A Bíblia Foi Copiada Com Exatidão ao Longo dos Séculos?

A Bíblia é o livro do mundo antigo que é transmitido com a maior exatidão. Nenhum outro livro antigo tem tantos manuscritos, ou tão antigos, ou copiados com tanta precisão.


1. O ANTIGO TESTAMENTO

A confiabilidade do Antigo Testamento está baseada em três fatores: a sua abundância, datação, e exatidão.


Obras da antiguidade sobrevivem

Muitas obras da antiguidade sobrevivem apenas em um punhado de manuscritos: somente 7 para Platão, 8 para Tucídides, 8 para Heródoto, 10 para Gallic Wars, de César, e 20 para Tácito. Somente as obras de Demóstenes e Homero chegam a ter centenas de manuscritos.

Dez mil manuscritos do Antigo Testamento

Mas mesmo antes de 1890, um estudioso chamado Giovanni de Rossi publicou 731 manuscritos do Antigo Testamento. Desde então, foram descobertos aproximadamente dez mil manuscritos do Antigo Testamento, em Geniza, no Cairo, e, em 1947, as cavernas do mar Morto, em Qumran produziram mais de 600 manuscritos do Antigo Testamento.


Além disto, os Pergaminhos do mar Morto, que contêm pelo menos fragmentos de todos os livros do Antigo Testamento, com exceção do livro de Ester, todos datam de antes do fim do século I d.C., e alguns do século III a.C. O Papiro Nash está datado entre o século II a.C. e o século I d.C.

* O que é a bíblia?

*A importância da Leitura do Antigo Testamento

*Aprendendo Sobre os dois Testamentos

*Antigo Testamento, sem o ele sempre teremos uma visão empobrecida de Deus

*O hebraico é o alfabeto mais antigo do mundo

A exatidão dos manuscritos é conhecida, com base em evidências internas e externas:

(1) Sabe-se que a reverência dos escribas judeus pelas Escrituras levou à sua transmissão cuidadosa;


(2) O exame de passagens duplicadas (por exemplo, Sl 14 e Sl 53) mostra transmissão paralela;


(3) A Septuaginta, que é a antiga tradução do Antigo Testamento ao idioma grego, está substancialmente de acordo com os manuscritos hebreus;


(4) A comparação do Pentateuco Samaritano com os mesmos livros bíblicos preservados na tradição judaica mostra íntima similaridade;


(5) Os Manuscritos do Mar Morto fornecem manuscritos que datam de mil anos antes do que muitos usados para estabelecer o texto hebraico.


Estudos comparativos revelam uma identidade palavra por palavra, em 95 por cento do texto. Variantes de menor importância consistem, principalmente, de erros de escrita ou de grafia. Somente 13 pequenas variações foram descobertas em toda a cópia de Isaías dos Manuscritos do Mar Morto, das quais oito eram conhecidas de outras fontes antigas. Depois de mil anos de cópias, não houve mudanças de significado, e praticamente não houve nenhuma mudança no uso de palavras!


2. NOVO TESTAMENTO

* A Teologia do Novo Testamento

* Sola Scriptura: Somente as Escrituras

* A Bíblia é a Inspirada Palavra de Deus

* A Bíblia e a Ciência

* Como a Bíblia Chegou a Nós?

* Conhecimentos Bíblicos Essenciais ao Professores EBD

* A Imprensa de Johann Gutenberg

* EXEGESE BÍBLICA - Pr. Antonio Gilberto

A confiabilidade do Novo Testamento é estabelecida porque o número, a data e a exatidão de seus manuscritos permitem a reconstrução do texto original, com mais precisão do que qualquer outro texto antigo. O número de manuscritos do Novo Testamento é impressionante (quase 5.700 manuscritos grego) em comparação com os livros típicos da antiguidade (cerca de 7 a 10 manuscritos; a Ilíada, de Homero, é a obra que tem a maior quantidade de manuscritos, 643).


O Novo Testamento é simplesmente o livro mais respaldado textualmente do mundo antigo.


O mais antigo manuscrito do Novo Testamento, sobre o qual não paira nenhuma disputa, é o papiro de John Rylands, com data entre 117 e 138 d.C. Livros inteiros (por exemplo, os contidos nos papiros Bodmer) estão disponíveis a partir do ano 200. A grande parte do Novo Testamento, incluindo todos os Evangelhos, está disponível nos manuscritos de Chester Beatty Papyri, que datam aproximadamente de 250 d.C.

 

O famoso estudioso britânico de manuscritos, Sir Frederick Kenýon, escreveu: “O intervalo, então, entre as datas da composição original e a mais antiga evidência existente se toma tão pequeno, a ponto de ser, na verdade, insignificante, e a última fundação para qualquer dúvida de que as Escrituras nos tenham vindo substancialmente, da maneira como foram escritas, agora foi removida”. Assim, tanto “a autenticidade como a integridade geral dos livros do Novo Testamento podem ser consideradas firmemente estabelecidas”.

Nenhum outro livro antigo tem um intervalo tão pequeno de tempo, entre a sua composição e as suas primeiras cópias manuscritas, como o Novo Testamento.

 

Não apenas há mais manuscritos do Novo Testamento, e mais antigos, como também foram copiados com mais exatidão do que outros textos antigos.

O estudioso do Novo Testamento e professor em Princeton, Bruce Metzger, fez uma comparação do Novo Testamento com a Ilíada de Homero e o Mahabharata, do hinduísmo. Ele descobriu que o texto desta última obra representa apenas 90 por cento do original (com 10 por cento de corrupção textual); a Ilíada era 95 por cento pura, e somente meio por cento do texto do Novo Testamento permanecia em dúvida.


O estudioso grego A. T. Robertson avaliou que as dúvidas textuais do Novo Testamento têm a ver apenas com “uma milésima parte de todo o texto”, avaliando a exatidão do texto do Novo Testamento em 99,9 por cento - a maior exatidão conhecida para qualquer livro do mundo antigo.


Sir Frederick Kenyon observou que o “número de [manuscritos] do Novo Testamento, de traduções antigas dele, e de citações feitas dele nos autores mais antigos da igreja, é tão grande que é praticamente certo que o texto original de cada passagem duvidosa esteja preservado, em uma ou outra destas autoridades antigas. Não é possível dizer isto sobre nenhum outro livro antigo do mundo”.


Em resumo, o grande número, as datas antigas e a exatidão incomparável das cópias manuscritas do Antigo e do Novo Testamento, estabelecem a confiabilidade da Bíblia, muito além da de qualquer outro livro antigo. A sua mensagem substancial não foi reduzida com o passar dos séculos, e a sua exatidão, até mesmo em detalhes menos importantes, foi confirmada.


Assim, a Bíblia que temos hoje em nossas mãos é uma cópia altamente confiável do original, que nos veio das penas dos profetas e dos apóstolos.


Artigo: Norman L. Geisler

VEJA TAMBÉM:

💡 Lições Bíblicas – Aqui

💡 Estudos Bíblicos – Aqui

💡 Artigos para Professores EBD – Aqui

💡 Notícias do Brasil e do Mundo – Aqui

📚 Veja nossos E-books - Aqui

Auxílios para a Escola Dominical
Receba Lições, Artigos e Subsídios! É Grátis. Digite seu E-mail e em seguida abra o seu e-mail e clique em nosso link de confirmação:

***BOA LEITURA***

Postar um comentário

0 Comentários