitindo que os salvos habitem com Deus sem qualquer impedimento.

Referência Bíblica: Apocalipse 22:3


A salvação, sendo um presente divino pela fé em Cristo, não apenas transforma o presente, mas assegura um futuro glorioso onde os salvos viverão eternamente na presença de Deus, sem mais maldição ou tristeza.


Por Subsídios Dominical


CURSOS BÍBLICOS PARA VOCÊ:

1) CURSO BÁSICO EM TEOLOGIA Clique Aqui
2) CURSO MÉDIO EM TEOLOGIAClique Aqui
3) Formação de Professores da Escola Dominical Clique Aqui
5) CURSO OBREIRO APROVADO - Clique Aqui


Matricule-se já ! 

Post Bottom Ad