Subsídios Bíblicos para a Escola Dominical 👇👇

A ideologia de gênero

A ideologia de gênero no currículo das escolas pelo país, é uma das bandeiras dos militantes dos movimentos políticos homosse­xuais.

A VERDADEIRA INTENÇÃO DA IDEOLOGIA DE GÊNERO

A ideologia de gênero prega, em síntese, que as expressões "sexo" e "gênero" devem ter significados diferentes, onde os aspectos biológicos do corpo passam a ter nenhuma importância para a definição de homem e mulher.




Ser homem ou mulher, segundo os proponentes dessa ideologia, não teria nada a ver com biologia, mas com uma construção social e cultural que eles desejam que seja desconstruída.

Para esses ideólogos, o ser humano nasce sexualmente neutro e só depois é "socializado" como homem ou mulher. Logo, se essa ideologia fosse implantada, qualquer pessoa, mesmo sendo um homem, poderia ser considerada uma mulher e qualquer mulher poderia ser reconhecida como um homem, caso assim desejassem.

Ou seja, a ideologia de gênero tenta negar a essência masculina e feminina, e, assim, qualquer forma natural de sexualidade humana.

Isso ABRE espaços para justificação de qualquer atividade sexual, com a heterossexualidade sendo consi­derada apenas uma alternativa e não o natural.

Refutando a ideologia de Gênero

A construção social e cultural pode influenciar o individue de forma positiva ou negativa, mas isto não poderá invalida a verdade Divina de que Deus já criou os seres humanos com um o sexo definido.

Gêneses 1.27: “E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou”.

A Bíblia nos mostra Deus criando Macho (o homem) e a Fêmea (a mulher).
Ao criar o macho e a fêmea, fica claro que apenas dois sexo definidos foram criados (Gn 1.27)

O primeiro macho Deus colocou o nome de Adão (Gn 5.2). Já a primeira fêmea, Adão a chamou de Eva (Gn 3.20). Após Deus ter criador esse casal, o Criador ordena que o macho deveria unir-se com a fêmea. E esta união é a que chamamos de união heterossexual. “Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma só carne (Gn 2.24)”.

A união do macho com a fêmea é a grande prova de que Deus criou os seres humanos com o sexo definido para a união heterossexual e não homossexual.

Desde o princípio da criação, DEUS os fez MACHO e FÊMEA (Marcos 10.6).

Conclusão

Os defensores dessa ideologia se opõem à família na­tural, considerando-a responsável por "repressão sexual" e "opressão social". E como a família natural é defendida, obviamente, pelos cristãos, os proponentes dessa ide­ologia vêm o cristianismo com seus valores pró-família natural como um inimigo.

Adaptado do Jornal Mensageiro da Paz por EV. Jair Alves

Seja Nosso Parceiro (a)
Ajude-nos a continuarmos postando de GRAÇA lições e subsídios da Escola Dominical para o Povo de Deus. Clique AQUI e saiba como.
Subsídios ebd o blog do professor e do aluno EBD