FECHAR <----

SUMÁRIO DESTE ARTIGO:

👉Doutrina Maçônica sobre Deus
👉O Ensinamento Cristão sobre Deus
👉O verdadeiro “deus” da maçonaria

Doutrina Maçônica sobre Deus


Doutrina Maçônica sobre Deus

Deus é, basicamente, o que percebemos que Ele é; a nossa ideia ou conceito de Deus toma-se o nosso Deus. Normalmente mencionado pelo termo vago e genérico “Divindade”, o deus da maçonaria pode ser o que escolhermos, mencionado genericamente como “O Grande Arquiteto do Universo”. No entanto, aqueles que prosseguem com os estudos mais avançados na maçonaria aprendem que Deus é a força da natureza, especificamente o Sol, com todos os seus poderes vivificadores. Para os adeptos que estão no topo, os “avançados, esclarecidos”, essa adoração da natureza é considerada como a adoração aos princípios generativos (isto é, os órgãos sexuais), em particular, o falo (órgão reprodutor masculino).



A natureza humana também é adorada por alguns como “Divindade”, como também o são o Conhecimento e a Razão. Uma vez que a maçonaria é uma renovação das antigas religiões misteriosas pagãs, o seu deus também pode ser considerado como a Natureza, com seus deuses da fertilidade (relação sexual) representando o Sol e a Lua (no Egito, Osíris e ísis).
 
👉(1) “[...] Uma vez que o conceito que cada homem tem de Deus deve ser proporcional à sua cultura mental e à sua capacidade intelectual e excelência moral, Deus é, na maneira como o homem o concebe, a imagem refletida do próprio homem” (Albert Pike, Morals and Dogma, 14° Grau, pág. 223).

👉(2)“[...] todas as religiões e todos os conceitos de Deus são idólatras, porque são imperfeitos e porque substituem uma ideia frágil e temporária... daquele Ser Impossível de Descobrir que pode ser conhecido apenas parcialmente e que pode, portanto, ser honrado, até mesmo pelos mais esclarecidos entre os Seus adoradores, somente em proporção à sua capacidade limitada de entendimento e imaginação a seu próprio respeito [...]” (Albert Pike, Morals and Dogma, 25° Grau, pág. 516).

👉(3) O único Deus pessoal que a maçonaria aceita é a humanidade em sua totalidade... a humanidade, portanto, é o único Deus pessoal que existe” (J. D. Buck, Mystic Masonry, pág. 216).

👉(4)“Falo: uma representação do membro viril [o órgão sexual masculino], que era venerado universalmente como símbolo religioso... pelos antigos. Era uma das modificações da adoração do Sol e um símbolo da capacidade de fecundação [engravidar] dos corpos celestes. O ponto maçónico no interior de um círculo [importante símbolo maçom] tem, sem dúvida, origem no falo” (Albert Mackey, Symbolism of Freemasonry, pág. 352).

👉(5) “Essas duas divindades [o Sol e a Lua, Osíris e ísis, etc.] eram normalmente simbolizadas pelas partes reprodutoras do homem e da mulher, a que, em eras remotas, nenhuma ideia de indecência estava relacionada; o falo [o pênis] e Cites [órgão sexual feminino], emblemas da geração e produção e que, como tal, apareciam nos Mistérios [as religiões antigas, que revivem na maçonaria]. O lingam hindu era a união de ambos, como o barco e o mastro, e o ponto no interior do círculo [importantes símbolos maçons]” (Albert Pike, Morals and Dogma, 24° Grau, pág. 401).

👉(6) “A maçonaria, sucessora dos Mistérios [as religiões pagãs de ísis, Osiris, Baal, Mithras, Tammuz, etc.], ainda segue o modo antigo de ensino” (Albert Pike, Morals and Dogma, Grau de Companheiro, pág. 22).

👉(7) “Embora a maçonaria seja idêntica aos antigos mistérios, isso acontece somente neste sentido qualificado, pois ela apresenta apenas uma imagem imperfeita do brilho dos mistérios, as ruínas de sua grandeza...” (Albert Pike, Morals and Dogma, Grau de Companheiro, pág. 23).

👉(8) “O Absoluto é a Razão. A Razão É por seus próprios meios. Ela É porque É... se Deus É, Ele o É pela Razão” (Albert Pike, Morals and Dogma, 28° Grau, pág. 737).

👉(9) “Essa é a lei imutável da Natureza, a Vontade Eterna da Justiça, que é Deus” (Albert Pike, Morals and Dogma, 32° Grau, pág. 847).

O Ensinamento Cristão sobre Deus

O Ensinamento Cristão sobre Deus

Deus é um Espírito eterno, autoexistente, imutável, Todo-poderoso, onisciente e soberano. Existe um único Deus, que criou todas as coisas e que existe em três Pessoas: Pai, Filho e Espírito Santo. Deus Pai é revelado em seu Filho, Jesus Cristo, e é perfeito. Ele é santo e exige a santidade do seu povo.

(1) “No princípio, criou Deus os céus e a terra” (Gn 1.1).
(2) “Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade” (Jo 4.24).
(3) “Ouve, Israel, o Senhor, nosso Deus, é o único Senhor” (Dt 6.4).
(4) “Antes que os montes nascessem, ou que tu formasses a terra e o mundo, sim, de eternidade a eternidade, tu és Deus” (SI 90.2).
(5) “Porque eu, o Senhor, não mudo [...]” (Ml 3.6).
(6) “[...] não há outro Deus, senão um só [...] o Pai, de quem é tudo [...] (1 Co 8.4,6).
(7) “Mas o Senhor Deus é a verdade; ele mesmo é o Deus vivo e o Rei eterno” (Jr 10.10).
(8) “O teu trono, ó Deus, é eterno e perpétuo [...]” (SI 45.6).
(9) “Porque três são os que testificam no céu: o Pai, a Palavra e o Espírito Santo; e estes três são um” (1 Jo 5.7).
(10) “[...] Santos sereis, porque eu, o Senhor, vosso Deus, sou santo” (Lv 19.2).
(11)   “E disse Deus a Moisés: EU SOU O QUE SOU [...]” (Êx 3.14).

O verdadeiro “deus” da maçonaria

O verdadeiro “deus” da maçonaria

1. O “deus” da maçonaria não é o mesmo “Deus” da Bíblia

Podemos encontrar o nome do Deus da Bíblia em Gênesis 2.4b - ACF.
“Estas são as origens dos céus e da terra, quando foram criados; no dia em que o SENHOR Deus fez a terra e os céus”.
O termo SENHOR é a tradução do original hebraico composto de quatro consoantes Y-H-W-H. Pronunciado como Yahweh (Iavé).

📖 Adonay, El-Shaday, Iahweh. Estes são nomes que nas Escrituras aparecem aplicados somente ao Deus verdadeiro.
Adonay (Gn. 18. 3; Is. 3.18; 6.1). Significa o Senhor; o Soberano, a quem tudo está sujeito, e com quem o ser humano se relaciona como servo.
📖 El-Shaday (Gn 17.1; Ex. 6.3). Descreve Deus como o possuidor de todo poder na terra e no céu. A natureza, a criação, tudo está sob seu controle.

📖 YHWH (יהוה) (Ex. 6.3). Este é o nome que mais vezes aparece na Bíblia aplicado a Deus (6.828 vezes na Bíblia Hebraica de Kittel e na Bíblia Hebraica Stuttgartensia).

O hebraico bíblico do Antigo Testamento é composto apenas de consoantes não tendo vogais, e YHWH são as letras hebraicas que compõem o nome pessoal de Deus no A.T.

Temendo descumprir o terceiro mandamento: “Não tomarás o nome do Senhor (YHWH), teu Deus em vão” (Ex. 20:7), os leitores antigos da Bíblia evitavam pronunciá-lo, substituindo o mesmo na leitura pala palavra Adonay (Senhor).

Obs.: Muitos estudiosos entendem que a pronúncia das letras YHWH, é IAVÉ, e não Jeová.

Um dos maiores escritores dos Estados Unidos em seu livro Aliviando a Bagagem, publicado pela CPAD, diz: “se você quer chamar Deus pelo nome dEle, diga Yahweh”. E significa um Deus imutável, um Deus incausado, e um Deus ingovernável.
Nós cristãos sabemos que este nome é santo (Mt 6.9) e não podemos tomar este nome em vão (Êx 20.7).

O Deus da Bíblia adorado pelos cristãos é conhecido por vários nomes, como: Adonay, que significa "Senhor"; Elohim, "Deus"; Yahweh, "Jeová, Iavé ou Senhor"; El O Iam, "Deus Eterno"; El Elyon, "Deus Altíssimo"; El Shaday, "Deus Todo Poderoso”.

Agora vamos ver o nome do deus da maçonaria. E ficará provado que aquele deus maçônico não passa de um falso deus! Sendo assim ficará mais uma vez provado que a maçonaria é uma religião pagã.

2. O deus da maçonaria

Os maçons que não passaram dos três primeiros graus da Loja azul não conhecem o verdadeiro nome do deus da maçonaria, eles só reconhecem como o G.A.D. U - Grande Arquiteto do Universo.

Só depois que o maçom chega ao grau do real arco do Rito York (o grau 18,) é que lhe é dito qual é o nome sagrado do deus maçônico.


Vejamos as palavras de um dos maiores pesquisadores da maçonaria, o conferencista e pesquisador Ron Carlson.

 “Muitas pessoas não sabem e também muitos maçons, que o deus da maçonaria é uma trindade”.
Tanto no Rito Escocês quanto no Rito York, se descobre que os maçons estão em uma jornada procurando o nome perdido de Deus.
Parte de sua religião é a crença que o nome secreto foi perdido. Eles contam toda uma historia do templo de Salomão. Contam que o arquiteto ao construir o templo perdeu o nome sagrado de Deus. Então eles dizem que o maçom está nessa procura, para reaver o nome de Deus. E somente quando se chega ao grau do real arco do Rito York, finalmente é dito qual o nome sagrado de Deus.
E dizem que só os maçons é que sabem. “E eles se orgulham que só eles são os guardiões do nome secreto de Deus”.
“E esse nome só pode ser sussurrado entre os maçons; por três maçons de cada vez, cada um falando uma sílaba”. O nome (do deus da maçonaria) é:
💡 JAH-BUL-ON. “É uma combinação de três palavras: Jeová, Baal e Osíris”. Cada sílaba da palavra Jabulon representa um deus, é uma associação de Javeh, Baal ou Bel e Om (Osíris, o deus-sol do Egito).

"Jah" representaria Javé; "Bui" ou "Baal", o antigo deus cananita, deus nacional dos fenícios, terra de Hirão, rei de Tiro; e "On", Osíris, o misterioso deus egípcio.

É evidente que esse Ja-Bul-On não é o Deus da Bíblia. E se ele (ou isso) não é Deus, deve ser um falso deus – uma máscara de Satã.

O que o maçom está adorando na loja maçônica é um deus de três cabeças feito de Jeová, Baal - que foi o deus da fertilidade e Osíris – o deus Sol egípcio. “Dessa combinação saí o deus de três cabeças e dizem que este é o deus que eles adoram”.

JAHBULON. É O NOME do deus da maçonaria. Porém esse deus é muito diferente do Deus da Bíblia e do Cristianismo.

3. Conhecendo o G.A.D.U

Os maçons que não passaram dos três primeiros graus da Loja azul não conhecem o verdadeiro nome do deus da maçonaria, eles só reconhecem como o G.A.D.U - Grande Arquiteto do Universo.
Não se engane, os maçons dos graus mais altos querem que os não maçons pensem que G.A.D.U, deve ser interpretado como Grande Arquiteto do Universo.

Quem é de fato este G.A.D.U.?
A reposta é depende!
Se você é um maçom satanista então G.A.D.U. É Satã.
Se você é um maçom e muçulmano então G.A.D.U., é Alá.
Se você é um maçom e pertenci ao hinduísmo então G.A.D.U., é Brahma (Brahma é o primeiro deus da Trimúrti, a trindade do hinduísmo - os outros deuses são Vishnu e Shiva).
Se você é um é maçom cristão, então G.A.D.U., pode ser o Deus da bíblia.

Isto é mais uma prova que a maçonaria na tentativa de unir todas as religiões em torno de si, ela é sincretista, isto é, mistura de crenças, é a junção de filosofias e doutrinas de religiões.

Dentro da loja, os maçons são considerados irmãos.
Imagine comigo, um cristão na loja maçônica sedo chamado de irmão de um hindu e de um satanista!

A gora perceba que o verdadeiro cristão não pode ser considerado irmão de um satanista ou de um hinduísta, pois o cristão é filho do Deus da bíblia (Jo 1.11,12).

Não é possível ser filho de Deus é filho de satanás ao mesmo tempo. Ou se é filho de Satanás que é o pai da mentira (Jo 8.44) ou se é filho do único e verdadeiro Deus (Dt 4.6).

Fora da loja maçônica cada religião pode chamar o seu deus do que quiser, mas dentro da loja tem que chamar o seu deus de G.A.D.U.

G.A.D.U., é na verdade uma forma disfarçada que a maçonaria tem para admitir a existência de vários deuses.
Exemplo. Os cristãos tem o seu Deus. Os hindus têm o seu deus. Os satanistas têm o seu deus.

A maçonaria em se tratando do G.A.D.U., cometem os seguintes erros à luz da Bíblia:


(1) A admissão na existência de outros deuses – Se não a fizesse não teriam hinduístas, cristãos e satanistas como membro de suas lojas. Admissão na existência de deuses é uma desobediência direta a lei de Deus (Êxodo 20.3).

(2) Compactua com as obras das trevas - Compactuar com as crenças que as religiões têm na existência de deuses (como é o caso do hinduísmo) constitui em desobediência direta a Bíblia Sagrada (Ef 5.11).

4. A diferença do deus da maçonaria para o Deus da Bíblia
1) O Deus da Bíblia é Yahweh. Já Jahbulon é um falso deus.
2) O Deus da Cristianismo é Criador (Gn 1.1). Já Jahbulon nunca criou nada.
3) O Deus da Bíblia é único (Dt 6.4; Jo 17.3; Rm 16.27).
Já o deus dos maçons é apenas mais um dentre muitos falsos deuses e que o Deus da Bíblia os condena (Êx 20.3; Gn 35.2).

Como pode uma pessoa fazer parte de uma religião que aparentemente adora o G.A.D.U, quando na verdade esta religião adora um mostro de três cabeças chamado de JAHBULON?

🔍 SAIBA MAIS, CLIQUE:

💻 Adaptação/Reverberação: www.subsidiosdominical.com
📝 Referências:
MCKENNEY, Tom, C. 33 Graus de Decepção: A Maçonaria Exposta em Sua Essência, 1ª EDIÇÃO/2018 – CPAD
ALVES, Jair. Maçonaria uma Religião Não Cristã, 1ª ed. 2014, Editora Koinonia.

Estudo Publicado em Subsídios EBD – Site de Auxílios Bíblicos e Teológicos para Professores e Alunos da Escola Dominical.

IR PARA O INÍCIO

 
Top