FECHAR <-----

Qual é o verdadeiro sentido da doutrina da predestinação?

A palavra "predestinação" vem do grego proorizo, e aparece seis vezes no Novo Testamento. Uma vez é traduzida por "ordenou antes" (1 Co 2.7), outra por "anteriormente determinado" (At 4.28) e quatro ve­zes por "predestinar" (Ef 1.5,11; Rm 8.29,30). A pala­vra predestinar significa "destinar por antecipação".
Vejamos o que, segundo a Bíblia, é determinado por antecipação.

1. Fomos predestinados em Jesus
Deus predestinou, por antecipação, o plano da nos­sa salvação, isto é, o meio pelo qual devemos ser salvos. Em Efésios 1.5, está escrito: "Nos predestinou para fi­lhos de adoção por Jesus Cristo", isto é, Jesus foi dado como o sacrifício pela expiação dos nossos pecados des­de a eternidade. Assim, a Bíblia diz que Jesus foi morto desde a fundação do mundo (cf. Ap 13.8) e que Cristo, como um cordeiro imaculado e incontaminado, foi co­nhecido antes da fundação do mundo (1 Pe 1.20).
Lições Bíblicas Classe de Adultos
2. Fomos predestinados para "filhos de adoção"
Deus "nos predestinou para filhos de adoção" (Ef 1.5). Aqui observamos a finalidade da nossa salvação por Jesus — Deus predestinou que os pecadores fos­sem, por Jesus, feitos filhos de adoção. Quem adota uma criança, atribui-lhe o direito de um filho próprio, e legitima-o para desfrutar desses direitos.
A Bíblia mostra vários exemplos de adoção de fi­lhos. O patriarca Jacó adotou os dois filhos de José — Efraim e Manassés — como seus filhos, dando-lhes o mesmo direito que os outros possuíam (cf. Gn 48.5). A filha de Faraó adotou Moisés (cf. Êx 2.10), e Mardoqueu adotou Ester (Et 2.7). Assim, Deus predestinou os que crerem em Jesus para serem adotados como seus filhos, atribuindo-lhes os direitos e a participação na herança que pertence aos filhos. A Bíblia diz que "somos, logo, herdeiros também, herdeiros de Deus e co-herdeiros de Cristo" (Rm 8.17).

A predestinação "para filhos de adoção" (Ef 1.5) refere-se, de acordo com Efésios 1.11,12, a nós, "os que primeiro esperamos em disto". Está, dessa maneira, incontestavelmente definido que a predestinação refere-se aos que esperam em Jesus como o meio da sua salvação, conforme a "esperança do evangelho" (Cl 1.23), os quais serão agraciados com o dom gratuito da salvação (cf. Ef 2.4-9).
3. Predestinados para refletir Jesus
Deus também nos predestinou para sermos "con­forme a imagem de seu Filho" (Rm 8.29). Essa palavra nos revela o alvo que devemos alcançar pela salvação. Deus quer que todos os que aceitam Jesus como Salva­dor sejam transformados à imagem de seu Filho, o qual é a expressa imagem de Deus (cf. Hb 1.3). Todos aque­les que creem em Jesus experimentam, através da sal­vação, o revestimento do novo homem, "que se reno­va para o conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou" (Cl 3.10). Assim, Jesus foi predetermina­do por Deus para ser o modelo, a fim de que muitos irmãos, por meio dEle, alcancem a imagem cuja seme­lhança Deus, no princípio, criou o homem (cf. Gn 1.27).
4. A liberdade de escolha do homem
Deus espera que cada homem defina sua posição quanto ao meio de salvação que Ele predestinou.

Aquele que aceita a Jesus fica grandemente enri­quecido, pois:
É salvo porque aceitou a Jesus, o meio predesti­nado por Deus (Ef 1.5) conforme o seu propósito (Ef 1.11).
É adotado por filho (Ef 1.5).
A graça de Deus operará nele, para que alcance a imagem de Filho de Deus (Rm 8.29,30).
 
Aquele, porém, que não aceita a Jesus, está perdi­do (cf. Mc 16.16; Jo 3.18,19), não porque não estivesse incluído na predestinação de Deus, mas porque não aceitou o único meio de salvação que Deus oferece (cf. Mt 23.37; Jo 5.40; Mt 22.3; Lc 14.17-24; 19.44; Is 50.2).

Lições Bíblicas Classe de Jovens - Acesse:


Fonte: Bergstein, Eurico. Introdução à Teologia Sistemática. 1a- ed. - Rio de Janeiro: CPAD, 1993.
Divulgação: Subsídios EBD