Featured

 


FECHAR<===


Conheça algumas curiosidades do órgão oficial da AD fundado 1930.

No mês de dezembro de 2004, o Mensageiro da Paz, o órgão oficial das Assembleias de Deus no Brasil, inicia seu 75° ano de atividades.

Fundado em dezembro de 1930 pelo missionário Gunnar Vingren, conformo decisão da primei­ra Convenção Geral da AD, realizada em Natal (RN) de 3 a 5 de setembro do mesmo ano, o MP teve a sua pri­meira Redação formada pelos missio­nários Gunnar e Frida Vingren, e pelos irmãos Carlos Brito e Emílio Conde.
O MP
foi criado na fusão dos jornais Boa Semente, da AD em Belém J (PA), fundado por Vingren em 1919, e o Som Alegre, fundado também por ele em 1926, no Rio de Janeiro.

O missio­nário Samuel Nystrõm, que nas primei­ras edições do MP estava liderando a AD em São Paulo, era co-diretor do jornal.

De 1935 a 1938, a Redação do MP chegou a funcionar em um biombo de metro e meio por dois. Os manuscri­tos eram levados pelos redatores para casa, para que pudessem ser ajeita dos para publicação.

Devido à necessidade de o jornal da AD funcionar vinculado a uma pessoa jurídica que lhe desse respaldo legal, conforme decreto presidencial do governo de Getúlio Vargas, a Casa Publicadora das Assembleias de Deus foi fundada em 1940. Hoje, a CPAD é uma das maiores editoras evangélicas da América Latina.

O MP, por sua vez, conquistou credibilidade durante os anos. No final dos anos 70 e início dos 80, ele chegou a ser vendido nas bancas de jornais no Grande Rio e Grande São Paulo. A primeira tiragem para as bancas, em 1979, sem contar a para as igrejas, foi de 50 mil exemplares.

Em 2001, a edição especial em comemoração aos 90 anos da Assembleia de Deus no Brasil teve tiragem de 365 mil exemplares. Por dois anos consecutivos, o MP recebeu o Prémio da Associação Brasileira de Editores Cristãos (Abec) de melhor jornal evangélico do Brasil. O reconhecimento veio nos anos de 2003 e 2004, referentes ao desempenho do jornal nos anos de 2002 e 2003.

Hoje, com um formato editorial moderno e arrojado, o MP continua sendo uma referência no jornalismo evangélico nacional e um instrumento de edificação espiritual para todo o país.

Fonte: Jornal Mensageiro da Paz, dezembro de 2004, pág. 11
Divulgação: Subsídios ebd
 
Top