FECHAR <----

 

Manuscritos bíblicos são "rolos" ou "códices" do texto bíblico, escritos à mão. O rolo era um volume de lâminas de papiro ou pergaminho.
Era preso a dois cabos de madeira para facilitar o manuseio durante a leitura. Era enrolado da direita para a esquerda. Sua extensão dependia do volume de escrita a ser registrada. 



Portanto, antigamente não era fácil alguém conduzir pessoalmente os 66 livros da Bíblia com fazemos comodamente hoje.
O códice é MS em formato de livro de tamanho grande, feito de pergaminho. As folhas do Códice têm normalmente 65 cm de altura, por 55 cm de largura. Este tipo de MS da Bíblia começou a ser usado no Século II.
Clique e leia também:

A caligrafia dos MSS

Há dois tipos de caligrafia ou forma gráfica nos MSS bíblicos, o que os divide em unciais e cursivos. Uncial é o MS de letras maiúsculas e sem separação entre as palavras. Tal diferença na forma gráfica deu-se no Século X. Palimpcesto é MS reescrito; isto é, a escrita primitiva era raspada e novo texto era escrito por cima. Isso ocorria devido ao alto preço do pergaminho. Inutilizava-se assim a escrita para usar o mesmo material gráfico.
Os manuscritos originais não tinham sinais de pontuação. Estes foram introduzidos na arte de escrever em época recente.
É evidente que a pontuação moderna não é inspirada, e por isso, às vezes, dificulta o sentido das palavras da língua original.

MSS bíblicos existentes mais antigos e mais importantes
Nos tratados sobre a Bíblia, a palavra manuscrito é sempre indicada pela abreviatura MS; no plural: MSS ou MSs. Esses manuscritos atestam a autenticidade do texto bíblico.

MSS do AT (Antigo Testamento) em hebraico

Até a descoberta dos MSS do mar Morto, em 1947, os mais antigos MSS do AT em hebraico eram:
1) O códice dos Primeiros e Últimos Profetas. Está na Sinagoga Caraíta do Cairo, Egito. Foi escrito em \Tiberíades, Galiléia, em 895 d. C., por Moses Bem Asher, erudito judeu de renome.
2) O códice do Pentateuco: Escrito cerca de 900 d.C. Está no Museu Britânico, Londres, sob o número 4445. Foi escrito por um filho de Moses Bem Asher: Arão.
3) O códice Petrogradicino - Escrito em 916 d.C. Contém apenas os últimos Profetas, segundo o cânon do AT hebraico, a saber: Isaías, Jeremias, Ezequiel, e os Doze Profetas Menores (quatro livros). Veio da Criméia, Ucrânia. Está na biblioteca de Leningrado (a antiga Petro grado), na Rússia.
O códice Aleppo. Contém todo o Antigo Testamento. Copiado por Shelomo Bem Bayaa.

Seus sinais vocálicos foram inseridos por Moses Bem Asher, cerca de 940 d.C. Em anos recentes foi trazido secretamente da Síria para Israel; Aleppo fica na Síria. Este MSS está na universidade Hebraica de Jerusalém. Utilizado como base da nova Bíblia Hebraica preparada pela universidade.
O códice B 19 A. Está na biblioteca de Lenin- grado, Rússia. Data: 1008 d.C. Foi transcrito por Moses Bem Asher cerca de 1000 d.C. Foi depois copiado no Cairo em 1008 d.C. por Samuel Bem Jacob. Este é o mais antigo MS datado e completo do A.T. em hebraico.

O rolo do livro de Isaías, Mar Morto, 1947. Em 1947, nos rolos descobertos nas proximidades do mar Morto, foi encontrado um MS do profeta Isaías, em hebraico, do ano 100 a. C., isto é, 1000 anos mais velho que o mais antigo MS até então existente.
O texto deste MS concorda com o da autenticidade das Sagradas Escrituras, sabendo- -se que esse rolo de Isaías tem agora mais de 2000 de existência!


Por: Antônio Gilberto – Divulgação: Subsídios EBD

 
Top