FECHAR <-----

Lição: 6 - Jônatas, um Exemplo de Lealdade (Subsídios)

Obs. Este artigo é um subsídio para a lição bíblica da classe de Adultos.
Introdução.
A bíblia fala da existência de vários homens com o nome de Jônatas. Por exemplo. Filho de Gerson e neto de Moisés (Jz 18.30); filho de Abiatar, o sacerdote (2Sm 15.27); Filho de Simei (2Sm 21.21), ou Siméia (1Cr 20.7), o irmão de Davi; filho de “Sama, o hararita” (2Sm 23.33); Jônatas tio de Davi (1Cr 27.32). Além dessas pessoas com o nome de Jônatas, podemos encontrar na bíblia mais dezesseis personagens o tal nome. Entretanto, o Jônatas de nosso estudo é o filho de Saul (1Sm 18.1).
Leituras sugeridas – Clique e leia:
- Subsídios Adultos: AQUI
- Artigos: Para Professores AQUI

I - JÔNATAS, UM AMIGO LEAL DE DAVI

Jônatas encontrou-se com Davi logo após do episódio bem sucedido de Davi com Golias e imediatamente o amou (1Sm 18.1).
Amar o nosso próximo como a si mesmo é um dever de todos os servos de Deus (Levítico 19.18; Marcos 12.29-31).

Diz o texto sagrado que “Jônatas, filho de Saul, começou a sentir uma profunda amizade por Davi e veio a amá-lo como a si mesmo (1Sm 18.1 – NTLH)”.
Nenhuma outra amizade superou a dele por Davi. Não tinha nada a ganhar por sua devoção ininterrupta, mas tudo a perder. Jônatas era o filho mais velho de Saul, o próximo candidato ao trono de Israel que, na verdade, o Senhor já havia entregue a Davi, de modo que a amizade entre os dois foi sem dúvida alguma singular. Depois de ouvir seu pai e Davi conversarem, Jônatas desenvolveu uma afeição por Davi como só acontece entre companheiros de combate.

1. Alianças entre Jônatas e Davi.
Pelo menos três alianças entre Jônatas e Davi estão registradas:

a) No primeiro encontro, “porque o amava como à sua própria alma”, Jônatas fez uma aliança com Davi e selou-a apresentando sua capa e armadura a Davi (1Sm 18.3,4). Mais tarde, quando uma clara hostilidade irrompeu entre Saul e Davi, por causa do contínuo sucesso militar de Davi e sua crescente popularidade, Jônatas interveio e conseguiu uma reconciliação temporária (1Sm 19.1 -6).

b) Finalmente, contudo, Saul novamente resolveu se livrar de seu rival por meios diretos. Jônatas, aparentemente despercebido das intenções de Saul, foi abordado por Davi numa tentativa de averiguar o motivo por traz da ação de Saul, a ingenuidade e a simplicidade de Jônatas são claramente evidentes quando ele confiantemente afirma, “... meu pai não faz cousa nenhuma, nem grande nem pequena, sem primeiro me dizer” (1Sm 20.2). Por meio de um plano, arquitetado por Davi, Jônatas descobriu a verdadeira intenção de seu pai e passou esta informação a Davi. Uma segunda aliança surgiu deste encontro, a qual enfatiza a atitude de Davi em relação a Jônatas e seus descendentes.

Jônatas reconheceu que Davi seria o próximo rei, e pediu que Davi jurasse que teria misericórdia de sua casa (1Sm 20.14-17). Davi manteve esta aliança e provou ser verdadeiro para com seu amigo

c) A terceira aliança é mencionada apenas brevemente (1Sm 23.18). Davi estava num exílio, escondendo-se no deserto de Zife, em Horesa. Apesar da conhecida inimizade de seu pai para com Davi, Jônatas o visitou em Horesa. Ele declarou claramente que Davi seria o próximo rei e alegou que seu pai, Saul, também compreendia este fato. A aliança foi renovada e a amizade selada novamente.

2. Jônatas, cunhado e melhor amigo de Davi (1 Samuel 18.20; 19.112Sm 1.22 – 26).
A expressão "meu irmão Jônatas" tem sentido duplo, pois Davi e Jônatas eram cunhados (Davi era casado com Mical, irmão de Jônatas) bem como amigos queridos que haviam feito uma aliança para dividir o trono, tendo Davi como rei e Jônatas como segundo no poder (1 Sm 23.16-18).

A relação de Jônatas com Davi não era homoafetiva. Jônatas não era homossexual e muito menos Davi. Jônatas era casado e pai de um filho (2Sm 4.4). Já Davi era casado com a própria irmã de seu amigo Jônatas (1Samuel 18.20; 19.112). Deus é contra toda e qualquer forma de homossexualismo, simples assim!       Veja: Levíticos 18.22; 20.13; Rm 1.25-27; 1 Co 6.9,10; 1Tm 1.9,10.
 
A ideia de um tom homossexual na forma como Davi expressa seu afeto por Jônatas é uma distorção de suas palavras. Salomão descreve o amor entre marido e mulher como algo "forte como a morte" (Ct 8.6), e a amizade entre Davi e Jônatas possuía essa mesma força.
Conclusão
Jônatas era um guerreiro valente (2 Sm 1.22), um líder nato e um homem de fé que procurou fazer a vontade de Deus.
Continuação:

A continuação deste estudo está em Nosso “E-book Subsídios EBD – Vol. 8”. Clique Aqui