Subsídios Bíblicos para a Escola Dominical 👇👇

Deus, o primeiro evangelista

Obs. Este artigo é um subsídio bíblico para a lição 2 do 3°trimestre, 2016
Veremos nesta oportunidade, que Deus investiu um alto preço, muito superior à prata ou ouro, na evangelização. E conheceremos algumas das atitudes do cristão como um evangelista.
 CLIQUE E LEIA TAMBÉM:
I. DEUS COMO O PRIMEIRO EVANGELISTA
1. Deus investiu o seu melhor na evangelização.
Deus pai fez o seu maior investimento na evangelização ao enviar o seu filho. Ao priorizar a evangelização o Senhor tinha em mente ao menos um grande propósito: “a salvação dos perdidos”.
Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele (Jo 3.16.17)”.
2. O pensamento de um Deus evangelista.
1) Deus deseja a salvação de todos (1Tm 2.4).
2) Deus enviou o seu unigênito para todos (Jo 3.16).
3) O convite de Jesus é para todos (Mt 11.28).
4) Jesus é a propiciação pelos pecados de todos (1Jo 2.2).
5) O perdão é para todos os que creem (At 10.43).
6) O Senhor não  quer que nenhum se perca, senão que todos venham a arrepender-se. "( 2Pedro3. 9).
7) É a vontade de Deus que todos se arrependam (At 17.30).
8) Já que o juízo sobre todos os homens para condenação, assim também por um ato de justiça veio à graça sobre todos os homens (Rm. 5.18).
9) A morte de Cristo foi por todos (Hb 2.9).

3. Evangelho e o evangelista inigualável.
O evangelho é o poder de Deus, mas não o poder de Deus sem rumo. Ele tem uma finalidade específica, é a salvação (Rm 1.16).
O evangelho não é algo surgido de improviso, pois Deus o havia prometido desde "antes dos tempos dos séculos" (Tt 1.2). A Bíblia diz que Deus o prometeu "pelos seus profetas nas Santas Escrituras" (Rm 1.2). O Messias foi sendo revelado de maneira sutil e progressiva. Cada profeta apresentou um perfil do Salvador, até que a revelação se consumou na sua vinda.
Jesus foi enviado ao mundo para salvar os pecadores (Mt 11.28-30), através da mensagem do evangelho (l Tm 1.15).
A Bíblia diz que todos os homens são pecadores e precisam reconciliar-se com Deus (Rm 3.23; 5.12). Não existe salvação sem Jesus (At 4.12). Ele mesmo disse: "Ninguém vem ao Pai senão por mim" (Jo 14.6).

4. Deus tem a sua agência evangelizadora.
O escopo de Deus é o mundo criado. Nele, a mira de Deus está fixada. Ele tem um plano mestre para todas as coisas (l Co 15.28). Claro que o meio de alcançar este alvo é mais estreito: a igreja.
O Senhor Jesus constituiu a Igreja como a única agência do Reino de Deus na terra encarregada de anunciar as boas novas de salvação (Mc 16.15; At 8.1; Rm 1.16).
Agora, esta agência divina tem ao menos três grandes metas:
a) A evangelização,
b) o discipulado e
c) a intercessão.
Essas são as três principais colunas do crescimento da Igreja.
É necessário, pois, a mobilização de toda a Igreja para que essas metas sejam alcançadas. Cada crente dos dias apostólicos era um dedicado, fervoroso e próspero ganhador de almas (At 8.4).
Cada igreja deve elaborar um projeto, com metas bem definidas, para alcançar os pecadores. O apóstolo Paulo diz que o evangelho salva, mas é preciso permanecer nele (l Co 15.1,2). Evangelizar é tarefa de todos os crentes.
ATENÇÃO!  Conhecer mais, leia E-book Subsídios EBD – edição 5. Clique Aqui
II. O CRISTÃO COMO EVANGELISTA
1. Seu campo de ação.
Não podemos conceber a ideia de um evangelista fechado entre quatro paredes. Se quisermos evangelizar, teremos que deixar o nosso comodismo, o conforto do nosso púlpito e ir até aos pecadores onde eles estão. Desta forma estaremos alargando o nosso campo de ação.
• A família;
• No trabalho (oficina, fábrica, escritório...);
• Nas escolas (principalmente noturnas...);
• Os profissionais (advogados, juízes, médicos...);
• Os comerciantes (padaria, açougue...);
• Nos meios de transporte (ônibus, trem...);
• As crianças;
• Os amigos;
•As entidades (hospital, presídio, creches...).

Amplie o lugar de sua tenda, estejam atentos às perguntas de seus filhos, eles precisam de sua ajuda e compreensão, eles precisam do seu tempo e muito carinho. Olhai para o rebanho sem se esquecer dos de tua casa, a família unida em oração e meditação vence todas as batalhas.
ATENÇÃO!  Conhecer mais, leia E-book Subsídios EBD – edição 5. Clique Aqui