Lição 7 O Espírito Santo atuando no crente - Subsídios Dominical

Breaking

Home Top Ad

Post Top Ad

Novos Subsídios Bíblicos para as lições  O corpo de Cristo, 1° trimestre de 2024


Lição 7 O Espírito Santo atuando no crente

Lições Bíblicas Juvenis 4º Trimestre 2023, CPAD Professor | REVISTA: O Espírito Santo em Nós.

Comentarista: Carlos Alexandre 

“E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espirito." (Ef 5.18)

LEITURA DIÁRIA

Ez 36.27 O Espírito guia os crentes

Jt 2.28 O Espirito é prometido aos crentes

Is 32.15 O Espírito muda as circunstâncias dos crentes

Mc 1.8 Jesus batizará os crentes no Espírito

Jo 3.34 O Espírito auxilia na mensagem do crente

At 2.4 O Espírito concede novas línguas aos crentes


LEITURA BÍBLICA EM CLASSE

João 14.16-20, 26-31

16 E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre,

17 o Espirito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê, nem o conhece; mas vós o conheceis, porque habita convosco e estará em vós.

18 Não vos deixarei órfãos; voltarei para vós.

19 Ainda um pouco, e o mundo não me verá mais, mas vós me vereis; porque eu vivo, e vós vivereis.

20 Naquele dia, conhecereis que estou em meu Pai, e vós, em mim, e eu, em vós.

26 Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito.

27 Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize.

28 Ouvistes 0 que eu vos disse: vou e venho para vós. Se me amásseis, certamente, exultarieis por ter dito: vou para o Pai, porque o Pai é maior do que eu.

29 Eu vo-lo disse, agora, antes que aconteça, para que, quando acontecer, vós acrediteis.

30 Já não falarei muito convosco, porque se aproxima o príncipe deste mundo e nada tem em mim.

31 Mas é para que o mundo saiba que eu amo o Pai e que faço como o Pai me mandou. Levantai-vos, vamo-nos daqui.

CONECTADO COM DEUS

Antes de deixar este mundo, Jesus teve uma reunião com seus discípulos para uma conversa muito interessante. Ele sabia que sentiriam a sua falta e, para que não sofressem com isso, fez-lhes promessas que jamais deixou de cumprir. Aconselhou-os a não se preocuparem (Jo 14.1). Assegurou-lhes o direito de habitarem no Céu, onde há moradas suficientes para os seus (Jo 14.2). Empenhou o seu nome como garantia das orações (Jo 14.1). Por fim, falou-lhes acerca de um substituto à altura: o Espírito Santo, nosso Consolador.


Todas essas promessas também servem para nós, seus discípulos atuais. Assim, é importante nos manter conectados com Deus para que elas se cumpram também conosco.

OBJETIVOS

APONTAR para o papel do Espírito Santo como guia da Igreja.

DESTACAR o papel do Espírito Santo como Mestre da Igreja.

RELACIONAR a mensagem da Igreja à atuação do Espírito Santo.


ANTES DA AULA

Dentre as muitas preocupações que antecedem a atividade do professor da Escola Dominical, está a questão didática. É preciso escolher os recursos que farão parte da aula, auxiliando na transmissão do conteúdo a ser ministrado.

É preciso ter criatividade nessa escolha. Dentre os recursos e que podem ser utilizados temos: quadro negro ou branco, giz ou canetas de quadro coloridas, figuras, maquetes, mapas geográficos e conceituais, retroprojetores etc. também podem ser considerados recursos didáticos a forma de apresentação dos conteúdos que podem envolver debates, ciclos de perguntas e respostas, encenações, palestras, discussões em grupo e etc. É muito importante que o professor se preocupe com a diversidade de recursos didáticos para que a sequência de aula não caia na monotonia que pode desmotivar os alunos.


O Espírito Santo é tratado como Paracleto, que quer dizer “Consolador”, porque Jesus bem sabia que os seus discípulos precisariam de consolo para suportar sua ausência física. Além disso Jesus apresentou alguns aspectos do ministério do Espírito Santo entre eles, mostrando-lhes que o Paracleto divino age dentro de um plano ordenado e todo especial.


1. ELE É O CONSOLADOR PROMETIDO

Quando estava chegando o tempo de Jesus cumprir a sua missão na Terra e retornar para os Céus, Ele deixou uma promessa: enviaria um outro Consolador. O Espírito Santo que estaria para sempre conosco ( Jo 14.16). A promessa feita por Jesus já havia sido profetizada por Joel (Jl 2.28). Quando a promessa foi cumprida no dia de Pentecoste, Pedro, usado pelo Espírito Santo, resumiu toda a extensão dela (At 2.39).

O Espírito Santo faria pelos discípulos tudo quanto Cristo tinha feito por eles, enquanto estava com eLes. O Espírito estaria do lado deles para os ajudar (Mt 14.30,31), prover a direção certa para as suas vidas (Jo 14.26), consolar nos momentos difíceis (Jo 1418), interceder por eles em oração (Rm 8,26,27) e permanecer com eles para sempre.


2. O ESPÍRITO SANTO OPERANDO NO CRENTE

Existem diversas maneiras pelas quais o Espírito opera na vida do cristão: ora guiando-o, ora livrando-o do perigo; falando ao seu coração ou dirigindo-o a tomar decisões, etc. Porém, existem dois aspectos da manifestação do Espírito Santo que são da maior importância: na salvação e no revestimento de poder.


2.1. Na salvação.

Quando uma pessoa não crente concede uma oportunidade ao Espírito Santo, por pequena que seja, Ele inicia a obra convencendo-a do pecado e da necessidade de arrepender-se. Quando a pessoa se decide por Jesus, o Espírito Santo passa a habitar em seu coração (Rm 8.9; 2 Co 5.17); do contrário, ela não teria forças para resistir ao mal e procurar o bem. Todo cristão recebe a unção do Espírito e passa a ter comunhão com Deus e uma vida de paz.


2.2. No revestimento de poder.

O batismo no Espírito Santo é o revestimento de poder. Os discípulos já possuíam o Espírito Santo em seus corações. No entanto, no Dia de Pentecostes, “todos foram cheios do Espírito Santo" (At 2.4) e começaram a falar em outras línguas, um sinal evidente do Batismo no Espirito Santo.


INTERAÇÃO

Coloque o “rabo” no burro! Essa é uma brincadeira muito antiga, presente em muitas festas infantis. Vende os olhos de alguns alunos e enquanto a turma mantém silêncio, peça que eles colem o rabo no burrinho que está colado no quadro.


Dê um tempo e refaça a brincadeira, mas agora, solicite que um aluno, sem venda, oriente o local onde está o burro.


Exemplifique para os seus alunos que a vida cristã é assim, sem enxergar direito, todos nós precisamos do auxílio do Espírito Santo para cumprir integralmente o nosso chamado.


Incentive-os a buscarem e dependerem sempre dá orientação do Espírito Santo.

3. A ATUAÇÃO DO ESPÍRITO SANTO

3.1. No pecador.

O Espírito Santo atua no pecador convencendo-o do pecado, da justiça e do juízo (Jo 16.8). Ele atua em todos os sentidos para que o homem tenha convicção própria de suas atitudes ao se arrepender dos pecados e aceitar Jesus como Salvador. A atuação dEle ocorre na mente, convencendo o pecador de seu estado; assim ele compreende a necessidade de uma reconciliação com Cristo através da mensagem da Palavra de Deus que lhe é explicada (Hb 412). A atuação do Espirito, no pecador, ocorre também na esfera dos sentimentos e da vontade.


Na primeira, ele atua no sentido de que é necessária uma tomada de decisão, quando o pecador se sente culpado, necessitando de perdão. O Espírito Santo atua na vontade do pecador, fazendo com que ele não fique apenas no desejo de ser perdoado, mas, entendendo que é pecador, e que precisa arrepender-se e mudar o rumo de sua vida (Ef 4.17-32).


3.2. No cristão.

Nos salvos, a ação do Espírito se inicia a partir da regeneração (Novo Nascimento), Ele produz crescimento, dá entendimento, ministra dons, dá direção, No instante em que uma pessoa é salva por Jesus, seu corpo é transformado em Templo do Espírito Santo : “Ou não sabeis que o nosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?" (1 Co 6.19).


O Espírito Santo também é nosso professor das coisas sagradas. Ele tem uma missão intelectual nos discípulos de Cristo: ensinar e fazer Lembrar (Jo 14.26), Como nosso ensinador, é o Espírito Santo que nos capacita a compreender as verdades espirituais contidas nas Escrituras Sagradas: são os mistérios de Deus que somente o homem espiritual é capaz de alcançar (1 Co 2.14,15).


Por isso é importante que você frequente a Escola Dominical, pois feliz é o crente que estuda apaixonadamente a Bíblia Sagrada, recebendo a instrução que vem do Espírito Santo à medida que a estuda. E, especialmente, o Espírito nos foi dado para nos fazer lembrar de tudo o que aprendemos e, por conseguinte, colocar esses ensinamentos em prática nas horas de necessidade. A partir da promessa do envio do Paracleto divino, passamos a ver o pleno cumprimento dela nas páginas que se seguem no Novo Testamento, a começar por Atos dos Apóstolos, E o mesmo Espírito que foi derramado em Jerusalém, operou nos crentes através dos anos e continua agindo na Igreja em nossos dias.


SUBSÍDIOS 1

"A Igreja cristã 'nasceu' quando Deus enviou seu Espírito Santo para os primeiros seguidores de Jesus. Isso aconteceu seis semanas depois da última aparição de Jesus ressurreto (sua 'ascensão') na festa judaica do Pentecostes.


O Espirito Santo está ativo em todos os cristãos: não conseguiríamos nem mesmo vir a confiar em Jesus sem o Espírito Santo nos mostrar antes como precisamos dEle. Assim, Ele nos une em uma família. Ele é o elo invisível que cria a união e a amizade entre os cristãos. Ele nos concede 'dons', ou talentos a fim de nos equipar para ajudarmos uns aos outros a crescer na fé. Os cristãos não só têm personalidade muitíssimo distinta dos outros, mas também são distintos nos aspectos da fé que enfatizam e nas formas como a expressam. Porém, de fato, só há uma fé cristã. Ela se resume nas verdades fundamentais que todos os membros da família de Deus compartilham e que se concentram no que Jesus fez por nós (Guia Cristão de Leitura da Bíblia. Rio de Janeiro: CPAD, p. 728)


SUBSÍDIOS 2

“Ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre” (Jo 14.16). Jesus logo deixaria seus discípulos. Contudo, Ele não os deixaria sozinhos.


A palavra traduzida como “Consolador”, parakletos, significa “uma pessoa que é chamada para auxiliar outra” A palavra traduzida como “outro", allos, significa “outro do mesmo tipo", para distinguir de outro de um tipo diferente. Jesus partiria, mas Deus Pai enviaria o Espírito Santo — que, como o Filho, é Deus — para estar presente a fim de nos auxiliares e confortar.


O Consolador está conosco agora e para sempre.

Ele vos ensinará todas as coisas" (Jo 14.26). O Espírito Santo nos lembra do que aprendemos, A pessoa que não fez nenhum esforço para estudar e entender o que Jesus disse não terá do que se lembrar! (RICHARDS, Lawrence O Comentário Devocional da Bíblia. Rio de Janeiro: CPAD, 2012, p. 696,697)


PARA CONCLUIR

É o Espírito Santo quem dá poder e graça para a Igreja de Cristo. Só por meio dEle conseguimos vencer as adversidades e fazer a diferença nos lugares para onde formos enviados, e sob qualquer situação sabemos que poderemos confiar nEle. Os discípulos de Jesus foram tremendamente impactados pela ação do Espirito Santo.


CONHEÇA OS SEUS ALUNOS

“Conhecer o adolescente é fator primordial no processo de ensino. Não é possível ensinar uma turma sem conhecimento de seus ideais. Família, desejos, sentimentos, modo de pensar e agir. Sabemos que o adolescente vive uma fase complexa de sua vida, onde precisamos descobrir como compreendê-lo em suas buscas e dificuldades para encontrar a melhor forma de transmitir-lhe algum ensinamento. (...) O professor de adolescentes deve ter consciência da importante responsabilidade que pesa sobre si. De educar para a vida cristã esses frágeis seres que atravessam a fase de melhor e mais fácil aprendizagem e suas vidas" (CRUZ, Alderi Ribeiro de Moura. Artigo: Aulas dinâmicas e criativas para alunos da ED. Ensinador Cristão Rio de Janeiro: CPAD. Ano 17, n.65. p. 28)


HORA DA REVISÃO

1. Por que o Espírito Santo é tratado como Paracleto, que quer dizer “Consolador”?

Por que Jesus bem sabia que seus discípulos precisariam de consolo para suportar sua ausência física.

2. Qual foi o profeta que já havia profetizado a promessa feita por Jesus?

A promessa feita por Jesus havia sido profetizada por Joel (Jl 2.28).

3. Quais os dois aspectos da manifestação do Espírito Santo que são da maior importância na vida do crente?

Existem dois aspectos da manifestação do Espírito Santo que são da maior importância: na salvação e no batismo.

4. Como o Espírito Santo atua no pecador de acordo com João 16.8? O Espírito Santo atua no pecador convencendo-o do pecado, da justiça e do juízo.

5. No instante em que uma pessoa é salva por Jesus, seu corpo é transformado em quê?

Seu corpo é transformado em Templo do Espírito Santo.

DICAS DE LEITURAS

INFORMAÇÕES AQUI


***

INFORMAÇÕES AQUI


***

INFORMAÇÕES AQUI


***

INFORMAÇÕES AQUI

***

INFORMAÇÕES AQUI

***

INFORMAÇÕES AQUI

***

INFORMAÇÕES AQUI


Post Bottom Ad