FECHAR <----
 

O cientista, escritor e educador tcheco Johannes Amos Comenius (1592-1670), mas conhecido no meio acadêmico brasileiro pela forma aportuguesada de seu nome - Comênio é considerado por praticamente todos os especialistas em educação no mundo o "Pai da Educação Moderna". 

O que pouco se frisa, porém, é que Comenius foi impulsionado ao seu trabalho, pelo qual é tanto louvado hoje, pela sua fé.



LEIA MAIS:


- PR. João de Oliveira        
Comenius era bispo protestante da igreja hussita dos Irmãos Morávios. Ele nasceu na Morávia, região que pertence hoje à República Tcheca, mas estudou e viveu a maior parte da sua vida na Alemanha, Polônia e Holanda.
Perseguido em sua terra natal por causa da sua fé, Comenius teve que se refugiar nesses outros países. Sua obra magna é "Didactia Magna", onde defendeu de forma pioneira a universalidade da educação, isto é, a educação básica obrigatória para todos, e um método mais prático de educar as pessoas.


Os escritos de Comenius fizeram sucesso para além da Alemanha e Polônia. Dois países onde ela foi destaque foram a Inglaterra, onde os escritos do bispo tcheco eram muito admirados, e a Suécia, onde trabalhou por seis anos, a convite da rainha sueca, em prol da reforma da educação naquele país. Ali, sua reforma promoveu a alfabetização de todos os suecos.

Comenius terminou sua vida muito prestigiado na Holanda, onde, depois de perder esposa e dois filhos em uma peste em seu país natal, casou-se novamente. Ele morreu Amsterdã em 15 de novembro de 1670. Em 1956, quase 300 anos após a sua morte, a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) reconheceu Comenius como o "Pai da Educação Moderna".

Ensinador Cristão, 63 - CPAD
 
Top