FECHAR <----
 


- Lições Bíblicas Juvenis – 2° Trimestre de 2018
-Tema do Trimestre: Questões Difíceis do nosso Tempo
- Classe: de 15 a 17 anos – Juvenis
- Editora: CPAD
- Comentarista: Adriano Lima
LEITURA DIÁRIA
SEG. Sl 139.16 – A vida começa na concepção
TER. Zc 12.1- Deus forma o espírito do homem
QUT. 1Co 3.17 – O templo de Deus não pode ser destruído
QUI. Jr 1.5 – Deus nos conhece, mesmo o nosso corpo ainda informe
SEX. Êx 23.7 – O Senhor defende o inocente
SÁB. Is 5.20 – O perigo da inversão de valores

OBJETIVOS
§  Compreender o que é e como funciona as pesquisas com células-tronco;
§  Saber o que a Bíblia diz sobre a vida humana.
REFLEXÃO
"De palavras de falsidade te afastarás e não matarás o inocente e o justo; porque não justificarei o ímpio" (ÊX 23.7).

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
Jeremias 1.5
5 Antes que te formasse no ventre te conheci, e antes que saísses da madre, te santifiquei; às nações te dei por profeta.

Eclesiastes 1.13,14,16-18
13 E apliquei o meu coração a esquadrinhar, e a informar-me com sabedoria de tudo quanto sucede debaixo do céu; esta enfadonha ocupação deu Deus aos filhos dos homens, para nela os exercitar.
14 Atentei para todas as obras que se fazem debaixo do sol, e eis que tudo era vaidade e aflição de espírito.
16 Falei eu com o meu coração, dizendo: Eis que eu me engrandeci, e sobrepujei em sabedoria a todos os que houve antes de mim em Jerusalém; e o meu coração contemplou abundantemente a sabedoria e o conhecimento.
17 E apliquei o meu coração a conhecer a sabedoria e a conhecer os desvarios e as loucuras, e vim a saber que também isto era aflição de espírito.
18 Porque na muita sabedoria há muito enfado; e o que aumenta em conhecimento, aumenta em dor.
SINTETIZANDO
Alguns estudiosos remetem o início das pesquisas com células-tronco para o ano de 1909. As pesquisas têm alcançado um relativo sucesso. Apesar disso, somos contrários à manipulação de embriões com objetivos terapêuticos ou de pesquisas, pois consideramos que desde o momento da fecundação já existe um novo ser humano.

INTRODUÇÃO
Pesquisas com células-tronco é um assunto ainda recente no universo acadêmico. Embora tenha conquistado a admiração de um considerável número de pessoas, precisamos compreender que a manipulação de embriões para fins de pesquisas ou de tratamento não tem embasamento bíblico. O conhecido Salmo 139 nos mostra que Deus "vê nosso corpo ainda informe". A nossa compreensão é que, a partir do momento da fecundação, já existe um novo ser humano, independente e individualizado, que passa a se desenvolver, desde que se lhe dê as condições necessárias. Você já havia pensado nisso?

A AULA VAI COMEÇAR
Prezado professor, a lição de hoje é um tanto complexa. Pode ser que você não tenha conhecimentos específicos sobre o tema. De todo modo, é sempre bom se informar melhor a respeito do assunto, lendo livros e artigos confiáveis da internet. Como sugestão, indicamos a obra do pastor Elinaldo Renovato, cujo título é Celulas-Tronco.  Inicie sua aula perguntando aos alunos o que eles sabem a respeito do tema da lição.

1. O QUE É E COMO FUNCIONA?
Certamente já ouvimos algo sobre o assunto, mas o que são realmente as tais células-tronco? São células mestras que têm capacidade de se transformar em outros tipos de células, incluindo as do cérebro, coração, ossos, músculos e peles, São células capazes de autorrenovação e diferenciação em muitas categorias de células.

As células-tronco são formadas a partir da fusão dos gametas masculino e feminino (espermatozóide e óvulo), quando surge um aglomerado de células, Com o passar de alguns dias (de 4 a 5) esse grupo de células começa a formar uma estrutura esférica que é chamada de blástula; essa estrutura é composta de parte externa e interna. A primeira forma a placenta e a segunda parte, o embrião. Na parte que forma o embrião constam as células capazes de gerar todas as células do organismo de um indivíduo.

A professora Maiyana Zatz, bióloga molecular e geneticista brasileira, esclarece que as células-tronco podem ser classificadas da seguinte forma:

1) Totipotentes ou embrionárias - "São as que conseguem se diferenciar em todos os 216 tecidos (inclusive a placenta e anexos embrionários) que formam o corpo humano";

2) Pluripotentes ou multipotentes - São as que conseguem se diferenciarem quase todos os tecidos humanos, menos placenta e anexos embrionários;

3) Oligopotentes - Aquelas que conseguem diferenciar-se em poucos tecidos;

4) Unipotentes - As que conseguem diferenciar-se em um único tecido. Outra classificação, e nesse caso mais simples, seriam as células-tronco embrionárias e as cêlulas-tronco adultas. As embrionárias são encontradas no embrião humano. As adultas podem ser achadas na medula óssea, no sangue, no fígado, no cordão umbilical, etc.

 
2. VISÃO ÉTICA
As pesquisas com células-tronco (exceto as embrionárias) não representam problemas éticos. Com a exceção das embrionárias, nos-demais procedimentos, as células-tronco são retiradas da própria pessoa e injetadas no tecido danificado. Já as células-tronco embrionárias só podem ser obtidas mediante a manipulação de embriões. Mas, conforme aprendemos na lição sobre o aborto, o embrião é uma pessoa em formação. Você consegue compreender o problema?

A legislação brasileira permite a pesquisa com células-tronco embrionárias desde que sejam obtidas em fertilização in vitro e congeladas há mais de três anos. Todavia, o embrião não pode ser manipulado como se fosse um amontoado de células, quer esteja no útero, quer numa proveta.

As Escrituras Sagradas mostram que o ser humano existe desde a concepção. Não há outra maneira de o embrião se desenvolver que não em um ser humano. Portanto, manipular um embrião, ainda sob "a desculpa ética" de fazer o bem aos outros, é pecado, antibíblico e afronta a Deus, o Autor da Vida (1Sm 2,6-8; Lc 1.50-56, 67-80).

3. O QUE DIZ A BÍBLIA?
A dignidade da vida humana não pode ser negociada. O valor sagrado da vida deve ser respeitado e observado. O mandamento bíblico de amar o semelhante permanece de pé. O embrião também é meu próximo, E um próximo indefeso! Ávida começa na concepção,-sendo o embrião uma pessoa indefesa e inocente. O mandamento bíblico é "não matarás o inocente e o justo; porque não justificarei o ímpio" (Êx 237).

Se o mundo atual relativizou a vida, nós escolhemos "absolutizá-la", vivendo os valores éticos que emanam das Escrituras. Afirmando e enaltecendo a dignidade da pessoa humana desde a concepção (SI 139.16). Contudo, incentivamos o uso de pesquisa com células-tronco adultas, obtidas no cordão umbilical, na medula óssea e em outros tecidos do corpo humano, pois queremos que pessoas portadoras de doenças incuráveis sejam curadas e tenham uma vida normal. Graças a Deus, há irmãos em Cristo que, mediante a militância académica, estão empenhados nesse projeto, buscando salvar vidas, Mas por outro Lado, devemos garantir a inviolabilidade da dignidade do embrião, pois a vida é sagrada e o nosso Deus é o "Senhor que forma o espírito do homem dentro dele" (Zc 12.1). Portanto, a pesquisa em células-tronco embrionárias quebra o mandamento divino: "Não matarás".

SUBSÍDIO 1
Quando começa um ser humano?
Desejo trazer a esta questão a resposta exata que a ciência pode atualmente fornecer. A biologia moderna ensina que os ancestrais são unidos aos seus descendentes por um liame material contínuo, pois é da fertilização da célula feminina (o óvulo) pela masculina (o espermatozóide) que emerge um novo indivíduo da espécie humana. A vida tem uma longa história, mas cada indivíduo tem o seu início muito preciso, o momento de sua conceição.

Desde que os 23 cromossomos do pai se juntam aos 23 cromossomos da mãe, está coletada toda a informação genética necessária e suficiente para exprimir todas as características inatas do novo indivíduo. Isto se dá à semelhança de uma fita minicassete introduzida num gravador; sabe-se que produz uma sinfonia. Assim também o novo ser começa a se exprimir logo que foi concebido.

As ciências da natureza e as ciências jurídicas falam a mesma linguagem. A respeito de um indivíduo que goza de boa saúde, o biólogo diz que tem boa constituição; a respeito de uma sociedade que se desenvolve harmoniosamente para o bem de todos os seus membros, o legislador afirma que ela tem uma Constituição equilibrada (RENOVATO, Elinaldo de, Ética Cristã. Rio de Janeiro. CPAD, 2002. pp. 47.48).

SUBSÍDIO 2
Como trabalha a natureza?
Trabalha de modo análogo. Os cromossomos são as tábuas da lei da vida; quando eles são reunidos no novo indivíduo (a votação da lei é figura da fecundação do óvulo pelo esperma), eles descrevem inteiramente a Constituição dessa nova pessoa. É surpreendente a miniaturização da escrita. É difícil crer, embora esteja acima de qualquer dúvida, que toda a informação genética, necessária e suficiente para construir nosso corpo e até nosso cérebro (o mais poderoso engenho para resolver problemas, capaz até de analisar as leis do universo), possa ser resumida a tal ponto que seu substrato material possa subsistir na ponta de uma agulha, Mais impressionante ainda é a complexa soma de informação genética por ocasião do amadurecimento das células reprodutoras, a tal ponto que cada concepto recebe uma combinação inteiramente original, que nunca se produziu antes e que não se reproduzirá tal qual no futuro. Cada concepto é único e, portanto, insubstituível. Os gémeos idênticos e os hermafroditos verdadeiros são exceções à regra: cada ser humano é uma combinação genética. E no tempo que as exceções devem ocorrer no momento da conceição. Acidentes posteriores não levam a um desenvolvimento harmonioso. U Aceitar o fato de que, após a fecundação, um novo indivíduo começou a existir, já não é questão de gosto ou de opinião. A natureza humana do ser humano, desde a conceição até a velhice, não é uma hipótese metafísica, mas sim uma evidência experimental (RENOVATO, Elinaldo de, Ética Cristã. Rio de Janeiro, CPAD, 2002, pp, 47-50).

CARO PROFESSOR,
"[...] aproveite o interesse dos adolescentes por verdadeiras práticas e ação, conduzindo-os à descoberta de meios de aplicar os princípios da Palavra de Deus ensinados na aula. Os adolescentes não são um auditório cativo de aulas expositivas!" (Lm Johnson).


PARA CONCLUIR
Os dias são extremamente maus. Diante do avanço científico, temos, por um lado, sido beneficiados, mas por outro, vemos que a vida humana não tem recebido o seu devido valor. Vamos finalizar essa aula com uma oração, rogando a Deus que nos ensine a valorizar o bem mais precioso que recebemos dELe: A VIDA.

HORA DA REVISÃO
1. Defina, de maneira resumida, o que são as células-tronco.
R: São células mestras que têm capacidade de se transformar em outros tipos de células.

2. Que tipos de células-tronco existem?
R: Tolipotentes, pluripotentes, oligopotentes e unipotentes.

3. Por que a Igreja diz "não" ao uso de células-tronco embrionárias em tratamentos e pesquisas?
R: Porque a vida começa na concepção.

4. De acordo com a lição, quando começa a vida?
R: A vida começa na concepção,

5. Que tipos de pesquisas com céluas-tronco não ferem os princípios bíblicos?
R: As que não envolvem um embrião.

 
Top