Featured

 


FECHAR<===


Obs. Este artigo é um subsídio para a lição bíblica da classe de Adultos.
Nesta lição temos a oportunidade de rever sobre dois dos atributos de Deus (Ef 2.4): o amor e a misericórdia. Pelo termo atributos de Deus, significamos aquelas qualidades e características da natureza divina que são essenciais a Deus como Ser Supremo. O nosso Deus ordena aos seus servos que pratiquem o amor (Mt 19.19; 22.37-39; 1Jo 3.18) e a misericórdia (Mt 5.7; Cl 3.12).

I – O AMOR DE DEUS


1. Definindo o amor de Deus.
O amor de Deus pode ser definido como um princípio eterno de Sua natureza pelo qual Ele é movido a conferir bênçãos eternas e espirituais.

A Bíblia não somente diz que Deus ama os homens (Ef 2.4; 2 Ts 2.16; 2 Co 9.7 etc.), mas que Ele é amor (1 Jo 4.8,16), isto é, que o amor é a própria substância do eterno Deus. O seu amor é como um rio que mana dele mesmo, que é a fonte do amor. Assim a Bíblia fala do' 'Deus de amor'' (2 Co 13.11) e também do "amor de Deus" (2 Co 13.13).

2. A demonstração do amor de Deus.
Deus se revelou como alguém que expressa um tipo específico de amor, o qual é demonstrado por uma dádiva sacrificial. João o define desta forma: "Nisto está à caridade: não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou e enviou seu Filho para propiciação pelos nossos pecados" (1 Jo 4.10).

Deus resolveu pagar o maior preço que jamais foi pago (1 Co 6.20), e deu o seu próprio Filho, para ser o sacrifício pelo resgate dos homens, da sua culpa. Jesus foi dado como Mediador entre a justiça de Deus e os homens (1 Tm 2.5,6), e morreu na cruz do Calvário, pagando a sentença que a justiça de Deus havia decretado sobre o pecador (2 Co 5.21; 1 Pe 3.18).

Deus também demonstra o seu amor ao nos dar repouso, e proteção (Dt 33.12), que devemos sempre lembrar em nossas preces de ações de graças (SI 42.8; 63.3; Jr 31.3). No entanto, a forma suprema do amor de Deus, sua maior demonstração de amor, acha-se na cruz de Cristo (Rm 5.8). Ele quer que estejamos conscientes de que seu amor faz parte integrante de nossa vida em Cristo: "Mas Deus, que é riquíssimo em misericórdia, pelo seu muito amor com que nos amou, estando nós ainda mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos)" (Ef 2.4,5).
CLIQUE E LEIA TAMBÉM:

Clique e acesse
3. O amor da Trindade.
Não somente Deus é amor. Toda Trindade é uma expressão do amor divino. A Bíblia fala de Jesus, o Filho de Deus, "do seu amor que excede todo o entendimento..." (Ef 3.19). Fala também do amor do Espírito Santo (Rm 15.30).
Quando Jesus quis mostrar a profundidade do amor de Deus para com os seus discípulos Ele disse: “... Tu os tens amado a eles como me tens amado a mim" (Jo 17.23b). Deus é amor! Só existe uma qualidade deste amor. Com o mesmo amor com que Deus ama seu Filho, a quem Ele mesmo chamou "meu Filho amado" (Mt 3.17), Ele também ama os que creem nele. O amor de Deus não se pode medir. (Jó 5.9; 9.10; SI 139.17,18). É maior do que o amor materno (Is 49.15).

4. O amor de Deus em Relação a sua santidade.
Quanto à Sua natureza moral, diz-se que Deus é duas coisas: luz e amor. "Deus é luz". 1 João 1.5. Nas Escrituras as trevas simbolizam o pecado e a ignorância, e a "luz" é símbolo de santidade e de entendimento.
"Deus é amor". 1 João 4.8. Luz e amor são perfeições que se equilibram na Sua natureza. Sendo que Deus é luz, Seu amor não é fraqueza de boa índole nem indulgência de boa natureza. Porque Deus é luz, Seu amor é um amor santo, e não um simples sentimento. O amor de Deus nunca entra em conflito com Sua santidade. Desde que Ele é luz, nunca o pecado de Seu povo é desculpado, "Porque o Senhor corrige o que ama, e açoita a qualquer que recebe por filho". Hebreus 12.6.

II – A MISERICÓRDIA DE DEUS
1. Definição.
MISERICÓRDIA - [Do lat. miser, miséria + corais, coração] Indulgência, graça. Compaixão suscitada pela miséria do próximo. Literalmente, significa voltar o coração à miséria alheia (Dicionário teológico, CPAD).
A palavra misericórdia refere-se à bondade, ternura e compaixão de Deus até mesmo para com as Suas criaturas mais miseráveis e desprezíveis. Na misericórdia de Deus, encontra-se uma grande manifestação do Seu amor.
2. Passagens bíblicas sobre a misericórdia de Deus.
A misericórdia de Deus é descrita em vários lugares e de maneiras diversas. Sua misericórdia é grande (1 Reis 3.6), é suficiente (Salmo 86.5), é terna (Lucas 1.78), é abundante (1 Pedro 1.3), é rica (Efésios 2.4), é eterna (Salmo 103.17). É tão grande consolação sabermos que Deus é tão abundante e rico exatamente no que necessitamos como pobres pecadores. Não é surpresa que o Salmista diga: "Cantarei a tua força; pela manhã louvarei com alegria a tua misericórdia". Salmo 59.16.
Deus é chamado "o Pai da misericórdia" (2 Co 1.3) e a Bíblia diz que Ele é riquíssimo em misericórdia (Ef 2.4). A misericórdia que Ele mostra, perdoando ao pecador é pelos méritos de Jesus Cristo (Tt 3.5; 1 Pe 1.3).


A CONTINUAÇÃO DESTE SUBSÍDIO ESTÁ EM NOSSO E-book Subsídios EBD – Vol. 10 Acesse Aqui
 
Top