FECHAR <-


Lição 13 – A vigilância conserva pura a Igreja (Subsídio)

Subsídio Bíblico para a Lição dos Adultos (CPAD). LIÇÃO 13 | 3° Trimestre de 2020

Nesta última lição o comentarista usa como base Mateus 25.1-13, essa parábola das dez virgens é apresentada para enfatizar a importância de estar preparado para a volta de Cristo a qualquer momento — mesmo se ele demorar mais do que o esperado. Pois quando ele voltar, não haverá uma segunda chance para os que estiverem despreparados (Mt 25.11-12).

 

1. O CLAMOR DA MEIA-NOITE (Mt 25.6-ARC)

“Mas à meia-noite ouviu-se um clamor: Aí vem o esposo, saí-lhe ao encontro. (Mt 25.6 - ARC)”.

 

O Senhor Jesus descreveu dez virgens que tomaram as suas lâmpadas e saíram ao encontro do esposo. Cinco delas eram prudentes (isto é, “sábias” ou “cuidadosas com os seus interesses”) mas as outras cinco eram loucas. As prudentes levaram azeite em suas vasilhas, mas as loucas não levaram azeite consigo.

 

A preparação espiritual não pode ser comprada ou emprestada no último minuto (Mt 25.6-12). O nosso relacionamento com Deus é pessoal e individual, pertence somente a cada um de nós (Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal – CPAD)”.

 

1.1 O significado de “meia-noite”

Quando Jesus disse: “Mas, à meia-noite ouviu-se um grito: Aí vem o noivo, saí ao seu encontro” (Mateus 25.6), Ele estava se referindo ao final do dia da graça, que ocorre à meia-noite. A meia-noite marca o fim de um dia e o começo de outro.

 

Os sinais proféticos indicam que estamos nos aproximando da meia-noite, ou seja, o dia do arrebatamento da Igreja de Jesus (Veja Mt 24.1-12; 1 Tm 4.1-5; 2 Tm 3.1-8; 1 Ts 4.13-18).

 

🚨 A expressão “Meia-Noite” indica que a segunda vinda de Cristo será um evento repentino. Tudo acontece num momento, num piscar de olhos. A impressão é de rapidez que não permite preparativos tardios.

 

Essa “meia-noite” pode significar também a noite do materialismo, da apostasia e da era nuclear, quando o poderio acumulado é capaz de destruir toda a humanidade.

2. ESTEJAMOS PREPARADOS E EM VIGILÂNCIA

“Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca (Mt 26.41). Vigiai, pois, porque não sabeis a que hora há de vir o vosso Senhor” (Mt 24.42).

 

a)  Definindo o termo “vigiai”

Vigiai (gr. gregoreuo) é um imperativo presente e denota uma vigília constante no tempo atual. Metaforicamente quer dizer dar estreita atenção a ser cauteloso, ativo. Ê como se o Senhor tivesse dito: “Sedes diferentes dos outros, que pertencem a este mundo. Não sejais tolos e insensíveis”.

 

A razão para a vigília constante, hoje, e não apenas no futuro, é que os crentes dos dias atuais não sabem quando o Senhor virá buscá-los (Jo 14.3). Não haverá sinais específicos de aviso para eles. Nunca devem presumir que Ele não poderá vir hoje (Mt 24. 44; Mc 13.33-37). A volta de Cristo para buscar a igreja pode ocorrer a qualquer dia.

 

b)  Estrita vigilância

As doutrinas referentes às coisas futuras, como a tribulação, o período de sofrimento, a volta de Cristo para reinar, requerem uma estrita vigilância. Não devemos ser insensatos e insensíveis como foram os líderes religiosos da nação judaica, os quais nem ao menos reconheceram o Messias e chegaram ao extremo de exigirem a sua crucificação.

 

c) Recompensa para os servos vigilantes

A vigilância traz recompensa, especialmente se, durante a demora do Senhor, servirmo-nos uns aos outros em amor. Deus não se esquecerá disso, e a glória espera aqueles que forem “sábios” e “fiéis” e “vigilantes”. O Senhor haverá de chegar finalmente, e, como é natural, conforme ele mesmo avisou, virá inesperadamente (Leia: Mt 25.13; 1Co 15.58; Hb 6.10).

Obs. Este conteúdo completo está na Revista Cristão Alerta,

👉Clique Aqui


📝 SUBSÍDIOS | 🔥 ADULTOS | 📚 ARTIGOS | 💢 JOVENS

Auxílios para a Escola Dominical
Receba Lições, Artigos, Vídeos e Subsídios! É Grátis. Digite seu E-mail e em seguida abra o seu e-mail e clique em nosso link de confirmação: