FECHAR <-----

Ensinado as crianças levando em contas faixa etária

Os estudantes de cada faixa etária têm características específicas e necessidades especiais. Desafie cada aluno levando em conta seu desenvolvimento: físico, mental, social, emocional e espiritual.

Implemente o processo de ensino/aprendizagem de modo diferente para cada faixa de idade.

I. CRIANÇAS EM IDADE PRÉ-ESCOLAR (ZERO A SEIS ANOS).

Estudos feitos em pesquisa mostram que uma criança desenvolve cerca de 50% de sua inteligência aos quatro anos de idade, outros 30% aos oito anos e os restantes 20% aos dezessete. Os pequenos exploradores gastam todo minuto descobrindo-se a si mesmos e ao mundo que os rodeia. Eles podem aprender mediante um horário de atividades e métodos criativos especificamente projetados para sua faixa etária.
    O horário de ensino bíblico para as crianças menores deve ter:

1. Atividades de aprendizagem da Bíblia (30 a 45 minutos).
Estas atividades permitem que a aprendizagem comece tão logo o primeiro aluno chegue. Também satisfazem a necessidade constante que a criança tem de atividades e brincadeiras. Elas estimulam o interesse da criança, guiando-a ao tema da sessão de ensino. A opção de várias atividades de aprendizagem da Bíblia dá-lhe a liberdade de escolher uma atividade e aceitar a responsabilidade pela decisão tomada. Estas atividades fornecem oportunidades para a conversação dirigida necessária para entremear as verdades bíblicas nas atividades do dia-a-dia. E, por fim, as atividades de aprendizagem da Bíblia dão aos pequenos grupos as experiências que as crianças maiores precisam para o adequado desenvolvimento social.

2. Momentos de adoração (10 a 15 minutos).
As crianças passam para um grupo maior durante os momentos de adoração. Aqui, elas participam de atividades adicionais focalizadas no tema da Palavra de Deus. Os professores conduzem-nas à música, à oração, à repetição do versículo memorizado, às marionetes, às atividades que usem os grandes músculos, aos corinhos alegres, à oferta e apresentam os nomes dos aniversariantes. Professores não envolvidos na liderança direta dos momentos de adoração sentam-se no chão junto com as crianças.

3. História bíblica e atividades afins (10 a 15 minutos).
Nosso principal objetivo ao contar histórias bíblicas não é fazer com que as crianças se lembrem de pequenos detalhes. Queremos que a Bíblia fale à criança sobre sua vida em casa, no bairro e na igreja.

A história bíblica é uma atividade de grupo pequeno, na qual um professor tem a mesma turma ao longo do ano. Preservar a formação do grupo pequeno ajuda a construir os vitais relacionamentos entre professor e aluno.
Utilize métodos criativos para contar a história. O pior a ser usado nesta semana é o que foi usado com sucesso na semana passada.
Embora as crianças pequenas gostem de repetição, as mais velhas acham monótono.

As atividades afins revisam e reforçam a verdade descoberta na história bíblica. Colorir gravuras, projetos simples, conversação dirigida e perguntas ajudam a orientar os pequeninos a entender e aplicar em suas vidas a verdade da Palavra de Deus.

4. Até que os pais cheguem.
O professor sábio sempre terá brincadeiras e corinhos disponíveis para entreter as crianças pequenas até que os pais cheguem. Combinar corinhos com a “brincadeira da limpeza” incentiva a cooperação de todos. Adquira material da editora do currículo que você emprega, ou visite sua livraria cristã preferida.

II. CRIANÇAS EM IDADE ESCOLAR (PRIMEIRA À SEXTA SÉRIES).
Cada minuto do horário do seu domingo de manhã deve contribuir efetivamente para a experiência de aprendizagem da criança. Da mesma forma que todas as peças de um quebra-cabeça encaixam-se para produzir uma imagem, assim todas as partes do seu horário devem se ajustar coesamente no propósito global.

1. Estudo da Bíblia (total de 30 minutos).
A hora do estudo da Bíblia para crianças divide-se em três seções para que haja o adequado envolvimento, compreensão e aplicação. Atividades para gerar prontidão à aprendizagem (cerca de 10 minutos). Prepare atividades de prontidão à aprendizagem antes que a primeira criança entre na sala de aula. À medida que as crianças forem chegando, elas escolherão uma de Várias atividades, cada uma fornecendo informação que as ajudará na compreensão da história bíblica. As crianças podem trabalhar em uma ou mais atividades no tempo fornecido.

b) História bíblica (cerca de 10 minutos).
A história bíblica pode ser contada ao vivo pelo professor, ou reproduzida por aparelho de fita de áudio ou de vídeo. As atividades de prontidão à aprendizagem devem estar entremeadas na história, fornecendo informações geográficas, históricas, arqueológicas ou culturais aos acontecimentos. Por exemplo: usar uma técnica resistente a lápis de cera no cartaz para fazer com que as escritas apareçam na parede como em Daniel 5, no banquete do rei Belsazar.

c) Aplicação na vida (cerca de 10 minutos).
Esta seção é designada a encorajar as crianças a viver segundo os caminhos de Deus. Todas as atividades, discussão e decisões devem ajudar as crianças a descobrir a relação entre as verdades bíblicas que elas estudam e suas experiências no cotidiano. Perguntas planejadas, junto com o uso de um manual do aluno, ajudam a pôr a Palavra de Deus nos corações, mentes e ações desses alunos.

2. Atividades de aprendizagem da Bíblia (total de 20 a 30 minutos).
Estas revisam e reforçam a história bíblica e as verdades ensinadas. Envolvem grupos pequenos que trabalham com artes manuais, música, escrita criativa, teatro, jogos bíblicos e outras habilidades. Qualquer que seja a atividade, as crianças trabalham em seu nível de habilidade.
A mesma classe que produziu a técnica resistente à lápis de cera para Daniel 5, também pode fazer um “mural” utilizando cartazes descrevendo todos os eventos daquele capítulo. Mais tarde, estes cartazes podem ser colocados nas paredes da sala de aula, de forma que o professor e as crianças possam “passear” pela história de Daniel e eventos de sua vida. Este “mural” também pode ser colocado no vestíbulo ou pórtico da igreja para que os pais vejam o progresso feito pelos filhos.

3. Compartilhamento bíblico (total de 10 a 15 minutos).
Esta parte da hora inclui atividades que ressaltam o tema da Palavra de Deus que há pouco foi estudado. Música, oração, versículo memorizado, testemunhos de professores e alunos, e a oferta apontam as crianças em direção do Senhor e ao que a Palavra de Deus significou para cada uma delas.

4. Até que os pais cheguem.
A espera pela chegada dos pais pode ser um problema no ministério com crianças. Ter brincadeiras bíblicas e vários corinhos disponíveis é útil. Materiais podem ser obtidos da editora do currículo que você usa, ou em visita à sua livraria cristã preferida.

Artigo de: Robert Joseph Choun Jr.