Featured

 


FECHAR<===


Entendemos que revelação é a manifestação que Deus faz de Si mesmo e a compreensão, parcial embora, da mesma manifestação por parte dos homens.

Este modo de definir a revelação acentua que o que se revela é o próprio Deus, e não apenas alguma coisa a respeito de Deus.

Na revelação, Deus faz-se conhecido dos homens na sua personalidade e nas suas relações.

Revelar é informar,
e isto é justamente o que Deus há feito. Fez conhecidos os seus caminhos a Moisés, e os seus feitos aos filhos de Israel (Salmos 103:7).

Deus informou ao homem acerca de Sua Pessoa e das Suas relações com a criação.

O CENTRO DE TODA A REVELAÇÃO
Não nos esqueçamos de que o centro de toda a revelação é a pessoa de Deus. Jesus frisou bem esta verdade quando disse que veio revelar o Pai: Quem me vê a mim, vê o Pai.

OS OBJETIVOS DA REVELAÇÃO

A revelação não tem por fim simplesmente informar o homem acerca de Deus, mas também descobrir Deus ao homem. Deus quer que o homem o conheça; daí a razão de ele se revelar.

Os céus declaram a glória de Deus e o firmamento anuncia a obra das suas mãos. Um dia faz declaração a outro dia, e uma noite mostra sabedoria a outra noite. Não há linguagem nem fala onde se não ouçam as suas vozes. A sua linha se estende por toda a terra, e as suas palavras até o fim do mundo (Salmos 19: 1-4).

Estas revelações se encontram no Velho Testamento, em Cristo Jesus, no Novo Testamento e no cristianismo.

Fonte: Langston Teologia Sistemática - Divulgação: Subsídios ebd
 
Top