Featured

 


FECHAR<===


- Lições Bíblicas Juvenis – 4° Trimestre de 2017
-Tema do Trimestre: Igreja, o Corpo de Cristo
- Classe: de 15 a 17 anos – Juvenis
- Editora: CPAD
- Comentarista: Jamiel Lopes
LEITURA BÍBLICA DA SEMANA
Seg. Mt 28.19: Batismo, uma ordem de Jesus
Ter. At 2.38: O batismo na pregação apostólica
Qua. Lc 12.8: Confissão pública da aliança com Deus
Qui. At 3.19; At 8.36,37: Requisitos para o batismo: fé e arrependimento
Sex. Lc 22.19; 1Co 11.24,25: A ceia é uma ordenança bíblica
Sáb. 1Co 11.26: Um anúncio da vinda de Cristo

OBJETIVOS
- Refletir sobre as ordenanças bíblicas para a Igreja;
- Explicar a simbologia e propósito do batismo;
- Ensinar sobre a simbologia e propósito da Ceia do Senhor.
REFLEXÃO
"Portanto, ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo" (Mt 28.19).
SINTETIZANDO
O Cristianismo não é uma religião ritualística. Por este motivo a Igreja Cristã, em todos os tempos e países, tem a liberdade de adotar os métodos que lhe sejam mais adequados. Entretanto, há ordenanças prescritas por Cristo que devem ser observadas pela Igreja universalmente, como por exemplo, o batismo e a Ceia do Senhor.
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
Mateus 3.13-15
13 Então veio Jesus da Galiléia ter com João, junto do Jordão, para ser batizado por ele.
14 Mas João opunha-se-lhe, dizendo: Eu careço de ser batizado por ti, e vens tu a mim?
15 Jesus, porém, respondendo, disse-lhe: Deixa por agora, porque assim nos convém cumprir toda a justiça. Então ele o permitiu.

INTRODUÇÃO
Jesus estabelece duas cerimônias para a Igreja: o batismo nas águas e a Ceia         do Senhor. Enquanto o primeiro aponta à fé em Cristo, o segundo aponta para a comunhão com Cristo.
 
A AULA VAI COMEÇAR!
Professor, para melhor introduzir a lição de hoje, coloque um bombom dentro de uma caixa de presente. Arrume a classe em círculo e diga que a caixa deve passar de mão em mão, enquanto um hino é tocado. Ao parar a música, pergunte à pessoa que está com a caixa se ela pretende abri-la ou passá-la adiante. Porém, avise antes da decisão, que o que quer que esteja dentro - seja uma ordem, ou um mico a ser pago, uma tarefa desagradável - deverá ser acatado, sem negociações. A pessoa que aceitar o desafio terá a surpresa de encontrar apenas o bombom e um papel escrito: coma. Em seguida, converse com a classe sobre as ordenanças e a nossa obediência. Explique que nem todas são tão simples como esta, mas quando vindas de Deus, todas visam o nosso bem; e, quando as obedecemos, seu fim nos é doce e saboroso como esse bombom.

1. ORDENANÇAS DO SENHOR
O batismo em águas, bem como a Santa Ceia, são duas ordenanças dadas pelo próprio Senhor Jesus, durante o seu ministério terreno.

A descida do convertido às águas simboliza a morte com Cristo, e o seu levantamento, a sua ressurreição, a vitória de Jesus sobre a morte (Rm 6.4). Já a Ceia é a celebração por esta salvação recebida. Nela, nós cristãos recordamos a morte expiatória de Cristo, que nos libertou da condenação ao inferno.
AÇÃO TÓPICO l
Proponha à reflexão sobre as ordenanças bíblicas para a Igreja. Destaque que o Cristianismo não é uma religião ritualística, mas há ordenanças como o batismo e a santa Ceia que devem ser observadas, pois foram ordenadas pelo próprio Jesus, durante o seu ministério terreno.

2. PROPÓSITO DO BATISMO
O batismo não tem poder de salvar o pecador, mas é um cerimonial importante como integração do novo crente à Família de Deus: um marco de sua morte para o pecado e ressurreição para uma nova vida em Cristo.
Existem os seguintes tipos de Batismo:
• Imersão: o batizando é mergulhado na água;
•Aspersão: a água é aspergida sobre o batizando;
• Efusão: a água é derramada sobre a cabeça do batizando e
• Pedobatismo: batismo infantil.

Os batismos praticados no Novo Testamento eram em locais de águas abundantes. O próprio termo grego baptizo indica "mergulhar", "afundar", "imergir", "submergir". Por isso, o batismo aceito pelas Assembleias de Deus é este, por imersão. Somente assim, atinge-se os quatro objetivos simbólicos deste mandamento: a profissão pública de fé (Pe 3.21; Lc 12.8); a identificação do batizando com os demais discípulos de Jesus (Mt 28.19); a lavagem espiritual (At 22.16; 1Co 6.11); e a morte e ressurreição do cristão para uma nova vida (Rm 6.4; Cl 2.12).

2.1 Significado do Batismo em Águas
O batismo nas águas deve ser realizado em nome do Pai. e do Filho e do Espírito Santo (Mt 28.19). Esta foi a instrução dada por Jesus aos seus discípulos. E os seguintes significados podem ser atribuídos ao batismo:
• Morte: A descida do candidato as águas identifica-o com a morte de Jesus Cristo, Significa que o batizando está morrendo para o pecado e para sua vida passada. O velho homem está morto para dar lugar a um novo.
• Sepultamento: A imersão (submersão) do balizando nas águas aponta para o seu sepultamento com Cristo. É a forma de proclamar ao mundo que sepulta ali, para sempre, a velha natureza.

• Ressurreição: O terceiro significado está relacionado ao novo nascimento (Jo 3.3). Ao se levantar das águas inicia-se uma nova vida, que o postulante levará dali em diante como filho de Deus.

AÇÃO TÓPICO 2
Explique o propósito do batismo e quais os requisitos indispensáveis para tal. Mostre que o batismo é um ritual importante, como integração do crente à obediência de Cristo e à família de Deus. Pergunte se seus juvenis já, se balizaram e como foi este momento para eles. Se desejar, compartilhe a sua experiência pessoal ou alguma outra que julgue marcante. Recorde-os que até mesmo o Senhor Jesus foi batizado e o discípulo não é maior que seu mestre (Lc 6.40).

3. PROPÓSITO DA CEIA DO SENHOR
A Santa Ceia foi instituída antes mesmo da morte de Jesus, na noite em que se reuniu com seus discípulos para comera Páscoa (Mt 26.26-28; Lc 22.14-19).
Há dois elementos fundamentais e representativos que constituem a Ceia do Senhor:
• O pão: Este representa o corpo de Jesus Cristo, que foi partido e moído ao dar sua vida por nós (Lc 22.19). Jesus é o "pão vivo que desceu do céu" (Jo 6.51) e quem dele se alimenta tem a vida eterna, pois supre os espiritualmente famintos.

• O Vinho: Normalmente simbolizado pelo suco de uva, este é o elemento representativo do sangue do Cordeiro derramado para purificar e vivificar as nossas almas. É o sinal bíblico da Nova Aliança, pelo qual, somos vinculados a Deus Pai. (Lc 22.20; Mc 14:24).

3.1. Tríplice Significado
A Ceia tem relevantes significados na vida do povo de Deus:
• Memorial - do grego anamnesis porque traz à memória a lembrança do sacrifício expiatório de Cristo (Jo 1.29), para nos livrar do poder do pecado e da morte;
• Ação de graças - do grego eucharistia, agradecimento por esta   ' salvação,
• Comunhão - do grego koinonia apontando para nosso relacionamento com Deus e uns com os outros (Ef 2.4-10).

Perceba que, desta forma então, a Ceia do Senhor aponta para o passado para o presente e para o futuro. Em relação ao passado, ela é um memorial da morte de Cristo na cruz do Calvário, para redimir nossos pecados. No presente é um ato de renovação da comunhão com Cristo, bem com os demais membros do Corpo (1 Co 10.16,17). Quanto ao futuro, anuncia o dia da manifestação do Senhor quando estaremos com Ele em corpos glorificados (Mt 8.11; 22.1-14).

3.2. Requisitos para participar da Ceia
É necessário ser balizado e membro de uma igreja local e em comunhão 'plena' com Deus. Isto não significa ser perfeito, mas estar isento de qualquer falha pecaminosa; sem barreiras de ordem moral e espiritual que impeçam sua participação. Ciente disto, cada pessoa é responsável por si, para julgar se está apta a participar da Ceia, pois toma-la indevidamente, estando em pecado, é expor-se ao juízo de Deus (1Co 11.31,32).

CARO PROFESSOR, leve a classe a refletir sobre a importância do batismo e da Ceia do Senhor. Estimule àqueles que ainda não desceram as águas a fazerem a sua profissão de fé, e ao se aliançarem a Cristo, através do batismo, terem o privilégio de participarem da sua mesa. Enfatize que a Ceia aponta para sua Segunda Vinda.

SUBSÍDIO 1
O significado do Batismo
1. É um símbolo.
O batismo é um símbolo da nossa identificação com a morte, sepultamento e ressurreição de Jesus (Rm 6.3,4). Assim como Jesus morreu, também morremos para o mundo (Gl 2.20; Cl 3.3) e somos 'sepultados' pelo batismo, para que, juntamente com Ele, venhamos a ressuscitar em 'novidade de vida' (Rm 6.5; Cl 2.12).

2. É uma confissão.
O batismo é também um ato de confissão da nossa fé em Jesus, pois, por intermédio desta, morremos para o mundo, a fim de pertencermos a Jesus (Gl 3.27; 1Pe 3.18). O batismo se torna para o crente um verdadeiro limite entre o Reino de Deus e o mundo, como o mar Vermelho foi o limite entre a terra da escravidão (o Egito) e o caminho para a nova vida (Canaã -1 Co 10.2).

3. É uma ordem.
Jesus ordenou, e queremos obedecê-lo. Jesus é o nosso exemplo em tudo ( Pe 2.21; Jo 13.15), e Ele foi batizado para cumprir toda a justiça de Deus (Mt 3.21). Assim. também queremos seguir as suas pisadas (1Pe 3.21; SI 85.13).

4. É uma bênção.
É um ato em que Jesus opera na vida daquele que se submete a Ele, abençoando-o e confirmando a sua fé na Palavra. Não e, como alguns afirmam, um ato mágico que, apenas pela ministração, traz efeitos para a vida espiritual. A salvação é um dom de Deus (Rm 6.23), Porém. Deus proporciona, mediante o batismo, ricas bênçãos que aperfeiçoam a salvação recebida". (BERGSTÉN. E Teologia Sistemática. 4.ed., Rio de Janeiro: CPAD, 2005, p.244-5).

SUBSÍDIO 2

A Santa Ceia instituída por Jesus
Cumprindo o seu significado de aliança, a Ceia do Senhor tem outro aspecto, A nossa participação no Senhor e em sua obra implica em uma resposta de ação de graças e autodedicação, um sacrifício bíblico de louvor. Ela expressa tanto a glorificação a Deus pelo que Ele tem feito. como também o compromisso a que Ele nos conclama. É uma alegre festa de amor na qual o amor de Cristo por nós evoca, confirma e exige o nosso amor por Ele também uns pelos outros.

A proclamação do Evangelho leva consigo a obrigação evangélica de serviço a Deus, e de serviço aos irmãos que são suplicantes e beneficiários comuns de sua mesa farta e generosa. O antegozo do banquete celestial, pelo qual somos "elevados" no Espirito à presença de Deus, estimula a busca da esperança que vem do alto. Não devemos depositar as nossas afeições nas coisas do mundo, mas crer, amar e trabalhar como aqueles que aguardam as bodas finais do Cordeiro, quando a ceia não será mais necessária. Quando esta riqueza de significado é revelada na Palavra, e quando a relevância da Palavra é demonstrada pelo ato de resposta pessoal, a Ceia do Senhor pode ser realmente um verdadeiro meio de graça. Através da refeição sagrada, a obra salvadora de Cristo é mais uma vez apresentada, experimentamos o gozo de sua comunhão permanente e sustentadora no Espírito". (PFEIFFER, Charles F. et ai Dicionário Bíblico Wycliffe. Rio de Janeiro: CPAD, 2007. p.397.

PARA CONCLUIR
O batismo nas águas, assim como a Ceia do Senhor é um sinal simbólico. Daí a sua importância como elemento significativo essencial do lavar (literalmente "banho") regenerador e renovador do Espírito Santo (Tt 3,5,6), que Ele derramou sobre nós, generosamente. A Ceia simboliza nossa dependência do Senhor e nossa ligação com ele, fortalece a unidade da Igreja, apontando para sua segunda vinda.
 
HORA DA REVISÃO
1. Qual o significado do batismo?
 A descida às águas batismais simboliza a morte de Cristo, assim como a do batizando; e o seu levantamento simboliza a vitória ri;, Cristo sobre a morte e o inferno.

2. Qual o significado da Santa Ceia?
A Ceia é a celebração da salvação recebida. Nela recordamos a morte expiatória de Cristo, que nos Libertou da condenação ao inferno.

3. Por que o batismo por imersão é o mais correto biblicamente?
Somente esta forma atinge seus quatro objetivos: a profissão pública de fé; a identificação do batizando com os demais discípulos; a lavagem espiritual; e a morte e ressurreição do cristão para uma nova vida.

4. Quais os requisitos indispensáveis para o batismo?
Se arrepender de seus pecados e receber a Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador.

5. O que representa o pão e o vinho na Santa Ceia?
O pão representa o Corpo de Cristo, partido por nós. O vinho representa o sangue do Cordeiro, derramado para purificar e vivificar as nossas almas. É o sinal bíblico da Nova.

6. Qual o requisito para participar da Ceia?
É necessário ser batizado, membro de uma igreja local e estar isente de qualquer falha pecaminosa; sem barreiras de ordem moral e espiritual que impeçam sua participação (1Co 11.31,32).


Fonte: Lições Bíblicas Juvenis – 4° Trimestre de 2017 - CPAD/ Fonte: www.sub-ebd.blogspot.com
 
Top