FECHAR<===

Subsídio bíblico para a Escola Dominical - classe dos Adultos. Subsídio para a Lição: 9| Revista do 3° trimestre de 2019 | Fonte: E-book Subsídios EBD Vol. 17 | Acesse aqui a continuação.

Introdução
O trabalho não é fruto do pecado, mas da criação e dádiva de Deus. Deus criou o universo e o homem. Ele o colocou para ser o mordomo da Terra.

1. Por que Trabalhamos?

a) Primeiro, Deus criou os seres humanos para trabalhar.

Em Gênesis 1.26, lemos que Deus criou os seres humanos como macho e fêmea para 'dominarem' sobre toda a terra. Na no versículo 28, está escrito: “E Deus os abençoou, e Deus lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra. Esse domínio só pode ser exercido pelo trabalho. Somente depois do pecado de Adão e Eva é que o trabalho ficou desgastante (Gn 3.19).



b) Nós trabalhamos porque Deus nos dota e nos chama a trabalhar.

É de se esperar que o Deus que criou os humanos para trabalhar, também lhes desses talentos para realizar as várias tarefas e os chamasse para estas tarefas. E é exatamente isto que encontramos no Antigo Testamento. O Espírito de Deus inspirou os artesãos e artistas que projetaram, construíram e adornaram o Tabernáculo e o Templo. 'Eis que o Senhor tem chamado por nome a Bezalel. [...] E o Espírito de Deus o encheu de sabedoria, entendimento e ciência em todo artifício. [...] Também lhe tem disposto o coração para ensinar a outros' (Êxodo 35.30-34). 'E deu Davi a Salomão, seu filho, [...] o risco de tudo quanto tinha no seu ânimo, a saber: dos átrios da Casa do SENHOR' (1 Cr 28.11,12). Além disso, a Bíblia diz frequentemente que os juízes e reis de Israel faziam suas tarefas sob a unção do Espírito de Deus (veja Juízes 3.10; 1 Samuel 16.13; 23.2; Provérbios 16.10).

Quando chegamos no Novo Testamento, a primeira coisa que notamos é que todo o povo de Deus é dotado e chamado para fazer várias obras pelo Espírito de Deus (veja Atos 2.17; 1 Coríntios 12.7), e não apenas as pessoas especiais como os artesãos do Templo, reis ou profetas. Todo o trabalho humano, quer seja complicado ou simples, é possibilitado pela operação do Espírito de Deus na pessoa que trabalha. 

2. O que é trabalho?

Primeiro, embora estrênuo, trabalho não é simplesmente labuta e fadiga, como alguns tendem a pensar, interpretando Gênesis 3 em parte incorretamente. Na verdade, muitos gozam do trabalho que fazem e os que fazem são os melhores trabalhadores. Não seria estranho dizer que os melhores trabalhadores não trabalham?

Segundo, trabalho não é simplesmente emprego remunerado. Embora a maioria das pessoas nas sociedades industrializadas esteja empregada pela remuneração que percebem, muitos trabalham duro sem receber pagamento. Pegue, por exemplo, as donas de casa (raramente donos de casa) que gastam quase todas as horas em que estão acordadas mantendo uma casa em ordem e criando os filhos. Muitas delas com razão se ressentem quando as pessoas insinuam que não trabalham; isto é acrescentar um insulto ('você não trabalha') e uma injúria (elas não recebem pagamentos). Precisamos de uma definição abrangente de trabalho. [...] Uma definição muito simples de trabalho seria uma atividade que serve para satisfazer as necessidades humanas. [1]


3. O trabalho como propósito divino

“No Antigo Pacto, riqueza e trabalho também estão intimamente relacionados. A ideia de prosperar e enriquecer por outros meios que não o trabalho é algo estranho à Escritura. Ainda no paraíso, coube como tarefa ao primeiro homem cuidar do jardim, vigiando-o e lavrando-o (Gn 2.15). Portanto, o Senhor faz prosperar, mas o faz através do trabalho (Dt 8.18). A prosperidade e trabalho são indissociáveis. Onde a primeira está certamente o segundo também se encontra.

Diante do Senhor ninguém será considerado bom crente se negligenciar o trabalho. A esses, cabe o conselho de Provérbios 6.6, pois os homens mais espirituais da Bíblia viviam nos labores de suas atividades”. [2]

EXEMPLOS DE TRABALHADORES (AS) NA BÍBLIA
·        Mulheres
Ø Raquel, Gn 29.9.
Ø As filhas de Jetro, Êx 2.10.
Ø Rute, Rt 2.2-3.
Ø Dorcas, At 9,39.



·        Homens
ü Jacó, Gn 31.6.
ü Jeroboão, 1 Rs 11.28.
ü Davi, 1 Sm 16.11.
ü Os anciãos dos judeus, Ed 6.14-15.
ü Paulo, At 18.3; 1 Co 4.12; 2 Ts 3.8-12
Todos os tipos de trabalho têm dignidade igual. O trabalho religioso (como pregar ou ensinar num seminário) não é melhor que o trabalho secular (como assar pão ou construir pontes); ambos são igualmente bons se forem feitos em resposta ao dom e chamada do Espirito de Deus". [3]


TIPOS DE TRABALHOS ABOMINÁVEIS


Atividades reprovados pala mordomia cristã
“O trabalho escravo, a exploração laboral infantil, bem como "ofícios" oriundos do vício, do crime e da prostituição são abominações aos olhos do Criador de todas as coisas. Não podemos contrariar as leis divinas e humanas que zelam pela dignidade do trabalho. Trabalhemos honestamente, para que o nome do Senhor seja exaltado”. (Pr. Elinaldo Renovato)      


TRABALHADOR VERSUS ESCRAVO
Trabalhador
Escravo
FAZEI-O... COMO AO SENHOR (Cl 3.23). Paulo exorta os cristãos a considerar toda mão-de-obra executada como um serviço prestado ao Senhor. Devemos trabalhar como se Cristo fosse o nosso patrão, sabendo que todo o trabalho realizado "como ao Senhor" um dia receberá seu galardão (Cl 3. 24; Ef 6.6-8).
Em lugar nenhum, o apóstolo mostra que o relacionamento escravo-senhor é ordenado por Deus, nem que deve perpetuar-se. Pelo contrário, ele semeia as sementes da abolição da escravidão em Filemom 10,12,14,15-17,21 e, nesse ínterim, procura equilibrar a situação, visando o benefício tanto dos senhores quanto dos escravos (Ef 6.5-9; 1 Tm 6.1,2; Tt 2.9,10; 1 Pe 2.18,19).
Fonte: Bíblia de Estudo Pentecostal - CPAD


CONSELHOS GERAIS AOS MORDOMOS



Trabalhe, mas separe momentos para:

1) Fica a sós com Deus
2) Ler, Meditar e Estudar a Bíblia
3) Cuidar de sua saúde e higiene
4) Cuidar de sua família
5) Trabalhar na Igreja onde você congrega
6) Ganhar almas para Jesus
7) Ajudar o seu próximo
8) Lazer
O sábio trabalha para viver. O tolo vive para trabalhar!



[1] PALMER, Michael D. (Ed.). Panorama do Pensamento Cristão. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2001, pp.225,26). 
[2] GONÇALVES, José. Lições Bíblicas Adultos, 1° trimestre de 2012 - CPAD
[3] PALMER, Michael D. Panorama do Pensamento Cristão. Rio de Janeiro: CPAD, 2001


 
Top