Cinco princípios para você ser dizimista - Subsídios Dominical

Breaking

Home Top Ad

Post Top Ad

Novos Subsídios Bíblicos para as lições  O corpo de Cristo, 1° trimestre de 2024


Cinco princípios para você ser dizimista

A prática do dízimo é um tema que, por vezes, suscita diferentes interpretações e entendimentos. Enquanto alguns crentes abraçam plenamente a ideia de contribuir financeiramente para a obra de Deus, outros podem questionar a base bíblica por trás dessa prática.


Aqui, analisaremos uma perspectiva bíblica, indo além de versículos específicos, para examinar princípios fundamentais que permeiam toda a Escritura. Esses princípios lançam luz sobre a natureza da generosidade, a confiança na provisão divina, a responsabilidade na administração de recursos e a expressão de gratidão e adoração.


1.    Princípio da Generosidade e Colheita

• Versículo: "Dai, e ser-vos-á dado; boa medida, recalcada, sacudida e transbordando vos darão; porque com a mesma medida com que medirdes também vos medirão de novo." (Lucas 6:38)

Esse princípio destaca que a generosidade é reciprocamente abençoada. Ao semear através do dízimo, os crentes participam desse ciclo de generosidade divina.

2. Confiança na Provisão Divina

Versículo: "Meu Deus, segundo as suas riquezas, suprirá todas as vossas necessidades em glória, por Cristo Jesus." (Filipenses 4:19)

A prática do dízimo reflete confiança na promessa de Deus de suprir todas as necessidades. Ao confiar nessa provisão, os crentes demonstram fé na fidelidade divina.


3. Administração Fiel dos Recursos

Versículo: "A quem muito foi dado, muito será exigido." (Lucas 12:48)

O dízimo é uma maneira de administrar fielmente os recursos que Deus confiou aos crentes. Ele destaca a responsabilidade de contribuir proporcionalmente ao que recebemos.


4. Contribuição para a Continuidade da Obra de Deus

Versículo: "E perseveravam na doutrina dos apóstolos e na comunhão, no partir do pão e nas orações." (Atos 2:42)

A prática do dízimo contribui para a continuidade da obra de Deus na Terra, sustentando a comunidade de crentes e permitindo que a mensagem do evangelho seja proclamada.


5. Expressão de Gratidão e Adoração

Versículo: "Cada um contribua segundo propôs no seu coração, não com tristeza ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria." (2 Coríntios 9:7)

A contribuição, incluindo o dízimo, é uma expressão de gratidão e adoração a Deus. Ele valoriza não apenas o ato em si, mas o coração alegre por trás da contribuição.

Conclusão

Ao considerar esses princípios, a prática do dízimo não é apenas uma obrigação, mas uma resposta voluntária à graça de Deus, uma expressão de confiança em Sua provisão e um ato de participação ativa na obra divina na Terra.

Post Bottom Ad