Featured

 


FECHAR<===


- REVISTA JUVENIS PROFESSOR 1º TR. DE 2018
- Título do Trimestre: Avivamento para a Juventude
- Classe: de 15 a 17 anos – Juvenis
- Editora: CPAD
- Comentarista: Rafael Luz
- Reverberação: Subsídios EBD
LEITURA DIÁRIA
SEG. Rm 3.23: Todos Somos pecadores culpados
TER. Jo 3.16: O amor de Deus em ação
QUA. Ap 13.8: O cordeiro foi morto antes da fundação do mundo
QUI. 1Co 15.3: Cristo morreu por nossos pecados
SEX. Ef 2.8,9: Salvação, o presente glorioso de Deus
SAB. Rm 5.8: Deus prova seu amor para conosco
REFLEXÃO BÍBLICA
"Porque pela graça sois salvos, por meio da fé: e isso não vem de vós; é dom de Deus, Não vem das obras, para que ninguém se glorie" (Ef 2.8,9).
OBJETIVOS
- Compreender a necessidade da Salvação.
- Conhecer a importância da obra de Cristo da cruz do calvário.
- Saber qual foi o propósito da salvação.
Leia também:
- Lições Bíblicas de Jovens – 1° Trimestre de 2018 – Acesse Aqui
- Lições Bíblicas de Adultos – 1° Trimestre de 2018 – Acesse Aqui
- Lições Bíblicas Juvenis - – 1° Trimestre de 2018 – Acesse Aqui
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
Efésios 2.5-10:
5 Estando nós ainda mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo ( pela graça sois salvos ),
6 E nos ressuscitou juntamente com ele e nos fez assentar nos lugares celestiais, em Cristo Jesus;
7 Para mostrar nos séculos vindouros as abundantes riquezas da sua graça pela sua benignidade para conosco em Cristo Jesus.
8 Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus.
9 Não vem das obras, para que ninguém se glorie;
10 Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas.

SINTETIZANDO
Caro aluno, a salvação não é uma obra engenhosa nascida no coração do homem. Ela é um projeto de amor idealizado por Deus Pai, executado por Jesus Cristo o Filho, e aplicado diariamente em nossos corações pelo eficiente Espírito Santo. Éramos inimigos de Deus, estávamos mortos em nossos pecados, mas mesmo assim Ele nos amou de uma maneira tão grande que se entregou por nós.
Salvação é o amor de Deus em ação.

INTRODUÇÃO
Estudar a respeito da doutrina da salvação é algo importante e necessário, pois nos mostra a seriedade do pecado e o amor santo e justo de Deus. A cruz é a única base sobre a qual Deus pode perdoar nossos pecados. O homem, ao pecar contra Deus, assinou sua certidão de óbito eterna. Culpado, alienado e incapaz de se salvar, o homem não teria nenhuma possibilidade de resgatar a comunhão perdida no Éden, a menos que o próprio Deus viesse ao seu encontro em amor para reconciliá-lo consigo.

A AULA VAI COMEÇAR!
Caro professor, prezada professora, é muito importante que você seja o (a) primeiro (a) a chegar à sala de aula, pois assim terá tempo para preparar o ambiente e cumprimentar pessoalmente cada aluno. Para aula de hoje, sugerimos que você desenhe algumas cruzes no quadro ou em uma cartolina e espalhe-as por toda a sala.   Inicie a aula como se elas não estivessem ai, Quando você for iniciar tópico 2 é que deverá perguntar que sensação tiveram ao entrar na sala e verem todas as cruzes. Em seguida, faça a seguinte indagação: "Qual mensagem veio a sua mente ao ver as diversas cruzes? Apresente o conteúdo da aula e ressalte que foi na cruz que Jesus nos comprou.

 
Clique e acesse
1. A NECESSIDADE DA SALVAÇÃO
Algumas pessoas tentam, de alguma forma, minimizar a realidade e a gravidade do pecado, bem como pôr em dúvida a seriedade e a autenticidade do amor de Deus pelo ser humano. Estas pessoas alegam que se Deus de fato é amor e tem todo poder, por que Ele não perdoa a humanidade sem nenhuma exigência? Infelizmente, tais pessoas, desconsideraram ou não compreenderam o caráter santo e justo de Deus.

O fato do Pai ser amor, como bem afirma o evangelista João, não inviabiliza o exercício pleno de sua justiça, nem tão pouco apaga as exigências de sua santidade (Is 59.2; 1Jo 4.8). Ao contrário, os atributos de Deus são perfeitos, não sofrem variações ou alterações com o tempo, agem harmoniosamente com seu caráter imutável.
Considerando que todo pecado é uma afronta contra a santidade de Deus, é correto afirmarmos que a salvação se torna necessária porque de outra maneira o homem jamais poderia se livrar da ira santa e justa de Deus (Ef 5.6). Razão pela qual aqueles que rejeitam a Cristo, o único meio de perdão que Deus oferece, recebem ajusta condenação eterna pelos seus pecados (Jo 3.18).
AÇÃO TÓPICO 1
Proponha a seguinte ilustração aos alunos: "Como uma pessoa atolada em um pântano de areia movediça que sozinha é incapaz de se salvar, assim é o homem em sua condição de pecador. Quanto mais tenta livrar-se mais preso fica; quanto mais se mexe, mas se afunda. Somente uma ajuda externa a ele é capaz de salvá-lo do perigo iminente da morte". Jesus é o Salvador do mundo!

2. A OBRA DE CRISTO NA CRUZ
A cruz não foi um acidente de percurso, não aconteceu por acaso. Ela fazia parte do soberano plano de Deus para salvar a humanidade caída. Afinal de contas, Jesus é o "cordeiro que foi morto antes da fundação do mundo" (Ap 13.8). Deus em sua presciência viu a escolha errada do homem e preparou o plano para a redenção da humanidade.

Segundo as Escrituras, Cristo veio para morrer. Sua morte foi profetizada no Éden (Gn 3.15). Também foi anunciada pelos profetas (Is 53; Zc 9,9), O próprio Jesus confirmou sua missão (Mc 8.31). Seus apóstolos, Paulo, Pedro e João também a confirmaram (1Co 2.2; 1Pe 3.18; 1 Jo 4.10). Jesus não veio a Terra passear, mais Ele veio para morrer em nosso lugar.

Jesus veio "buscar e salvar o que se havia perdido" (Lc 19.10). À igreja em Corinto, Paulo diz que "Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo" (2 Co 5.19), pois Ele é "o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo" (Jo 1.29). Como diz o escritor aos Hebreus "sem derramamento de sangue não ha remissão" (Hb 9.22). Era necessário que o Filho do Homem fosse morto (Lc 9,22), pois sua morte nos traria vida eterna.

Jesus morreu na cruz por nossos pecados, nos comprando de volta para Deus. Hoje temos paz com Ele e uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, o justo, nos purifica de todo pecado (1Jo 1.7). Agora nenhuma condenação há para aqueles que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas vivem segundo o Espírito (Rm 8.1).
 
Nenhum outro símbolo representa melhoro cristianismo do que a cruz, pois nela tanto a necessidade como a centralidade da morte de Jesus estão presentes. Foi o próprio Jesus que fez questão de ser lembrado por sua morte ao instituir a celebração da Santa Ceia dizendo: "façam isso em memória de mim" (Lc 22.19,20).
AÇÃO TÓPICO 2
Pergunte aos alunos o que eles acham que poderiam fazer para se salvarem, sem a intervenção de Cristo? Após ouvi-los, diga-lhes que nada que fizessem seria capaz de mudar a condição de pecadores e pagar a dívida deles com Deus. Peça que os alunos Leiam 1Pedro 1.18-20.


3. SALVAÇÃO EM TRÊS TEMPOS
Entendida como a libertação da culpa do pecado e do justo julgamento de Deus, a salvação jamais deverá ser compreendida como uma conquista humana, mas como uma dádiva divina. Deus não só planejou a salvação na eternidade (2 Tm 1,9; Ap 13.8) e a executou na cruz em Cristo (Hb 10,18-22), como também a consumará nos céus (1Ts 4.17).


A salvação é um fato, um processo e uma promessa. Envolve o passado, o presente e o futuro, É uma obra maravilhosa do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Na justificação, fomos salvos no passado da punição do pecado por um Salvador crucificado (Rm 8.1). Segundo Paulo "todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus" (Rm 3.23), pois os nossos pecados faziam separação entre nós e Deus. Éramos inimigos de Deus (Rm 5.10), entretanto, Cristo morreu na cruz por nossos pecados pagando a dívida que era contra nós (CL 2.14). Fomos justificados pela fé em Jesus, declarados justos pelos méritos de Cristo e agora nenhuma condenação existe para nós (Rm 3.21-26).
 
Top