FECHAR <----

Adoniram Judson Gordon (1836-1895)

Adoniram Judson Gordon (1836-1895), mais conhecido como A. J. Gordon, recebeu esse nome de seus pais em homenagem ao missionário Adoniram Judson (1788-1850), o primeiro evangélico norte-americano enviado à Birmânia e que traduziu a Bíblia para o birmanês. Autor de vários livros e editor de dois hinários, A. J. Gordon é o fundador do Gordon College, um famoso seminário teológico norte-americano que recebe esse nome em homenagem a ele e que antes se chamava Boston Missionary Training Institute.

Aos 15 anos de idade, A. J. Gordon converteu-se e foi batizado. Aos 20 anos, entrou na Brown University como estudante de filologia clássica, tendo conhecido ali a sua futurg esposa, Maria Hale. Em 1860, entrou na Newton Theological Institution com o objetivo de preparar-se para o ministério. Sua matéria preferida era Exegese do Novo Testamento. Em 1878, criou uma revista mensal! chamada "The Watchword" com o único objetivo de edificar os cristãos.
 
Reconhecido como um dos grandes nomes do movimento renovacionista que marcou a Europa e os Estados Unidos no século 19, A. J. Gordon é considerado também um dos mais influentes pastores de sua geração. Batista, ele liderou a Igreja da Claredon Street, considerada uma das mais espirituais e evangelísticas de sua época nos EUA. Aliás, Gordon era muito amigo do maior evangelista do século 19, o célebre Dwight Lyman Moody, tendo, inclusive, participado de suas campanhas evangelísticas pregando e dando apoio financeiro. Também pregou no Tabernáculo de Spurgeon em Londres, outro amigo seu.

Veja também:
·          W. Tozer – BiografiaAcesse Aqui
·          Jacó Armínio – Biografia – Acesse Aqui
·          Pastor Túlio Barros FerreiraAcesse Aqui
·      Donald Carrel Stamps – Comentarista da Bíblia de Estudo Pentecostal – Acesse Aqui


Gordon trabalhou intensamente na evangelização de alcóolatras, tendo criado o Industrial Home, uma espécie de cooperativa que fornecia trabalho para os novos convertidos. Sua atividade apologética também é famosa, tendo se destacado no combate à Ciência Cristã de Mary Baker Eddy (1821-1910) e ao transcendentalismo de Ralph Waldo Emerson.

Uma curiosidade é que A. J. Gordon é considerado também um dos "pais" do Movimento Pentecostal moderno, uma vez que entre seus posicionamentos teológicos marcantes estava a defesa do batismo no Espírito Santo como uma bênção distinta da Salvação, como um revestimento de poder do Alto para o serviço a Deus e que normalmente era marcado pela manifestação dos dons espirituais. Gordon, porém, não necessariamente vinculava as línguas ao batismo no Espírito, embora fosse visivelmente simpático a esse entendimento.

Conta-se que a última palavra que se ouviu dos seus lábios ao morrer foi "Vitória!".
SUGESTÃO DE LEITURA:

👉 Subsídios para a Classe de Adultos: Clique Aqui
👉 VIDEOAULAS  - Classe de JovensClique Aqui
👉 VIDEOAULAS - Classe de Adultos - Clique Aqui
🎯  Estudos para Professores EBD - Clique Aqui


Fonte: Ensnador Cristão, N° 81 - CPAD

Estudo Publicado em Subsídios EBD – Site de Auxílios Bíblicos e Teológicos para Professores e Alunos da Escola Dominical.

 
Top