A morte do Filho de Deus foi um fato real - Subsídios Dominical

Breaking

Home Top Ad

Post Top Ad

Novos Subsídios Bíblicos para as lições  O corpo de Cristo, 1° trimestre de 2024


A morte do Filho de Deus foi um fato real

A morte do Filho de  Deus foi um fato real

Vemos na Bíblia Sagrada Evidências da Crucificação de Jesus e também Provas da ressurreição de nosso Senhor.

I - Evidências da Crucificação de Jesus.

Os quatro evangelhos do Novo Testamento Bíblico provam que Jesus morreu na cruz.

Esses evangelhos relatam a morte de Jesus de forma consistente, descrevendo os seguintes eventos:


1. A crucificação: Mateus 27:32-56

Jesus foi condenado à morte por crucificação, uma forma de execução romana que era considerada a mais cruel e degradante. Ele foi pregado na cruz com pregos, e sua morte levou várias horas.


2. A morte de Jesus: João 19:30

Jesus morreu na cruz, gritando: "Está consumado!". Sua morte foi testemunhada por muitas pessoas, incluindo os soldados romanos que o executaram, os discípulos que o seguiam, e a multidão que se reuniu para vê-lo morrer.


3. A sepultura de Jesus: Mateus 27:57-66

Após sua morte, Jesus foi sepultado em um sepulcro novo, preparado por José de Arimateia. O sepulcro foi selado com uma pedra grande, e guardas foram colocados para vigiar.


Os textos que provam que Jesus morreu na cruz são os quatro evangelhos: Mateus, Marcos, Lucas e João. Esses evangelhos relatam a morte de Jesus de forma consistente, descrevendo os seguintes eventos:


Além dos evangelhos, há outros textos que também podem ser considerados como evidência da morte de Jesus. Por exemplo, o apóstolo Paulo, em sua carta aos Coríntios, afirma que Jesus morreu na cruz por nossos pecados. Ele escreve:


"Pois Cristo morreu pelos nossos pecados, uma vez por todas, conforme as Escrituras, para que nós, que estamos mortos em nossos pecados, vivamos para a justiça dele" (1 Coríntios 15:3).


Essa afirmação de Paulo é consistente com os relatos dos evangelhos, e é considerada por muitos como evidência adicional da morte de Jesus.

Baixar o livro pdf doutrina da igreja

II – Provas da ressurreição de Cristo

A ressurreição de Jesus é um evento central da fé cristã. Ela é a base da crença cristã na salvação e na vida eterna.


Vejamos algumas provas


1. O túmulo vazio: Mateus 28:1-10, Marcos 16:1-8, Lucas 24:1-12, João 20:1-18

Os quatro evangelhos relatam que, no terceiro dia após a morte de Jesus, Maria Madalena e outras mulheres foram ao sepulcro onde ele havia sido sepultado e o encontraram vazio. Elas encontraram o túmulo aberto, as pedras roladas, e anjos que anunciaram que Jesus havia ressuscitado.


2. As aparições de Jesus: Mateus 28:9-10, Lucas 24:13-49, João 20:19-29, 1 Coríntios 15:3-8


Os evangelhos também relatam que Jesus apareceu a várias pessoas após a sua ressurreição. Ele apareceu a Maria Madalena, aos discípulos, a Paulo e a outros. Essas aparições foram testemunhadas por pessoas que estavam vivas na época, e são consideradas por muitos como evidência confiável da ressurreição de Jesus.


3. A mudança na vida dos discípulos: Atos 1:3, Atos 2:14-41

A morte e ressurreição de Jesus tiveram um impacto profundo na vida dos seus discípulos. Eles passaram de pessoas amedrontadas e desanimadas para pessoas cheias de fé e coragem. Essa mudança pode ser explicada pela experiência da ressurreição de Jesus.


CONCLUSÃO

Quero concluir acerca da morte  e ressureição de Cristo, com as palavras do próprio Jesus Cristo, quando diz:

“[...] Eu sou o primeiro e o último  e aquele que vive. Estive morto, mas eis que estou vivo para todo o sempre e tenho as chaves da morte e do inferno (Ap 1.17,18 NAA)”.


CLIQUE E LEIA TAMBÉM 👇

Post Bottom Ad