Lição 1 – O Avivamento Espiritual - Subsídios Dominical🎓

Breaking

Home Top Ad

Post Top Ad

Lição 1 – O Avivamento Espiritual

🔥 REVISTA ADULTOS — 1º TRIMESTRE DE 2023, CPAD

🕛 Data: 1 DE JANEIRO DE 2023

🎓 Título: Aviva a Tua Obra.

Subtítulo: O Chamado das escrituras ao quebrantamento e ao poder de Deus

Comentarista: Pr. Elinaldo Renovato 

📚  TEXTO ÁUREO

“E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face, e se converter dos seus maus caminhos, então, eu irei dos céus, e perdoarei os seus pecados, sararei a sua terra.” (2 Cr 7.14)

💡  VERDADE PRÁTICA

Humilhar-se diante de Deus, buscar a face do Senhor em oração e converter-se de seus maus caminhos são atitudes que precedem o avivamento espiritual.

 LEITURA DIÁRIA

Segunda – Sl 143.1 Buscando a Deus com fervor

Terça – Is 55.6 Buscar a Deus enquanto se pode achar

Quarta – Hc 3.2 Clamando a Deus por avivamento

Quinta – Os 10.12 E tempo de buscar a Deus

Sexta – Is 29.13 Buscar a Deus de todo o coração traz a promessa de encontrá-lo

Sábado – Am 5.4 Buscai o Senhor para a vida

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE

2 Crônicas 7.12-15; Ageu 2.5-9

12 – E o Senhor apareceu de noite a Salomão e disse-lhe: Ouvi tua oração e escolhi para mim este lugar para casa de sacrifício.

13 – Se eu cerrar os céus, e não houver chuva, ou se ordenar aos gafanhotos que consumam a terra, ou se enviar a peste entre o meu povo;

14 – e se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face, e se converter dos seus maus Exércitos. caminhos, então, eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra.

15 – Agora, estarão abertos os meus olhos e atentos os meus ouvidos à oração deste lugar.

Ageu 2

5 – Segundo a palavra que concertei convosco, quando saístes do Egito, e o meu Espírito habitava no meio de vós; não temais.

6 – Porque assim diz o SENHOR dos Exércitos: Ainda uma vez, daqui a pouco, e farei tremer os céus, e a terra, e o mar, e a terra seca;

7 – E farei tremer todas as nações, e virá o Desejado de todas as nações, e encherei esta casa de glória, diz o SENHOR dos Exércitos.

8 – Minha é a prata, e meu é o ouro, disse o SENHOR dos Exércitos.

9 – A glória desta última casa será maior do que a da primeira, diz o SENHOR dos Exércitos, e neste lugar darei a paz, diz o SENHOR dos Exércitos.

Hinos Sugeridos da Harpa Cristã

5 - Ó DESCE, FOGO SANTO

358 - SENHOR, MANDA TEU PODER

363 - CONSAGRAÇÃO

PLANO DE AULA

1- INTRODUÇÃO

O Avivamento é uma necessidade da Igreja de Cristo ao longo de sua história. Aliás, a indiferença e a letargia espiritual sempre estiveram presentes como obstáculos ao desenvolvimento espiritual dos crentes. Por isso, neste trimestre estudaremos Aviva a tua Obra: O chamado das Escrituras ao quebrantamento e ao poder de Deus. Para este trimestre, teremos como comentarista o pastor Elinaldo Renovato, líder da Assembleia de Deus em Parnamirim/RN, bacharel em Economia e mestre em Administração, autor de obras como Ética Cristo, Os Perigos da Pós-Modernidade e Células Tronco, dentre outras, todas editadas pela CPAD.

2- APRESENTAÇÃO DA LIÇÃO

A) Objetivos da Lição:

1- Conceituar avivamento;

2- Elencar as condições para um avivamento espiritual;

3- Justificar a necessidade de um Avivamento Espiritual.

B) Motivação: Retornar aos princípios bíblicos que caracterizaram a Igreja Primitiva deve ser uma busca constante. Isso passa por viver uma vida cristã com mais fervor espiritual, amor a Deus, pelas pessoas e pela Bíblia. Como está o seu nível de relacionamento vivo com Deus?

C) Sugestão de Método: Para introduzir esta primeira lição, escreva na lousa o título do trimestre. A partir dele, apresente os temas das lições que serão estudados ao longo destes meses. Fale um pouco do comentarista do trimestre e inicie a aula perguntando o que é avivamento.

3- CONCLUSÃO DA LIÇÃO

A) Aplicação: Após conceituar o avivamento, sua condição para acontecer e afirmar a sua necessidade hoje, estimule aos alunos a refletirem a respeito de suas próprias vidas de acordo com os assuntos tratados em aula: Sou um/uma crente avivado/a? Estou disposto/a reconhecer a necessidade de um avivamento? Desejo isso?

4- SUBSÍDIO AO PROFESSOR

A) Revista Ensinador Cristão. Vale a pena conhecer essa revista que traz reportagens, artigos, entrevistas e subsídios de apoio à Lições Bíblicos Adultos. Na edição 92, p.36, você encontrará um subsídio especial para esta lição.

B) Auxílios Especiais: Ao final do tópico, você encontrará auxílios que darão suporte na preparação de sua aula:

1) O texto “Definindo Avivamento” aprofunda a definição da palavra no primeiro tópico;

2) O texto “O Avivamento Pentecostal é uma necessidade para hoje” é uma reflexão do conhecimento da Escritura e sua relação com o poder de Deus para aprofundar mais o terceiro tópico.


INTRODUÇÃO

Neste trimestre, estudaremos o avivamento espiritual. Veremos o quanto ele é indispensável para o crescimento, o desenvolvimento e o cumprimento da missão integral da Igreja no mundo. Esse fenômeno espiritual é a condição primária para que o Corpo de Cristo proclame o Evangelho de Jesus a cada criatura. Assim, constataremos que o avivamento espiritual, mais do que movimentos ocasionais, é uma necessidade permanente para a Igreja enfrentar os desafios atuais.

Palavra-Chave: AVIVAMENTO


I - O QUE É AVIVAMENTO ESPIRITUAL


1. Avivamento espiritual.

Em primeiro lugar, o avivamento espiritual é uma intervenção de Deus. Só tem início quando o Espírito Santo encontra espaço no coração de uma pessoa, de um grupo, de uma cidade ou de uma nação (Ap 3.20). E mais ainda, quando uma igreja local volta-se para Deus, buscando-o de maneira humilde para que Jesus possa transformar a realidade espiritual. Dessa forma, as circunstâncias de nossa vida externa também são transformadas pelo poder divino


2. A pré-condição para o avivamento.

A Bíblia nos mostra que uma situação de crise espiritual ou moral pode ser pré-condição para o avivamento. Deus disse ao rei Salomão: “Se eu cerrar os céus, e não houver chuva, ou se ordenar aos gafanhotos que consumam a terra, ou se enviar a peste entre o meu povo” (2 Cr 7.13). Aqui, a crise está delineada em termos climáticos. Entretanto, ela também pode ser moral, política e econômica, afetando todas as áreas da vida de um indivíduo, de uma igreja local ou de uma nação.


SINOPSE I

Diante de uma crise, Deus pode trazer um avivamento ao seu povo por meio de uma divina intervenção.


AUXÍLIO VIDA CRISTÃ

DEFININDO O AVIVAMENTO

“O Avivamento pode ser definido como o retorno aos princípios que caracterizavam a Igreja Primitiva. É o retorno à Bíblia como a nossa única regra de fé e prática. É o retorno à oração como a mais bela expressão do sacerdócio universal do cristão. É o retorno às experiências genuínas com Cristo, sem as quais inexistiria o corpo místico do Senhor.

 É o retorno à Grande Comissão, cujo lema continua a ser: ‘… até aos confins da terra…’ O avivamento, enfim, é o reaparecimento da Igreja como agência por excelência do Reino de Deus. De acordo com Arthur Wallis, o avivamento é a intervenção divina no curso normal das coisas espirituais: ‘É o Senhor desnudando o seu braço e operando com extraordinário poder sobre santos e pecadores.


Depois de haver reanimado tantas igrejas que jaziam à morte, Charles Finney já tinha condições de afirmar ser o avivamento um novo começo de obediência a Deus” (ANDRADE, Claudionor Corrêa. Fundamentos Bíblicos de um Autêntico Avivamento. Rio de Janeiro: CPAD, 2004, p.40).


AMPLIANDO O CONHECIMENTO

*AVIVAMENTO E ARREPENDIMENTO

“Acreditemos, pois, e proclamemos Atos 3.19, onde o grego indica que podemos viver tempos de refrigério até a vinda do Senhor. Mas eles somente virão quando houver genuíno arrependimento. Voltemos à figura usada por Schaeffer. O que estamos fazendo para demonstrar nosso amor pelo nosso Noivo Celestial? De que estamos precisando nos arrepender? E você?”. Amplie mais o seu conhecimento, lendo a obra O Avivamento Pentecostal, editada pela CPAD, 1997, pp.69-79.


II – AS CONDIÇÕES PARA O AVIVAMENTO ESPIRITUAL (2 Cr 7.13-17)

1. Uma crise.

Diante da crise, podemos observar vários comportamentos humanos: o medo; a revolta; a blasfêmia contra Deus e o próximo; o desespero; a tentativa de tirar a própria vida. Contudo, a Palavra de Deus pode mudar todo o rumo de uma crise: “E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face, e se converter dos seus maus caminhos, então, eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra” (2 Cr 7.14). Vemos, neste versículo, alguns aspectos importantes que antecedem o avivamento espiritual.


2. Humilhação diante de Deus.

No lugar de se revoltar diante das crises espirituais ou materiais, que clamam por soluções efetivas, a humilhação diante de Deus é a primeira condição para o avivamento espiritual acontecer: “e se o meu povo, que se chama pelo meu nome se humilhar[…]”.


3. Orar e Buscar a face do Senhor.

Sem oração, não há avivamento. Sem a disposição dos crentes para buscar a face do Senhor (Sl 143.1; 84.8), o avivamento tarda e não chega. Nesse sentido, podemos perceber se uma igreja local busca verdadeiramente um avivamento espiritual de acordo com a frequência dos crentes aos cultos de oração, na prática das orações devocionais, na perseverança em orar.com propósito por determinados períodos de tempos. Além de orar, o suplicante que busca a face do Senhor persevera mais para receber de Deus a resposta de sua súplica. A ausência dessa disposição perseverante é uma das razões pelas quais Deus não envia um avivamento em muitos lugares.


4. Conversão sincera dos pecados.

“Se o meu povo […] se converter dos seus maus caminhos”. Não pode haver avivamento sem confissão de pecados, sem que deixemos os nossos maus caminhos e nos lancemos às misericórdias de Deus. Eis uma advertência tão séria: “Se eu atender à iniquidade no meu coração, o Senhor não me ouvirá” (Sl 66.18).


5. Um caminho preparado.

A crise pode ser uma pré-condição para o avivamento espiritual se nos humilharmos diante de Deus; se buscarmos mais a face do Senhor em oração, se decidirmos firmemente confessar os nossos pecados e convertemo-nos dos nossos maus caminhos. Então, o “caminho” está livre para o verdadeiro avivamento espiritual.


SINOPSE II

As condições para um avivamento espiritual passam por uma crise, pela humilhação diante de Deus, oração e busca à face do Senhor e arrependimento dos pecados.


III - A NECESSIDADE DE UM AVIVAMENTO ESPIRITUAL (Ag 2.5-9)

1. A situação espiritual de Judá.

Por causa da desobediência de Judá, profetas alertavam a respeito da futura destruição da nação, mas o povo não ouviu as divinas advertências (Am 2.5; 3.6; Is 6.11; 8.7).


a) A destruição do Templo e morte. Por ignorar a voz do Senhor, o povo foi levado em cativeiro para a Babilônia e o Templo foi destruído. Além disso, um terço dele morreu de fome e de peste, ao passo que outro terço morreu pela espada (Ez 5.12; cf. 24.1,2; Jr 38.17-19; 39.1; 52.4).


b) O chamado para reconstruir o Templo. A vida espiritual do povo pós-exílio não era boa, pois ele não sentia falta do lugar de reunião para adorar ao Senhor. Por meio do profeta Ageu, Deus cobrou do povo rebelde a reconstrução do Templo que o exército babilônico destruirá (Ag 1.2-8,9).


c) Deus levanta homens para realizar a obra. O povo pós-exílio se descuidou e não deu valor à Casa do Senhor. Após a repreensão divina, Deus levantou homens fiéis para reconstruírem o Templo: Zorobabel (o governador), Josué (o sumo sacerdote) e o resto do povo (Ag 1.12-15). A Bíblia revela que Deus está com os que trabalham segundo o seu propósito (Ag 2.4).


d) O desejado das nações e a glória da segunda casa. Conclamando o povo a se levantar para construir o Segundo Templo, e por intermédio do profeta, Deus descreveu como seria esse avivamento espiritual: “[…] e virá o desejado de todas as nações, e encherei esta casa de glória …A glória desta última casa será maior do que a da primeira, diz o Senhor dos Exércitos, e neste lugar darei a paz, diz o Senhor dos Exércitos” (Ag 2.6-9).


2. Deus usa Ciro para libertar o povo do cativeiro.

Ciro não era filho de Israel, não era servo de Deus. Ele era o rei da Pérsia (550-530 a.C), mas foi levantado pelo Altíssimo para executar seus planos de libertação do povo israelita que se achava cativo na Babilônia.


a) Promessas de Deus a Ciro. Foi tão importante o papel de Ciro, que o Senhor o chamou de “seu ungido”, fazendo-lhe promessas tão grandes, que só foram vistas em relação a homens verdadeiramente chamados para realizar seus divinos propósitos (Is 45.1-3).


b) Ciro liberta Israel do cativeiro. Logo no início do seu reinado, o rei Ciro ouviu o chamado de Deus para executar a grande missão de libertar Israel, cumprindo as profecias que anunciavam o fim do cativeiro (Jr 25.12; 29.10). No ano primeiro de Ciro, 538 a.C., ele cumpriu o que Deus colocou em seu coração (Ed 1.2,3).


c) A conclusão do Templo. Com a graça de Deus, por meio do rei Ciro, levas de israelitas voltaram a Jerusalém e começaram a reconstruir o Templo (Ed 4.1-5). Em 520 a.C., o Templo se encontrava em ruínas. Com a bênção de Deus, o Segundo Templo, ou seja, “a Segunda Casa”, foi concluído em 516 a.C. Assim, houve um grande avivamento como consequência da intervenção de Deus na história de Israel (Ed 6.16-22).


3. A necessidade de um avivamento espiritual.

A inércia de muitas igrejas só pode ser abalada por meio de um verdadeiro avivamento espiritual. Infelizmente, há uma tendência natural e histórica para o predomínio de uma letargia espiritual no meio do povo de Deus, que outrora foi poderosamente avivado.


Assim, presenciamos o crescimento da frieza e mornidão espiritual sobre os corações de um povo ou de uma igreja local. Há lugares em que, décadas atrás, o percentual de cristãos e de igrejas era elevado. Nos últimos anos, esse percentual vem caindo. Hoje, o fechamento de igrejas é uma realidade.


SINOPSE III

Como o avivamento era uma necessidade ao povo de Israel nos dias de Ciro, ele é necessário para a Igreja de hoje.


AUXÍLIO VIDA CRISTÃ

O AVIVAMENTO PENTECOSTAL É UMA NECESSIDADE PARA HOJE

“Qual dos leitores tinha bastante conhecimento bíblico antes de aceitar Jesus como seu Salvador e Senhor? Ou quantos conheciam bem o Espírito Santo? Assim também grande parte das igrejas tradicionais. São como os saduceus. Quando representantes desse grupo questionaram Jesus acerca da ressurreição, o Mestre lhes respondeu: ‘Errais, não conhecendo as Escrituras, nem o poder de Deus’ (Mt 22.29).


Minha opinião é que você não pode conhecer as Escrituras à parte do poder de Deus. O conhecimento puro e simples da letra pode levar à morte, mas o Espírito vivifica’ (2 Co 3.6). Eis a razão de estarem os pentecostais na linha de frente da batalha contra os liberais (que são, na verdade, anti-sobrenaturalistas), os secularistas, as doutrinas da Nova Era e todas as forças anticristãs conhecidas ou não” (HORTON, Stanley M. Avivamento Pentecostal: As origens e o futuro do maior movimento espiritual dos tempos modernos. Rio de Janeiro: CPAD, 1995, p.09).


CURSOS BÍBLICOS PARA VOCÊ:

1) CURSO BÁSICO EM TEOLOGIA Clique Aqui
2) CURSO MÉDIO EM TEOLOGIAClique Aqui
3) Formação de Professores da Escola Dominical Clique Aqui
5) CURSO OBREIRO APROVADO - Clique Aqui


Matricule-se já ! 


CONCLUSÃO

Quando o povo de Deus se encontrar em situação de frieza espiritual, a vontade divina é a de sempre reacender a chama que está se apagando. Se for preciso, Ele usará uma crise para isso, usará circunstâncias diversas para levar o seu povo ao deserto a fim de falar ao seu coração (Os 2.14). A sua exigência, porém, é que o seu povo se humilhe, busque a sua face e se converta de seus maus caminhos. Então, o avivamento espiritual não tardará.


REVISANDO O CONTEÚDO

1- O que é avivamento espiritual?

Avivamento espiritual é uma intervenção de Deus.

2- Qual a pré-condição para o avivamento?

A existência de uma situação de crise espiritual e moral.

3- Quais as condições para um avivamento?

Humilhação diante de Deus; Oração e buscar pela face do Senhor; conversão sincera dos pecados.

4- Por que o povo de Israel foi para o cativeiro na época de Ageu?

Por ignorar a voz do Senhor, o povo foi levado em cativeiro para a Babilônia.

5- Por que o Altíssimo escolheu Ciro, rei da Pérsia?

Para executar a grande missão de libertar Israel, cumprindo as profecias que anunciavam o fim do cativeiro.

👇 VEJA TAMBÉM Lições 👇

👉 Novas lições da classe dos ADULTOS- Aqui

👉 Novas lições da classe dos JOVENSAqui

👉 Novas lições BETEL da classe dos ADULTOS - Aqui


Este E-book é uma verdadeira fonte informativa para os novos e os veteranos professores de Escola Bíblica.


Post Bottom Ad