Uma clara vis√£o das Obras da Carne

O velho homem arma-se contra o novo homem. A natureza pecaminosa da carne luta por sufocar a influência do Espírito Santo. Embora essa guerra seja interna e invisível, há claros sinais externos da carnificina provocada pela batalha. Quando o Espírito é vitorioso, vemos o fruto do Espírito. E quando a carne vence, também percebemos a evidência externa.
Antes de Paulo discorrer sobre o fruto do Espírito, primeiramente ele fala das obras da carne.



Veja G√°latas 5.19-23.
19 Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, prostituição, impureza, lascívia,
20 Idolatria, feiti√ßaria, inimizades, porfias, emula√ß√Ķes, iras, pelejas, dissens√Ķes, heresias,
21 Invejas, homic√≠dios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como j√° antes vos disse, que os que cometem tais coisas n√£o herdar√£o o reino de Deus.””.
Esta lista das obras da Carne identifica as práticas pecaminosas que, conforme o apóstolo enfatizou (mediante repetição), caracterizam os não-regenerados e os perdidos (ARC).

I. DEFININDO A CARNE EM G√ĀLATAS 5.
Carne” (gr. sarx) √© a natureza pecaminosa com seus desejos corruptos, a qual continua no crist√£o ap√≥s a sua convers√£o, sendo seu inimigo mortal (Rm 8.6-8,13; Gl 5.17,21).
Aqueles que praticam as obras da carne n√£o poder√£o herdar o reino de Deus (Gl 5.21). Por isso, essa natureza carnal pecaminosa precisa ser resistida e mortificada numa guerra espiritual cont√≠nua, que o crente trava atrav√©s do poder do Esp√≠rito  Santo (Rm 8.4-14; Gl 5.17).
VEJA TAMB√ČM
II. A LISTA DAS OBRAS DA CARNE E SEUS SIGNIFICADOS

As obras da carne s√£o dividida em:- Pecados de desejos, n√ļmeros 1-4 (Gl. 19).
- Pecados de impiedade e supersti√ß√£o, n√ļmeros 5-6 (Gl. 20).
- Pecados de temperamento, n√ļmeros 7-17 (Gl 5. 20-21).
- Pecados de apetite - comer e beber, n√ļmeros 16-17 (Gl. 21).

1. O SIGNIFICADO DE CADA OBRA DA CRNE

1) Adult√©rio. (gr. moicheria), rela√ß√Ķes sexuais il√≠citas entre homem e mulher, solteiros ou casados (Mt 5.32). Traduzido como adult√©rio (Mt 15.19; Mc 7.21; Jo 8.3; Gl 5.19).

2) “Prostitui√ß√£o” (gr. porn√©ia), isto √©, imoralidade sexual de todas as formas. Isto inclui, tamb√©m, gostar de quadros, filmes ou publica√ß√Ķes   pornogr√°ficos (Mt 5.32; 19.9; At 15.20,29; 21.25; 1Co 5.1).
Os termos moichéia e pornéia são traduzidos por um só em português: prostituição.
Este pecado a ser mencionado √© aquele que foi proibido no S√©timo Mandamento. Envolve a viola√ß√£o da santidade do casamento por meio de rela√ß√Ķes sexuais il√≠citas.


3) “Impureza” (gr. akatharsia), isto √©, pecados sexuais, atos pecaminosos e v√≠cios, inclusive maus pensamentos e desejos do cora√ß√£o (Ef 5.3; Cl 3.5).
Envolve desde a fornicação até os abusos sexuais contra o próprio corpo. Usualmente está associado ao contado sexual entre pessoas solteiras. Neste texto, entretanto, tem um sentido mais amplo, incluindo o contato sexual ilegítimo, no sentido mais lato da palavra (Atos homossexuais estão incluídos).
A impureza é o oposto à pureza, incluindo sodomia, homossexualismo. lesbianismo, pederastia, bestialismo e todos outras formas de perversão sexual (Gl 5.19;Mt 23.27; Rm 1.21-32; 6.19; 2 Co 12.21; Ef 4.19; 5.3; Cl 3.5; 1 Ts 2.3; 4.7; 2 Pe 2; Jd).

4) “Lasc√≠via” (gr. aselgeia), isto √©, sensualidade. √Č a pessoa seguir suas pr√≥prias paix√Ķes e maus desejos a ponto de perder a vergonha e a dec√™ncia (2Co 12.21).
Lasc√≠via √© promover ou participar daquilo que tende a produzir emo√ß√Ķes impuras, qualquer coisa que possa fomentar sexo e desejos pecaminosos. √© por isso que muitos prazeres mundanos devem ser evitados pelos crist√£os - para que a lasc√≠via n√£o seja cometida.

5) “Idolatria” (gr. eidololatria), isto √©, a adora√ß√£o de esp√≠ritos, pessoas ou imagens (1 Co 10.14; Gl 5.20; Cl 3.5; 1 Pe 4.3), e tamb√©m a confian√ßa numa pessoa, institui√ß√£o ou objeto como se tivesse autoridade igual ou maior que Deus e sua Palavra (Cl 3.5). A idolatria, em seu sentido mais amplo, pode incluir tais coisas como a adora√ß√£o √†s possess√Ķes materiais.

6) “Feiti√ßarias” (gr. pharmakeia), isto √©, espiritismo, magia negra, adora√ß√£o de dem√īnios e o uso de drogas e outros materiais, na pr√°tica da feiti√ßaria (√äx 7.11,22; 8.18; Ap 9.21; 18.23).


7) “Inimizades” (gr. echthra), isto √©, inten√ß√Ķes e a√ß√Ķes fortemente hostis; antipatia e inimizade extremas. Isso reflete um car√°ter marcado pela hostilidade, pelo rancor, pela falta de amor. Amargo desgosto, mal√≠cia e m√° vontade contra algu√©m; tend√™ncia √† irrita√ß√£o ou ira contra algu√©m.

8) “Porfias” (gr. eris), isto √©, brigas, oposi√ß√£o, luta por superioridade (Rm 1.29; 1Co 1.11; 3.3). Aquele que gosta de porfias √© contencioso, argumentativo e combativo. Vive sempre pronto a desafiar outras pessoas.

9) “Emula√ß√Ķes” (gr. zelos), isto √©, ressentimento, inveja amarga do sucesso dos outros (Rm 13.13; 1Co 3.3). Este tipo de pecado (obra da carne) reflete um esp√≠rito egoc√™ntrico que despreza as realiza√ß√Ķes ou vit√≥rias de outras pessoas.
Emula√ß√Ķes diz respeito a um esp√≠rito de rivalidade desenfreada na religi√£o, neg√≥cios, sociedade e outros tipos de relacionamentos.

10) “Iras” (gr. thumos), isto √©, ira ou f√ļria explosiva que irrompe atrav√©s de palavras e a√ß√Ķes violentas (Cl 3.8).

11) “Pelejas” (gr. eritheia), isto √©, ambi√ß√£o ego√≠sta e a cobi√ßa do poder (2Co 12.20; Fp 1.16,17). Contendas iradas; disputas por superioridade ou vantagem; discuss√Ķes para igualar ou devolver de mesmo modo o mal sofrido por algu√©m.

12) “Dissens√Ķes” (gr. dichostasia), isto √©, introduzir ensinos cism√°ticos na congrega√ß√£o sem qualquer respaldo na Palavra de Deus (Rm 16.17). Gerar contendas na religi√£o, governo, casa ou qualquer outro lugar.
Isso não elimina formas legítimas de dissentimento. Antes, caracteriza-se por um espírito contencioso que vive ferindo o próximo, criando inimizades entre as pessoas.

13) “Heresias” (gr. hairesis), isto √©, grupos divididos dentro da congrega√ß√£o, formando conluios ego√≠stas que destroem a unidade da igreja (1Co 11.19). Envolve a escolha volunt√°ria de opini√Ķes que v√£o contra a verdade estabelecida. Inclui mais do que os erros teol√≥gicos, pois tamb√©m pode referir-se a erros de atitude ou de comportamento.

14) “Invejas” (gr. pthonos), isto √©, antipatia ressentida contra outra pessoa que possui algo que n√£o temos e queremos. Pode incluir a m√° vontade para com aqueles que desfrutam de certos benef√≠cios. Ci√ļme das b√™n√ß√£os de outro. 

15) “Homic√≠dios” (gr. phonos), isto √©, matar o pr√≥ximo por perversidade. A tradu√ß√£o do termo phonos na B√≠blia de Almeida est√° embutida na tradu√ß√£o de methe, a seguir, por tratar-se de pr√°ticas conexas.

16) “Bebedices” (gr. methe), isto √©, descontrole das faculdades f√≠sicas e mentais por meio de bebida embriagante.

17) “Glutonarias” (gr. komos), isto √©, divers√Ķes, festas com comida e bebida de modo extravagante e desenfreado, envolvendo drogas, sexo e coisas semelhantes. Festividades lascivas e barulhentas, com m√ļsicas obscenas e outras atividades pecaminosas.

Conclus√£o
As palavras finais de Paulo sobre as obras da carne são severas e enérgicas: quem se diz crente em Jesus e participa dessas atividades iníquas exclui-se do reino de Deus, isto é, não terá salvação (Gl 5.21; 1Co 6.9).
Em contraposi√ß√£o √†s obras da carne, Paulo mostra no que consiste o fruto do Esp√≠rito: “Mas o fruto do Esp√≠rito √©: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, f√©, mansid√£o, temperan√ßa. Contra estas coisas n√£o h√° lei (Gl 5.22,23)”.

Referencias Bibliogr√°ficas
- RC Sproul, O ministério do Espírito Santo
- Bíblia de Estudo Pentecostal, CPAD
- ACF, Almeida Corrigida Fiel

- Bíblia e Estudo Dake, CPAD/ATOS


Blog: Subsídios ebd
A ferramenta de Pesquisas e Estudos dos Professores e Alunos da Palavra de Deus" (www.sub-ebd.blogspot.com).