Subsídios Bíblicos para a Escola Dominical 👇👇

10 Passos para um Casamento Feliz

Passo 1 - Nunca deixe Deus de fora.

É um triste engano achar que se pode ser feliz na vida conjugal sem Deus e sem os princípios estabelecidos por Ele. Se seu casamento está bom, ele pode ficar ainda melhor se você convidar Jesus para dentro dele. Se seu casamento não está bem, Deus tem a solução, a bênção, o renovo que ele precisa.

A Bíblia nos diz: "Se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o Senhor não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela. Inútil vos será levantar de madrugada, repousar tarde, comer o pão de dores, pois ele supre aos seus amados enquanto dormem."(Salmo 127:1,2)

VEJA TAMBÉM:
1) Ética Cristã e Planejamento Familiar -  Acesse Aqui
2) Como ser feliz no Casamento? Acesse Aqui
3) Dicas para recém-casados evitarem problemas - Acesse Aqui

Passo 2- Nunca fale de seu cônjuge.

Muitas vezes vejo pessoas falando mal de seu cônjuge com outras pessoas. O que elas desejam ou acreditam? Que os outros querem o seu bem? ou desejam o fim de seus casamentos?

Passo 3- Nunca chame a atenção de seu cônjuge na frente dos outros.

Quem tem vergonha, não envergonha o outro. Quem tem princípios, os segue e um deles é que determinados assuntos devem ser tratados, resolvidos com a própria pessoa e não com a exposição do cônjuge ao ridículo, ou envergonhando-o. Nem mesmo diante dos filhos.

Passo 4- Nunca levante a voz.

A pior coisa para mim é lidar com pessoas que adoram gritos, que falam alto demais. Quando numa conversa uma pessoa se altera e levanta a voz, revela insegurança, ser controladora e desejar manipular a situação, ganhar a conversa no grito. Logo, seja comedido (a), e evite levantar a voz, pois a única coisa que se consegue quando se levanta a voz é que o outro se feche, se aborreça, evite falar ou no pior caso, discussão.

Passo 5 - Nunca trate de assuntos conflitantes diante das crianças.

Poupe seus filhos de constrangimentos, de temores, de insegurança, porque tratar assuntos que podem levar à discussão em frente dos filhos é desejar que eles tenham problemas emocionais e problemas com os filhos levam ao esfriamento no casamento.

Mãe e filhos são quase sagrados e quando um dos cônjuges desrespeita um deles, está buscando encrenca.

Passo 6 - Nunca diga: Nunca!

Tem esposo (a) que sempre diz: 'você nunca me ajuda! Você nunca se preocupa comigo! Você nunca pensa em mim! Você nunca procura o bem da nossa família!'. Se essas pessoas parassem para pensar veriam que são exageradas, que estão usando uma expressão exagerada para atingir o cônjuge e isso não leva a bons resultados. O 'nunca de certas pessoas, nada mais é do que um 'às vezes'! Então mude o 'nunca' pela palavra certa.

Passo 7 - Nunca tenha reservas, dê 100% de você.

Casamentos felizes acontecem porque os dois estão se dando 100%, sem reservas, para fazer o outro feliz. Infelizmente tem pessoas que usam a desculpa do 'ninguém é perfeito, ninguém tem a capacidade de se dar cem por cento'. Se não tem, tente, simplesmente dê-se sem reservas e verá que o retorno será 100%.

Passo 8- Nunca deixe de ser você.

Tem gente que acha que sendo o outro, fazendo tudo que o outro quer o casamento vai funcionar. Grande engano! As pessoas desejam, clamam por autenticidade, por verdade, por sinceridade. O melhor de você, é você mesmo, por isso, não perca tempo, não desperdice energia tentando ser quem você não é.

Não dê uma que você gosta de sobremesa de doce de abóbora, quando você não tolera nem o cheiro de abóbora. Seja você mesmo (a) e seja da melhor forma.

Passo 9- Nunca deixe o lazer de lado.

Pessoas que têm bons casamentos levam o lazer a sério. Levam a sério saírem juntos ainda que seja para um final de semana, uma vez por mês, mas o fazem e nunca usam a desculpa que não têm dinheiro. De que adianta trabalhar tanto e não ter um bom relacionamento com quem mais importa, seu cônjuge?

Tem gente que trabalha tanto para ter para a família, mas que esquece da família ou não tem tempo para ela.

Tem gente que trabalha tanto para pagar as dívidas da família, mas que o débito com a esposa e filhos, só aumenta cada vez mais.

Não seja viciado em trabalho, seja viciado em relacionamento familiar, em lazer com quem realmente importa, sua metade (cônjuges) e seus filhos.

Passo 10- Nunca use sexo como uma arma.

Deus criou o sexo como uma bênção, como algo prazeroso, algo de grande importância no casamento.
 
Ao analisarmos o livro de Cantares, veremos que Deus planejou o sexo, para entendermos um pouco melhor o que significa ter uma relação íntima, mais chegada, uma relação de plenitude, de alegria e sendo assim, compreendermos o tipo de relação, ligação que Ele, como Pai, quer ter conosco. Embora o relacionamento com Deus seja infinitamente melhor, mais elevador, completo, Deus deu ao casamento o ato sexual, para marido e mulher serem um, se completarem, se doarem, se exporem, serem cúmplices, serem retro alimentadores um do outro no que tange a emoção, ao espiritual, ao físico...

Infelizmente, muitos casamentos chegam ao divórcio por falta de sabedoria de um dos cônjuges com relação à vida sexual, porque muitas mulheres usam o sexo como uma arma para terem suas vontades satisfeitas, mas não as do marido. E isso vai criando um clima de amargura, rancor, ressentimento, ira.

Os melhores casamentos são os melhores, porque os cônjuges entenderam o papel da família e a importância do sexo.

Divulgação: www.subsidiosebd.com | Artigo: Pastor Ival Teodoro da Silva