Featured

 


FECHAR<===


Obs. Este artigo é um subsídio para a lição bíblica da classe de Adultos.
A história de Rute desenrola-se durante o período dos juízes. Ela revela que durante a deplorável apostasia moral e espiritual daqueles dias (Jz 17.6; 21.25), havia um remanescente fiel que continuava a amar e obedecer a Deus. O livro salienta o fato de que Deus opera na vida daqueles que permanecem fiéis a Ele e à sua Palavra (Rute 2.12).

LEIA TAMBÉM:

  • Lição 8: Abigail, um Caráter Conciliador
  • Lição 8- Autoavaliação e Discernimento, Sim, Julgar, Não
  • Lição 6- Fui Escolhido
  • Fatos sobre Rute
    1
    Significado de seu nome
    Amizade (*)
    2
    Seu falecido esposo
    Malom – Rute 4.10
    3
    O marido do segundo casamento
    Boaz – Rute 4.8-10
    4
    Nome do filho de Rute
    Obede – Rute 4.17
    5
    A melhor amiga de Rute
    Noemi, a mãe do falecido Malom – Rute 1.1- 4; 4.13-15.
    6

    Características do Caráter de Rute
    1) Caráter amoroso;
    2) Caráter Fortalecido na Fé em Deus
    3) Caráter Decidido e Firme
    4) Coragem par enfrentar o desconhecido
    5) Mulher Trabalhadora
    7
    O bisneto famoso de Rute
    O rei Davi – Rute 4.22
    8
    O versículo-chave do livro de Rute
    Versículo 12 do capítulo 2.
    (*) Significado dado pela Bíblia de Estudo NVI
    CONTINUAÇÃO:
    A continuação deste estudo está em Nosso “E-book Subsídios EBD – Vol. 8”. Clique Aqui

    I – O CARÁTER DE RUTE
    1. Amor e Lealdade.
    O amor e lealdade de Rute, porém, eram de tal forma que ela estava preparada para deixar seus pais (Rute 2.11), seu povo, e seu deus. Possivelmente, como seu juramento (Rute 1.17) de tomar esta decisão.
    2. Coragem par enfrentar o desconhecido.
    Rute estava disposta a segui Noemi, aonde que esta fosse. A corajosa Rute não está preocupada com as possíveis dificuldades que em contraria na terra de Judá (Rute 1.7). Ela não queria afastar-se de Noemi, e estava disposta a compartilhar das durezas da vida diária de mulher estrangeira e viúva, na terra de Israel, na época dos juízes, um período extremamente conturbado para o antigo povo de Deus.
    “Por isso disse Noemi: Eis que voltou tua cunhada ao seu povo e aos seus deuses; volta tu também após tua cunhada. Disse, porém, Rute: Não me instes para que te abandone, e deixe de seguir-te; porque aonde quer que tu fores irei eu, e onde quer que pousares, ali pousarei eu; o teu povo é o meu povo, o teu Deus é o meu Deus; Onde quer que morreres morrerei eu, e ali serei sepultada. Faça-me assim o SENHOR, e outro tanto, se outra coisa que não seja a morte me separar de ti. Vendo Noemi, que de todo estava resolvida a ir com ela, deixou de lhe falar (Rute 1.15-18)”.

    3. Mulher Trabalhadora.
    Quando Rute chegou coma sua velha sobra em Belém, ela tomou a iniciativa e foi trabalhar (Rute 1.22; 2.1-6). Noemi e Rute Chegaram a Belém no tempo da colheita. Na lei de Moisés, Deus ordenara que Israel permitisse aos pobres e necessitados recolher os grãos deixados nos campos depois da colheita (Lv 19.9; 23.22; Dt 24.19). Deus quer que aqueles que têm em abundância compartilhem com os necessitados (2 Co 8.13-15).
    Rute foi recolher os grãos, conforme o direito que assistia aos pobres, no campo plantado de Boaz, parente do falecido Elimeleque e que acolheu bondosamente à jovem moabita, por ter ouvido falar de sua lealdade para com Noemi. Boaz resolveu casar-se com Rute.

    4. Rute tinha fé em Deus.
    Noemi, certamente, conduziu Rute à fé no Senhor Deus, mediante seu exemplo e ensino (Dt 11.18,19). A fé que Rute tinha em Deus levou-a a permanecer fiel no seu amor a Noemi. Rute ilustra o princípio divino que "quem perder a sua vida por amor de mim achá-la-á" (Mt 10.39; Rt 4.13-17).
    “Disse, porém, Rute: Não me instes para que te abandone, e deixe de seguir-te; porque aonde quer que tu fores irei eu, e onde quer que pousares, ali pousarei eu; o teu povo é o meu povo, o teu Deus é o meu Deus; Onde quer que morreres morrerei eu, e ali serei sepultada. Faça-me assim o SENHOR, e outro tanto, se outra coisa que não seja a morte me separar de ti (Rute 1.16,17)”.

    III – MOABITAS
    CONTINUAÇÃO:
    A continuação deste estudo está em Nosso “E-book Subsídios EBD – Vol. 8”. Clique Aqui

    A história de Rute diz respeito à providência de Deus na vida dos que nEle confiam e andam nos seus caminhos. Assim como Abraão correspondeu com fé ao chamado do Senhor, assim também a confiança que Rute teve no Senhor levou-a a deixar sua pátria e parentela para cumprir sua parte no divino propósito redentor (Gn 12.1-4).

    CONTINUAÇÃO:
    A continuação deste estudo está em Nosso “E-book Subsídios EBD – Vol. 8”. Clique Aqui
    div align="center" class="MsoNormal" style="background: yellow; text-align: center;"> SAIBA MAIS AQUI >>
    SAIBA MAIS AQUI >>
     
    Top