SUBSÍDIOS EBD: Lição 9 Orando e jejuando como Jesus ensinou (Pr. Osiel Gomes)

É preciso fortalecer a prática da oração e do jejum

De tempos em tempos, pessoas procuram enfraquecer práticas ordinárias na vida da Igreja ao longo da história. A oração e o jejum entre essas práticas que de tempos em tempos são enfraquecidas por discursos teológicos que oferecem uma graça barata que despreza a disciplina espiritual, a perseverança e a busca espiritual mais profunda diante de Deus.

Vivemos tempos difíceis e, por isso, as práticas da oração e do jejum são ferramentas que os líderes espirituais devem estimular para o uso da Igreja de Cristo.

A oração é um diálogo com Deus em que o crente pode derramar diante do Senhor tudo o que pesa em seu coração. Não por acaso, nosso Senhor ensinou os seus discípulos a orar. Na oração modelo de Jesus, os discípulos aprendem a glorificar o Pai Celeste, que a vontade de Deus seja feita em nossas vidas, que as nossas necessidades sejam supridas, que os nossos pecados sejam perdoados e que nos livre da tentação. Todos esses tópicos dão contam de toda a realidade de nossa vida neste mundo.

O jejum é uma disciplina espiritual que nos mostra, ao menos, duas questões: 

1) diante de uma situação difícil podemos chegar a Deus para lhe pedir um escape; 

2) um excelente exercício de autodisciplina, preparando o nosso corpo, alma e espírito para resistir na hora da tentação. Essa prática é milenar na rica tradição espiritual da Igreja de Cristo ao longo da história. Por isso, podemos aprender com o passado a respeito de sua prática e constatar o quanto que a nossa vida espiritual pode ser revolucionada se perseverarmos nas práticas da oração e do jejum.

VEJA O 👇VÍDEO


DICAS DE CURSOS BÍBLICOS









Imagens de tema por gaffera. Tecnologia do Blogger.