É verdade que Deus só quer o coração?

É errado dizer que ‘Deus só quer o coração? Será que Ele não espera que haja entrega plena de todas as áreas de nossa vida?”

SAIBA MAIS:

O coração à luz da Bíblia Aqui

Pecado do Homem Segundo o Coração de Deus - Aqui

A FAMÍLIA SEGUNDO O CORAÇÃO DE DEUS Aqui

Essa pergunta é conceitualmente equivocada porque parte de um pressuposto errado e excludente: a ideia de que o coração é apenas uma parte de nosso ser, como no caso de nossa constituição física. Ora, para entender o significado do vocábulo e conceituar a ideia de forma correta, temos de saber lidar com o mundo dos símbolos, da linguagem figurada, das expressões que enriquecem à nossa maneira de significar as coisas.

 

Coração é uma dessas contribuições da língua hebraica, com sentido figurado, para denotar a ideia de centro de nossas vontades e sentimentos. Não se refere ao músculo cardíaco, mas, de maneira simbólica, ao nosso ser em si mesmo para reportar-se à nossa capacidade de pensar, decidir, agir e sentir. Assim, em sentido figurado (ressalte-se), pensamos, decidimos, agimos e sentimos com coração. Ele nos move em nossa caminhada pela História. Veja estas referências bíblicas:

 

“Pois a sabedoria entrará em seu coração, e o conhecimento será agradável à sua alma”, Pv 2.10.

 

“Confie no Senhor de todo o seu coração e não se apoie em seu próprio entendimento”, Pv. 3.5.

 

“Meu filho, escute o que lhe digo; preste atenção às minhas palavras. Nunca as perca de vista; guarde-as no fundo do coração. (...) Acima de tudo, guarde o seu coração”, Pv 4.20-23.

 

“A alegria do coração transparece no rosto, mas o coração angustiado oprime o espírito”, Pv 15.13.

  

Perceba que, em todos os casos, o coração é apresentado como o centro de nossas volições e sentimentos. A mesma ideia transmite o Senhor no Sermão do Monte. Quando se refere ao adultério como um ato do coração, mostra que é aí que as coisas começam (Mt 5.28).

 

Quando afirma que onde estiver o nosso tesouro aí estará o nosso coração, estabelece-o como o centro de nossas ações (Mt 6.21). Em outras palavras, no dizer de Jesus, o coração representa o nosso ser, aquilo que somos e queremos.

 

Concluindo, não é correto afirmar que Deus só quer o coração, como se fosse algo à parte. A nossa entrega no altar do Senhor não é algo compartimentado, que se vai entregando uma coisa de cada vez. Ela é plena, total, integral, sem reservas, em todas as dimensões de nossa existência. E assim que se deve entender, portanto, quando se afirma “entregar o coração a Deus”. E o reconhecimento da soberania de Deus sobre as nossas vidas. É entregar-lhe o controle, a direção de todos os nossos atos. E viver integralmente por Ele e para Ele.

 

Deus não quer só o coração. Ele quer o coração e ponto final. Com todo a riqueza de significado que representa em nossa linguagem humana.

 

Artigo: Pr. Geremias do Couto

🔍PÁGINAS👇INDICADAS🔍

  • ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL
  • SUBSÍDIOS BÍBLICOS
  • ESTUDOS BÍBLICOS
  • CURIOSIDADES BÍBLICAS
  • AUXÍLIOS PARA PROFESSORES EBD
  • FAZER PESQUISAS
  • Bem Vindo (a) a nossa Loja de E-books e Apostilas

    Informações Aqui
    ***
    ***
    ***

    Informações Aqui

    ***

    Informações Aqui

    ***

    Informações Aqui

    ***

    Informações Aqui

    ***

    Informações Aqui



    Imagens de tema por gaffera. Tecnologia do Blogger.