A Inimizade entre Fariseus e Saduceus no Novo Testamento - Subsídios Dominical

Breaking

Home Top Ad

Post Top Ad

Novos Subsídios Bíblicos para as lições  O corpo de Cristo, 1° trimestre de 2024


A Inimizade entre Fariseus e Saduceus no Novo Testamento

A Inimizade entre Fariseus e Saduceus no Novo Testamento

Os fariseus e os saduceus eram dois grupos distintos dentro da sociedade judaica do tempo do Novo Testamento. Ambos desempenhavam papéis significativos, mas diferiam em suas crenças e práticas.

1. Fariseus

Quem eram: Os fariseus eram um grupo religioso e político dentro do judaísmo. Eles eram conhecidos por sua estrita aderência à lei judaica e tradições orais.

Fundamentação Bíblica: Em Mateus 23, Jesus critica os fariseus por sua hipocrisia, destacando seu zelo pela aparência externa em detrimento da justiça e misericórdia.


2. Saduceus

Quem eram: Os saduceus eram geralmente ligados aos líderes sacerdotais e à aristocracia. Eles tendiam a ser mais seletivos em relação às escrituras que aceitavam, muitas vezes rejeitando tradições além dos cinco primeiros livros da Bíblia.

Fundamentação Bíblica: Em Mateus 22, os saduceus questionam Jesus sobre a ressurreição, mostrando sua diferença teológica com os fariseus, que acreditavam na vida após a morte.


A inimizade entre fariseus e saduceus era principalmente de natureza teológica e política. Enquanto os fariseus enfatizavam a observância estrita da lei e a crença na ressurreição, os saduceus, ligados aos sacerdotes, rejeitavam essas ideias. Essas diferenças levaram a disputas e oposição, como visto em várias passagens dos evangelhos.


Embora ambos fossem críticos de Jesus, os evangelhos indicam que, em algumas ocasiões, eles se uniram contra ele, como visto em Mateus 16:1-12.


CURSOS BÍBLICOS PARA VOCÊ:

1) CURSO BÁSICO EM TEOLOGIA Clique Aqui
2) CURSO MÉDIO EM TEOLOGIAClique Aqui
3) Formação de Professores da Escola Dominical Clique Aqui
5) CURSO OBREIRO APROVADO - Clique Aqui


Matricule-se já ! 

As Falhas dos Fariseus e Saduceus nos Evangelhos


Fariseus:

1) Hipocrisia

Jesus frequentemente os repreendia por sua hipocrisia, enfatizando sua ênfase na aparência externa em vez da verdadeira piedade (Mateus 23:27-28).


2) Legalismo Excessivo

Eles eram acusados de colocar um fardo pesado sobre as pessoas com suas tradições e interpretações rigorosas da lei (Mateus 23:4).


3) Orgulho Religioso

Eles eram frequentemente criticados por sua atitude arrogante e autojustificada, considerando-se superiores espiritualmente (Lucas 18:9-14).


4) Negligência das Questões Principais

Jesus os repreende por se concentrarem em detalhes rituais, mas negligenciarem questões mais importantes, como justiça, misericórdia e fé (Mateus 23:23-24).


Saduceus

1) Ceticismo Teológico

Os saduceus rejeitavam a ressurreição e outros ensinamentos que não estavam explicitamente nos cinco primeiros livros da Bíblia, mostrando uma falta de fé em certos aspectos (Mateus 22:23-33).


2) Associação com o Poder Político

Eles eram frequentemente associados ao poder político e muitas vezes colocavam interesses políticos acima dos aspectos espirituais ou éticos (João 11:47-50).


3) Materialismo e Mundanismo

Sua ênfase em questões materiais e alianças políticas muitas vezes os levava a se afastar dos valores espirituais fundamentais (Mateus 16:6-12).


4) Falta de Compreensão Espiritual

Jesus os acusa de não entenderem as Escrituras nem o poder de Deus, indicando uma deficiência espiritual em sua abordagem (Mateus 22:29).


Essas características negativas foram destacadas nas interações de Jesus com esses grupos, evidenciando a importância de uma fé genuína e uma prática justa em contraste com atitudes hipócritas e céticas.


Post Bottom Ad